sábado, 5 de janeiro de 2013

Dinossauros e o dilúvio: Mais um show de ignorância do criacionismo





Mais uma vez, vimos aqui denunciar a propagação da ignorância e o dano que os criacionistas causam, tanto à religião, por a levarem às raias do ridículo, como às ciências, por tentarem desqualificá-la  a todo custo, quando alguma descoberta contraria as ideologias que eles cultuam.



Dessa vez, nossos promotores da ignorância  vêm tratar a respeito do fim dos dinossauros, insistindo naquerla idiotice de dilúvio universal, arca de Noé, Terra jovem e que dinossauros conviveram com humanos a cerca de 6 mil anos.





Vejamos o rol de idiotices dos criacionistas: 





 Perola extraída daqui

Atividade vulcânica teria extinguido os dinossauros

A atividade vulcânica na região onde atualmente está a Índia, e não um asteroide, teria causado a morte dos dinossauros, de acordo com um novo estudo. Ao longo de dezenas de milhares de anos, a lava escorreu do planalto de Deccan, uma região vulcânica perto de onde atualmente está a cidade de Mumbai. Essa atividade teria expelido toneladas de níveis tóxicos de dióxido de carbono na atmosfera e provocado a extinção em massa por conta de um aquecimento global e acidificação dos oceanos, segundo uma pesquisa da Universidade de Princeton. Os achados, apresentados na última semana em São Francisco, EUA, durante o encontro anual da União Americana de Geofísica, serviram como munição para o debate que discutiu se um asteroide ou um vulcão teriam provocado a morte dos dinossauros há 65 milhões de anos.

De acordo com a outra teoria, um asteroide gigante teria se chocado em Chicxulub, no México, há aproximadamente 65 milhões de anos [segundo a cronologia evolucionista], e liberado quantidades tóxicas de poeira e gás na atmosfera, o que teria bloqueado os raios do sol e causado um esfriamento da Terra, sufocando os dinossauros e causando envenenamento da vida marinha. O impacto do meteoro também poderia ter desencadeado atividades vulcânicas, terremotos e tsunamis. 


Vale aqui fazermos um parêntese na leitura:

Atentamos ao leitor que não existe cronologia evolucionista. Qualquer dado cronológico acerca da idade do planeta Terra é obtido pela GEOLOGIA, por meio do método de datação absoluta e pelo método de datação relativa.




O método de datação absoluta é aplicado para rochas magmáticas ou locais de deposição de cinzas vulcânicas. Não basta apenas moer a rocha e bingo. 

Estas rochas possuem minerais formados por diversos tipos de isótopos os quais, quando decaídos não formariam o retículo cristalino do referido mineral.

Um exemplo é o  método do urânio-chumbo: usam-se os cristais de zircônio, badeleyata e monazita, cujo retículo se fecha quando há apenas urânio e tório em sua formação , mas não se fecha quando há chumbo. Assim, todo e qualquer chumbo encontrado no mineral zircônio é oriundo do decaimento radioativo.




Quando se usa o método do potássio-argônio, os minerais analisados são biotita e moscovita, sendo que o retículo destes minerais se cristaliza com o potássio e, a partir do decaimento deste, o argônio fica confinado no retículo.

O método do rubídio-estrôncio analisa minerais como o plagioclásio, que durante a cristalização fracionada, tende a concentrar o estrôncio e deixar o rubídio livre na rocha, ainda na fase líquida desta. Logo, no magma residual, a relação Sr/Rb tende a aumentar ao longo do tempo, pelo decaimento do rubídio. 

O método do samário-neódimio é utilizado por eles serem não suscetíveis à partição quando da fusão de rochas de silicatos. Os efeitos na cristalização de minerais félsicos modifica a relação Sm/Nd, o que modifica a relação entre o Nd-143 e o Nd-144, com o aumento do isótopo radiogênico Nd-143. Isso dá a informação para se saber quando uma rocha ou um reservatório particular se separou do manto terrestre  no passado. 

O método do radiocarbono se utiliza para datar materiais orgânicos até de uns 60 mil anos de idade.

O método da termoluminescência é usado para datar materiais que contenham minerais cristalinos que foram ou aquecidos ou expostos ao sol.

Dessa forma podemos com segurança calcular a data do referido mineral, sem termos de nos preocupar com elementos filhos contaminando a amostra e, muitas vezes sendo esses métodos usados em conjunto.


Assim, os métodos de datação absoluta têm a sua base na física nuclear, onde os decaimentos são medidos e tratados conforme determinam suas leis. Cada núcleo atômico radioativo ou isótopo radioativo, têm o seu tempo específico de decaimento.



Cogita-se que neutrinos possam influir nas taxas desse decaimento (aqui). Criacionistas se valem disso dizendo que os neutrinos aceleram a taxa do decaimento radioativo e, portanto, é falsa a datação apresentadas por estes métodos, sendo seus dados completamente errados. Portanto está validada a terra jovem (aqui).

Mas, pensemos: os neutrinos são emitidos na fusão nuclear das estrelas e, onde quer que as coisas estejam, eles passam através delas, pelo menos aqui em nosso planeta. Ou seja, em nada eles alterariam a datação absoluta, pois ela se assenta no decaimento de isótopos radioativos e os vemos acontecer em sua faixa de tempo.

Outros aventam que ora os neutrinos aceleram, ora eles retardam a variação do decaimento radioativo (ver aqui). Mas essa linha de pensamento também é equivocada. Caso consideremos os ciclos de atividades solares, bem como o periélio (ponto mais próximo do Sol) e o afélio (ponto mais longe do Sol) de nosso planeta, o que obtemos é uma taxa média de decaimento. Ou seja, voltamos ao caso anterior.

Outra alegação criacionista é que o método de datação relativa guarda um raciocínio circular.





Esta metodologia somente nos dá uma idea do que veio antes e depois, sem permitir que possamos estabelecer a duração real (numérica) dos eventos. Esta ideia temporal se localizará dentro de um intervalo.


 No planeta Terra, pode haver deposição de sedimentos entre camadas de rochas magmáticas. Estas serão datadas pelo método de datação absoluto. 

Logo, a camada sedimentar terá uma idade fixada no intervalo de idade daquelas duas camadas. Aida pode ocorrer a deposição de fósseis em camadas de cinzas vulcânicas, passiveis de serem datadas pelo método de datação absoluto.


 Ou seja, o método de datação absoluta subsidia o método de datação relativa, o que elimina a circularidade aventada pelos criacionistas.

Também sabemos de que sedimentos elas são feitas e quais foram as condições dos referidos depósitos sedimentares, o que nos possibilitará conhecer a idade aproximada dos depósitos.
 

Estes depósitos podem conter determinados fósseis (aqueles que viveram por um curto período de tempo e tiveram grande dispersão pelo planeta - trilobitas e amonitas). Assim poderems datar sedimentos, onde estes não se depositaram sobre camadas magmáticas com base nos fósseis neles contidos.

Assim, não há circularidade no método, como aventam os criacionistas.


Ou seja, a idea que mentirosamente criacionistas pregam sobre a metodologia de datação é falsa (Violação do nono mandamento da Lei Mosaica: NÃO DIRÁS FALSO TESTEMUNHO!!!!).




 
 
Contudo, esse novo estudo mostra que o planalto de Deccan – uma das maiores províncias vulcânicas do mundo - já existia antes da extinção dos dinossauros e pode ter contribuído total ou parcialmente para a sua morte em massa. Em 2009, companhias de petróleo estavam perfurando a região da costa indiana e eles encontraram sedimentos enterrados a 3,3 quilômetros de profundidade. Os pesquisadores encontraram fósseis que datam do período Cretáceo-Terciário, quando os dinossauros foram varridos da face da Terra.

Junto com os fósseis, foram encontradas algumas pequenas espécies de plâncton, que estavam em conchas, após as camadas de lava, o que poderia indicar que isso aconteceu anos após as erupções [ou logo em seguida?]. Os fósseis, tanto de animais terrestres quando de vegetais, sugerem que os vulcões causaram extinção em massa tanto na terra quando no mar.

  
Aqui vale outro parêntese:

O que esta frase do artigo se refere é que camadas de plancton estavam depositadas após as camadas de lava, no fundo do oceano onde estavam prospectando petróleo.

Houve assim, uma deposição de restos de animais do cretáceo/terciário (época em que os dinossauros sumiram da face da Terra) acima das camadas de lava expelidas nas armadilhas do Decan. Isso indica que o evento KT ocorreu após a formação destes depósitos de lava.

Em quanto tempo tal deposição de resíduos ocorreu, o artigo original não menciona:

"Within the fossil record, plankton species got fewer, smaller and maintained less elaborate shells immediately after lava layers, which would indicate it happened in years after the eruptions."   



Há que se saber que, estes sedimentos viajaram mais de 1.000 milhas a partir das armadilhas do Decan até onde foram localizados.






Segundo este artigo ainda, há a afirmação de que as assinaturas de irídio, que atestam a queda de um asteróide ocorreram após a extinção em massa dos dinossauros.

"Sediments containing iridium, the chemical signature of an asteroid, show up after the extinction occurred, contradicting the notion that it could have caused a sudden die-off, Keller said."

 Podemos saber que foram anos de deposição, uma vez que esta deposição se deu no fundo do mar e, cada tipo de sedimento, tem uma "marca registrada" ou seja se foi uma deposição por deslizamento ou se foi feita paulatinamente e ainda que tipo de sedimento que se depositou e com que velocidade estes depósitos ocorrem.

Assim, não tem nada de "logo depois" da ocorrência das camadas de lava e nem de 40 dias ou noites, como teimosa e maliciosamente o comentário induz ao leitor incauto.






Foram anos e, anos são anos; não são dias ou meses...









De acordo com os pesquisadores que defendem que o vulcão teria provocado a extinção dos dinossauros, um meteoro não seria capaz de produzir níveis tóxicos suficientes de enxofre e dióxido de carbono para aniquilar os animais de vez, mas isso poderia ter contribuído para a sua extinção. 


Agora vamos à nota infeliz (teremos de fragmentá-la pois o graus de idiotices é muito grande):



Nota do blog Criacionismo: Esqueça os milhões de anos e tente visualizar uma catástrofe ocorrida em tempo relativamente curto (dias, semanas ou meses), 

Não dá para se esquecerem os milhões de anos!!! Eles são baseados em leis da física no que se refere ao decaimento de núcleos atômicos.




Agora, claro, o evento KT foi em um dia apenas. Já as armadilhas do Decan, formadas entre 60 e 68 milhões de anos atrás, ao final do Cretáceo, teve uma erupção que durou aproximadamente 2,5 milhões anos (entre 67,5 a 65 milhões de anos atrás), cobrindo aproximadamente 1,5 milhão de quilômetros quadrados.




Obviamente que esta erupção pode ter tornado a vida muito difícil no planeta, devido a liberação de dióxido de enxofre, o que tornou o ar sufocante, baixou a temperatura do planeta em 2 graus Celcius e anda pode ter causado chuva ácida, comprometendo a vida, tanto em terra, quato nas águas.

Nem mesmo pode-se considerar que as armadilhas do Decan foram acionadas devido ao impacto em Chixulub, no que se refere à teoria destes locais serem antípodas

Ao se verificar onde a India se localizava há 65 milhoes de anos, considerando-se os efeitos da deriva continental, seu território estava a cerca de 1000 milhas de onde era o ponto antípoda de Chixulub.




O antípoda da época da formação do Decan está agora a leste do Oceano Pacífico. 

Os movimentos do leito oceânico são como uma esteira rolante; de um lado, subem para formar sulcos e, de outro, mergulham, em um processo chamado de subducção, Jon Hagstrum do U.S. Geological Survey,  diz: "metade do fundo do oceano desde então desapareceu" e evidências de um impacto antípoda "seria naquela metade." Ler aqui.


envolvendo provavelmente diversos impactos meteoríticos (não apenas um), rompimento da crosta terrestre com liberação de água sob pressão e muitos derrames de lava (em quantidade hoje praticamente inacreditável, não fosse o registro fóssil para atestar isso) e muita, muita água – fator que explicaria a fossilização em massa de incontáveis espécimes, não apenas dinossauros. 


 Há um indício de queda de asteróide na Ucrânia, datado de 2000 anos antes daquele ocorrido em Chicxulub.  Segundo os pesquisadores há indícios de ter havido uma chuva de meteoros, dado o tamanho dos dois corpos celestes e a distância entre as crateras (aqui). Ao que aparenta, esta chuva pode ter durado em torno de 1000 anos.


O fim dos dinossauros, dessa forma pode ter ocorrido devido a estes dois eventos interconectados (aqui). 




Não há nada no artigo que trate de águas saíndo das profundezas da terra, como ocorre com o imaginário do autor da infeliz nota.

Quanto a fósses eles não se formam em 10 ou 100 mil anos, mas em milhões de anos (aqui). 





Vejamos o que diz o paleontólogo britânico Michael J. Benton em "História da vida": 


  Fósseis

A chave para entender a história da vida são os fósseis (fig.1).Fósseis são restos de plantas, animais ou micróbios que um dia existiram. Podem ser petrificados, que literalmente significa "transformados em pedra", e estes são alguns dos exemplos mais comuns. 

Os fósseis petrificados podem ser de dois tipos:


Primeiro, aqueles que foram literalmente transformados em pedra, nos quais não resta nada do organismo original. A folha ou tronco de árvore, ou concha, ou larva, desapareceu por completo, e a cavidade restante foi substituída por grãos de areia ou lodo, ou, com mais frequência, por minerais em solução que fluíram pelos espaços na pedra que os circunda e, então, se infiltraram no espaço e se cristalizaram. 






O segundo tipo de petrificação, e o mais comum, ainda retém parte da matéria original do animal, talvez o carbonato de cálcio que compunha a concha, ou parte da cutícula ou restos carbonizados da planta. Nesses casos, grãos de rocha ou minerais meramente preenchem as cavidades.





 Assim, muitas pessoas podem se surpreender ao perceber que fósseis comuns, como um trilobita de 400 milhões de anos ou um amonite de 200 milhões de anos, são, na verdade, em grande parte constituídos do carbonato de cálcio original de sua concha ou de seu esqueleto externo, tal como em vida. 


De modo similar, os ossos dos dinossauros, em sua grande maioria, ainda são formados do fosfato de cálcio (apatita) original, o principal elemento mineralizado na época e hoje. 

Se observarmos atentamente a superfície externa desses fósseis, talvez com uma lente de aumento, podemos ver características extremamente definidas, como espinhas e linhas de crescimento na carapaça do trilobita, madrepérolas multicoloridas originais na concha do amonite, e cicatrizes musculares ou marcas de dentes na superfície do osso de um dinossauro. 


Se as conchas ou ossos fósseis forem cortados transversalmente e examinados no microscópio, veremos que todas as estruturas internas e camadas de crescimento originais continuam lá. Portanto, o corte transversal de um osso de dinossauro parece tão novo hoje quanto o corte transversal de um osso moderno. 



Nem toda planta ou animal que já existiu se transformou em um fóssil. De fato, se esse fosse o caso, a superfície da Terra estaria coberta com avalanches de fósseis em toda parte - grandes montes de fósseis de ossos de dinossauro, de trilobitas, de árvores gigantes de florestas carboníferas, de amonites e similares -, que provavelmente chegariam à lua. 



Ninguém sabe que proporção da vida terminou fossilizada, mas é sem dúvida uma fração minúscula, muito menos de 1%. 


As plantas ou animais devem ao menos possuir partes duras, como um esqueleto, uma concha ou um tronco de madeira enrijecido, para que possam ser prontamente preservadas. 

Ainda assim, a maioria das carcaças de animais e plantas mortas entra na cadeia alimentícia quase imediatamente, sendo revirada por animais ou decomposta por bactérias. 




Organismos mortos só podem se transformar em fósseis se está acontecendo a sedimentação, isto é, se areia ou lodo estão sendo despejados sobre os restos, talvez nas profundezas de um lago, sob um banco de areia em um rio, ou no fundo do oceano, abaixo da zona que é constantemente revolvida por correntes e ondas.

 O site da UFRGS explica a formação de fósseis conforme segue:


Quando um organismo morre, inicialmente ele é decomposto pelas bactérias e fungos que degradam a matéria orgânica. Depois disto, o organismo pode ser imediatamente soterrado ou passar por uma série de processos – desarticulação, transporte – e só depois ser soterrado. 

Esse soterramento irá acontecer quando a água, ou outro agente (vento, avalanche de terra, lahar, poeira vulcânica, areia movediça úmida ou seca, gelo), transportar o sedimento que irá recobrir o organismo. 




Depois de soterrado, o organismo irá passar por um processo chamado de diagênese, que consiste na compactação (pelo peso do sedimento) e na cimentação (o sedimento depositado sobre o organismo ou por dentro dele, através de processos químicos, se aglomera e passa a formar uma rocha sedimentar). Nestas condições, esse organismo agora pode ser considerado um fóssil. 

O movimento das placas tectônicas permite que uma rocha, que antes foi um fundo de mar, por exemplo, seja erguida acima da superfície e fique exposta. Nesta rocha exposta é que o paleontólogo vai procurar pelos fósseis.

A área da paleontologia que se ocupa em desvendar todos os processos acima mencionados é a Tafonomia. Tafonomia é a ciência que estuda os processos de preservação e como eles afetam as informações no registro fossilífero, englobando duas amplas subdivisões, a Bioestratinomia e a Diagênese dos Fósseis.



Uma análise tafonômica básica fornecerá importantes pistas sobre o que aconteceu com determinado animal desde o momento da sua morte até o dia em que o encontramos fossilizado, completo, ou muitas vezes, só partes dele. 

Esta análise consiste em estudar os processos de morte, necrólise e desarticulação, transporte, intemperismo, soterramento e, por fim, de diagênese dos fósseis.



 Aliás, se os dinos tivessem morrido por causa de nuvens tóxicas ou algo assim, o cadáver deles teria ficado exposto e decomposto, não fossilizado, o que depende de sepultamento em água e lama. 


Fósseis são restos de seres vivos ou evidências de suas atividades biológicas preservados em diversos materiais. Essa preservação ocorre principalmente em rochas, mas pode ocorrer também em materiais como sedimentos, gelo, piche, resinas, solos e cavernas.

Este raciocínio está completamente errado. Nem todos os dinossauros foram fossilizados e esta fossilização não aconteceu apenas no evento KT ou com o evento ocorrido no Decan. 

A fossilização representa a quebra deste ciclo e, portanto, deve ser sempre vista como um fenômeno excepcional. No decorrer do tempo geológico, apenas uma percentagem ínfima das espécies que um dia habitaram a biosfera terrestre preservou-se nas rochas (aqui).

Muitas espécies surgiram e desapareceram sem deixar vestígios, existindo portando muitos hiatos no registro paleontológico. (CASSAB, R.C.T.. 2004. Objetivos e Princípios. In: Carvalho, I.S.. (ed). Paleontologia. Vol 1. Rio de Janeiro: Interciência cap 1, p. 3-11.)


Águas ricas em cálcio neutralizam os ácidos dentro dos sedimentos, permitindo que partes moles, como pele, músculos e órgãos internos de vertebrados permaneçam intactos.

Houve fossilizações bem antes do evento KT e do evento do Decan, ocorrendo ao longo de todo o Cretáceo, dede que verificadas as condições necessárias para tal. 

Como sabemos, fossilização não depende apenas de água, mas de soterramento, que, muitas vezes, nada tem a ver com inundações e outros agentes.






Obviamente que uma inundação carrega sedimentos e podem acontecer repentinamente. Isso ocorre até hoje no Grand Canyon e grandes quantidades de sedimentos são carregadas para o mar.

Muitos animais podem ser apanhados de surpresa em leitos de rios e lagos lamacentos e em regiões de poços de piche, como o Rancho La Brea, onde ocorrem mamíferos da era do gelo.

NO Rancho La Brea, os ossos dos animais afundam no asfalto, eles se fossilizam, tornando-se marrom-escuro ou pretos. Porções voláteis do asfalto evaporam, deixando uma substância mais sólida, que se prende aos ossos. Além dos fósseis de grandes mamíferos, o betume também preservou vários pequenos "microfósseis", madeira e restos vegetais, e muitos grãos de pólen.




 Resumindo, o raciocínio do autor da infeliz nota demonstra COMPLETA IGNORÂNCIA no assunto fossilização.




 

Finalmente, se a extinção dos dinossauros ocorreu (unicamente) por causa de atividade vulcânica ou impacto meteorítico, por que apenas eles (bem fortes) foram extintos? 

Ora ora!!! O mais forte sobrevive!!! Mais uma vez, temos um raciocínio completamente errado. 





O que pode eventualmente sobreviver em uma extinção em massa não são os mais fortes nem os mais inteligentes, mas os melhor adaptados às novas circunstâncias.




Dinossauros não foram os únicos a seres extintos. Os amonites, que apareceram no Devoniano (sobreviveram à extinção Permo-Triássica) também foram extintos na data do evento KT ou extinção Cretáceo-Paleogena




Sem falar ainda:

 nos Rudistas (moluscos bivalves); 




nos Beleminites (cefalópodes assim como os amonites);




 insetos, plantas terrestres, peixes;

 mamíferos marsupiais da América do Norte;

 os asiáticos deltatheroidanos (parentes primitivos de marsupiais);

 pássaros  enantiornithines e hesperornithiformes.








Ou seja, não foram somente os mais fortes que desapareceram. Outras criaturas também se foram e outras como crocodilianos, anfíbios, peixes, neornithes e mamíferos, dentre outros, sobreviveram aos problemas. Conseguiram se adaptar e evoluir.

 
Pelo visto, derrames de lava, meteoritos, inundação, extinções em massa, etc., são eventos interligados que poderiam compor um único cenário catastrófico ocorrido há alguns milhares de anos. Um evento chamado dilúvio.[MB]

Bom, os trabalhos consultados em nada tratam sobre inundações. Obviamente que um asteróide que caísse no meio do oceano causaria terriveis tsunamis. Todavia, tsunamis não causariam uma extinção global, mas apenas localizada em regiões relativamente próximas às costas marítimas.

Em sendo assim, descarta-se a hipótese de um "dilúvio" e de uma arca idiota cheia de animais dentro singrando pelos mares Cretáceo-Paleogenos.




Aliás o autor da nota infeliz, para qualquer evento que contenha uma destruição em massa, diz que foi o dilúvio. Parece uma ideia fixa para justificar a sua fé (fraquíssima por sinal) em sua ideologia falida. Tanto que até é preciso MENTIR para justificar suas crendices.




 CONCLUSÃO:
 

Mais uma vez, nos foi apresentado um show de ignorância e desserviço acerca do conhecimento paleontológico do período em que se deu o fim da era dos dinossauros.

Insistentemente, o autor da infeliz nota se prende no mito do dilúvio, como se isto fosse uma verdade, bem como, na ideia nonsense de que homens e dinossauros conviveram no planerta Terra há uns 6 mil anos.




O que podemos extrais daqui, é a confirmação de que o criacionismo é um DESSERVIÇO; tanto à religião (por levá-la às raias do ridículo) quanto à ciência (por querer desqualificá-la em prol de suas ideologias fundamentalistas religiosas), bem como ainda ser péssimo para a educação das pessoas em idade escolar.

Criacionismo nas escolas é violação da lei e da Constituição do Brasil, conforme abordado aqui

Por essa razão, deve ser combatido e proibido e, quem insistir em travesti-lo de ciência, dentro da sala de aula, deve sim responder em juízo e a escola ser impelida a indenizar suas vítimas e o Estado, por não estarem cumprindo com sua missão, que não é evangelizar, mas preparar o aluno para a vida secular.


Criacionistas trazem apenas as trevas do conformismo e da ignorância travestidas de luz. Prestam um desserviço a humanidade se valendo de golpes sujos e atitudes dignas de um canalha, como se aproveitar da falta de conhecimento de crianças, adolecentes e pessoas menos intelectualizadas para pregar suas mentiras. 




Enquanto os biólogos evolucionistas seguem as pistas de Darwin e buscam informação sincera e honesta para elucidar cada vez mais o processo evolutivo das espécies em geral, criacionistas distorcem fatos, incriminam quem não acredita no que eles querem que acreditem e difundem desinformação e a ignorância.     

Criacionistas, ante a total falta de embasamento científico para sustentar suas crenças, apelam para o escárnio e para a ignorância, distorcendo a realidade e taxando aquilo que desconhecem como preconceito. Trazem a desinformação, a superstição, se valendo da leviandade e da desonestidade. 



   

Gente assim não merece respeito!!! Merece desprezo!!!  


98 comentários:

Ramon disse...

O que é pior no criacionismo, é que cada vez mais igrejas estão angariando jovens para crendices, como essa apresentada em seu post, ou seja, está se gerando uma nova geração de criacionistas ignorantes. Enquanto jovens cientistas são cada vez mais desacreditados, seja pela sociedade que consiste em sua maioria de crentes..

Antonio de Sousa disse...

Eu conheço bem todos as teorias (e fatos)abordadas por este blog na defesa da Ciência contra a religião. Mas depois de ler bastante e me impressionar com o universo e conhecimento que já possuímos dele, do próprio modelo padrão e seus belos detalhes, do surgimento da via e a evolução, eu confesso que tive uma recaída. Não se trata de pensamento religioso, absolutismo, nada disso. O problema para mim reside no "acaso". Eu desconfio desse elemento na Ciência. Temos que convir que o acaso não é lá uma boa resposta. É uma resposta meio covarde: "nós somos frutos de um completo acaso". Eu gostava disso antes, mas hoje vejo problemas nessa saída. Ora, a própria ciência foge do acaso: qualquer teoria só pode ser comprovada se forem observados 99,99% (na verdade é 99,99999999%) de chances de aquele evento não ter acontecido por "acaso". Por outro lado o universo é fruto de uma trilionésima fração... isso não entra na minha cabeça. Parece que estamos presos pelo princípio da incerteza. Outra coisa: me torneio muito frio por conta da ciência. Sabe, li o Gene Egoísta... O que acha disso tudo Elyson? Quero apenas suscitar o debate. Um evento foi decisivo nos últimos anos: meu sobrinho foi diagnosticado com autismo. Isso me afetou com certeza. Isto me despertou para a frieza da teoria da evolução, pois, segundo esta, ele não passa de um peso para a espécie, alguém que jamais conseguirá se adaptar... Também me vem à cabeça a questão da consciência. Por que nós a desenvolvemos a ponto de falar da evolução, do Big Bang...

Elyson Scafati disse...

Antônio, eu não luto contra a religiã ou a fé de ninguém. Combato o fundamentalismo religioso que é a religião e a fé doentes q1ue pregam a ignorância como uma verdade absoluta inconteste (só eu estou certo, só eu serei salvo, o mundo é errado minha crença é a verdade dentre utras esquisitices).

Acaso na natureza, eu diria que não existe.

No que se refere ao universo, as coisas são como são porque se fossem diferentes não seriam como são.

Parece uma tautologia, mas não é. Também não se trata de uma "afinação". São propriedades naturais para que um universo surja. Se as propriedades forem diferentes, pode não dar em nada como pode resultar em algo diferente.

Por exemplo, fazer mingau: pouca maisena não dá consistência, muita, endurece o mingau e vira uma cola, mas podemos ter mingaus mais uo menos moles. Assim é o universo. Suas propriedades podem variar e resultar em coisas bem diferentes da nossa realidade.


A ciência é para torná-lo alguém frio, mas para fazer vc cair na real da vida, que as coisas são bem mais complexas que o que elas aparentam ser.

A ciência é para vc se maravilhar com o conhecimento e aprender mais e mais, pois cada descoberta pode suscitar um ou mais "comos"?

As perguntas científicas devem ser desenvolvidas não no "por que isso" ou "por que aquilo".

A questão "por que" indica um propósito e a vida, o universo, a natureza, não têm propósito.

Ex. por que existem os anéis de saturno ou por que existe um pulsar, uma galáxia um planeta gigante orbitando uma estrela tal, ou por que existem os pardais, as bactérias, os vírus as medusas, ou por que existem os Andes, o Deserto de Atacama ou o mar de Aral ou o lago Tititcaca.

O mesmo é para a nossa consciência, a pergunta é: como ela passou a existir e será que os animais a têm e em que grau; e, se a tiverem, como ela apareceu.

Teoria evolutiva não é um mal para o mundo como apregoam os criacionistas. Ela é um grande bem, pois sem ela, seu sobrinho já teria morrido desde o dia que nasceu, se fosse deixado à mercê da natureza.

Perfeito ele jamais será, mas quem sabe um dia, com as pesquisas genéticas possamos escanear bebês e reparar seus defeitos quando ainda forem um amontoado de células (uma gástrula), ou mesmo reparar certas doenças mentais que parecem ser de causa genética ou mesmo reparar um órgão danificado.

Ramon disse...

Tenho uma incrível noticia dos meios científicos, "CONSEGUIRAM ATINGIR UM TEMPERATURA ABAIXO DO ZERO ABSOLUTO", ou seja, passaram do zero Kelvin. Isso é incrivel, imagine as possibilidades o ciclo de Carnot na finalmente será alcançado e superado, devido as caracteristicas da matéria nessa temperatura, vide site inovação tecnológica..
vou descrever o experimento:
Simon Braun trabalhou com um sistema artificial, composto por cerca de 100 mil átomos em uma câmara de vácuo, o que os torna perfeitamente isolados do ambiente externo.

Os átomos foram resfriados a uma temperatura de alguns bilionésimos de um Kelvin, uma das temperaturas mais frias que se consegue obter em laboratório.

Os átomos no gás ultrafrio foram então capturados por armadilhas ópticas, feitas por feixes de raios laser, e dispostos em uma matriz perfeitamente ordenada.

Cada átomo pode mover-se do seu local na matriz óptica para o local vizinho por tunelamento, mas sem perder algo que é fundamental para o experimento: ao contrário dos sistemas naturais, as partículas da matriz óptica possuem um limite superior de energia.

Assim, a temperatura do sistema não depende apenas da energia cinética, mas da energia total das partículas, o que inclui as energias potencial e de interação, ambas igualmente com um limite superior impostas pelo experimento.

Em condições normais, os átomos tenderiam a escapar da rede óptica, colapsando e aglomerando-se novamente em uma nuvem disforme, sugada para baixo pela gravidade. Mas os cientistas ajustaram a rede óptica para que fosse energeticamente mais favorável aos átomos permanecerem em suas posições ordenadas.

Os cientistas então levaram os átomos até seu nível superior de energia total, materializando uma temperatura absoluta negativa, de alguns bilionésimos -K, em um sistema que se manteve estável.
Isso explicaria as propriedade da matéria escura,O experimento da temperatura absoluta negativa revelou um fenômeno que desafia a gravidade, agindo no sentido contrário, exatamente como se propõe que a energia escura faça.

O experimento se baseia no fato de que os átomos no gás não se repelem uns aos outros, como nos gases normais.

Na verdade, eles interagem de forma atrativa, ou seja, os átomos exercem uma pressão negativa.

A nuvem de átomos tenderia naturalmente a se contrair, devendo colapsar, exatamente como em um Universo onde apenas a gravidade estivesse atuando.

Isso, contudo, não acontece justamente por causa da temperatura absoluta negativa, extremamente quente - e o gás não colapsa, exatamente como o nosso Universo.
FANTÁSTICO SE ESSE EXPERIMENTO SE CONCRETIZAR COM MAIS CIENTISTAS CONSIGUINDO ESSA PROESA.

Antonio de Sousa disse...

Elyson, compreendo o que vc diz. Só não entendi quando vc diz que na natureza não existe acaso e ao mesmo tempo afirma que o universo, a vida não tem propósito. Soa contraditório. Ou é o completo acaso ou então existe afinação. Não pode existir meio termo. Existe uma questão importante: nós somos conscientes da evolução, nós comemos da arvore do conhecimento, sabemos o que é bem e o que é o mal. Isso faz diferença. Na ciência isso não muda nada. Não existe moralidade na evolução, mas em algum momento da evolução o homem comeu da arvore do conhecimento.

Outra coisa: a ciência trata apenas do que pode ser provado, é justo. Mas imagine um crime: ainda que não se possa ter provas isso não quer dizer que não tenha acontecido. Apenas não pode ser alegado, pois devido às limitações técnicas de quem investiga. Ou seja: existe uma colossal diferença entre aquilo que de fato aconteceu e aquilo que pode ser provado. As nossas limitações técnicas estão descritas no princípio de incerteza: dentro do movimento jamais poderemos dar uma imagem completa do estado. Sempre ficará um espaço para a incerteza, e aí está o problema. O que nos espera nesses 0,000000000...1 % pode destruir todo o retante do argumento. Lembra de pascal: ele diz que enquanto houver um pingo de incerteza é bom não arriscar. É melhor se comportar direitinho. Vai que exista mesmo alguém filmando hahaha. Ai pegou!

Elyson, de certa forma, do ponto de vista da evolução, sujeito evoluído é um estelionatário, que leva vantagem.... hahaha é o ladrão que não é atingido pela limitada justiça. Estou apenas lhe provocando. Não me julgue criacionista. Mas e se tudo não for um big brother. Já assistiu o The Truman Show? e se tudo foi afinado com vistas para o homem? essa possibilidade é miníma mais ainda existe. Ou não?

Ramon disse...

Elyson fiquei com uma dúvida muito grande sobre um certo assunto, queria que por favor me esclarecesse. Minha dúvida se trata de proteínas, como o senhor deve saber todos os seres vivos existentes hoje compartilham o mesmo esquema de proteínas, chamadas proteínas levogiras, ou seja, desviam a luz para a esquerda. Mas existe outro tipo chamado de dextrogiro que desvia a luz para a direita. Recentemente lê um livro antigo de biologia(1987), nele tratava-se sobre esse assunto, dizia também que quando surgiu as primeiras formas de vida existia tanto aquelas formadas por proteínas levo, tanto dextro, e por alguma causa aparente as levo se tornaram predominante. Essa causa aparente naquela época era desconhecida, então procurei noticias mais recentes sobre esse assunto, que infelizmente existia em sua maioria em English, o que dificultou um pouco para mim, e então encontre algo falando que certos cientistas tinham feito experimentos com essas proteínas e descobriram que as levo são mais solúveis do que as dextro, ai então chega minha dúvida, esse experimento é muito restrito e simplista para se julgar pronto esse caso, pois as dextro são pouco solúveis mais não totalmente, então teria que haver pelo menos mais um motivo para não existir seres dextro. Qual a sua opinião?

Elyson Scafati disse...

Antoni, acaso não exite porque existem leis a serem seguidas na natureza.
A química funciona sob suas leis, assim como a física e a biologia.

Mas onde isso indicaria propósitos? Ex. qual o propósito de existir um pulsar? Sei lá...

Somos humanos e pelo fato de termos desenvolvido uma consciência e realizarmos tarefas com uma finalidade, nossa mente é ávida por propósitos, pois essa é a nossa natureza. O mesmo se verifica com os animais; se um leão mata uma zebra, tem como propósito se alimentar, pois sua "consciência" lhe diz quando está com fome e o que deve fazer para saciá-la.

Mas qual o propósito de existir o leão e a zebra? Eu não sei.

O que é bem e o que é mal? Se eu disputo um emprego com vc eu consigo o tal emprego e vc não, para mim aconteceu um bem e para vc um mal.

Vamos radicalizar: eu defendo a minha vida disputando com vc um copo de água no deserto eu consigo subjulgá-lo. Para vc eu fiz um mal e para mim eu fiz um bem.

Assim, vejo estes conceitos como algo relativo.

Mas claro, para tornarmos a vida em sociedade ralizável desenvolvemos normas de sobrevivência que ganharam um cunho moral e muitas se tornaram leis, o que suprimiu a relativização dos conceitos de bem e mal. Mesmo dentre os animais há regras de convivência.

Incerteza existe em qq campo do conhecimento; é o que denominamos de zetética. Só quem lhe confere certezas são as religiões (cada qual com sua dogmática), TODAS contraditórias entre si. Então que certeza elas lhe dão?

A aposta de Pascal menciona o deus judaico-cristão. E se houver um deus que seja de um outro sistema religioso? Por isso a considero um sofisma.

O que evolui na natureza é o melhor adaptado e não aquele que leva vantagem, o mais inteligente ou o mais forte. Límulos vivem até hoje, desde o Cambriano. Os amonoides, seus contemporâneos, foram extintos no evento KT. Dentes de sabre fizeream por aqui uma breve passagem; se foram e tinham muitos mais vantagens que esses outros.

Bem eu acho que princípio antrópico em qq de suas vertentes não passam de falácias. Recomendo-lhe a leitura de "The fallacy of fine tunning" de Victor Stenger.

Neste livro vc verá que a tal afinação nada mais é que um raciocínio falacioso.

Lembre-se: temos avidez por propósitos e, nem sempre eles existem.




Elyson Scafati disse...

Ramon:

A questão da vida ser militante do PT (de esquerda - levógira) resulta nas propriedades químicas dos isômeros chamados ópticos.

A solubilidade é uma delas, sem dúvida, pois o que é solúvel reagem mais.

Li, não me lembro onde, que existe uma relação com a catálise provocada pela luz, conforme o eixo que o isômero a desvia.

Então, os dextrógiros sofrem menos a influência da luz quando de suas reações químicas e assim reagem menos e se sintetizam até menos que os levógiros.

Muitas vezes quando se fazemos reações químicas artificiais (na planta de produção) ora se formam mais dextrógiros ora mais levógiros, dependendo das propriedades dos isômeros e que tipo de catalizador que é usado.

Na natureza, necessitamos de velocidade e é ai que os levógiros ganharam vantagem e se tornaram a matéria prima para a vida. Entretanto, salvo engano, parece-me que os açucares dos ácidos nucléicos são dextrógiros, sendo uma questão de pelo fato de serem menso sulúveis ajudam a construir nosso material genético.

estou te devendo os taquions!!!!!

Ramon disse...

Ok, vou lê um pouco sobre a influência da fotólise nesses isômeros pra ter uma consciência maior sobre esse assunto.
Há bem lembrado, estou muito encioso pelo posts que disse que ia fazer!
E mais uma vez obrigado!

Antonio de Sousa disse...

"Eu não sei" aqui cessa a Ciência. Eyson, já estive do seu lado. Eu era um "dawkiniano". Mas Darwin eu continuo admirando. Hoje meu pensamento está "em obras". Sou um cientista. Mas a ciência não é um dogma. Ela é aberta, como eu hj estou. O problema reside justamente ai. Em determinado momento vc diz "eu não sei". Então começa a sua fé. Vc crê que tudo foi por acaso. O ateísmo é uma afirmação do acaso. Não tem pra onde correr. Vc arrisca. Não existem fatos que provem isso. é crença. Se for para ter crença, então eu prefiro acreditar na vida a após a morte, no juízo final, na eternidade, o que me faz pensar assim é a evolução. vc entende o que eu quero dizer? segundo a evolução é muito mais saudável crença religiosa do que a crença cientifica. Compreende? essa é uma lógica radical, "egoísmo" levado ao pé da letra. e existem provas: pessoas com crença se adaptam melhor a situações traumáticas, à tragédia. Ora, se a evolução mostra que a defesa da vida é o que importa (a luta pelo copo d'água), então acreditar em vida mesmo apos a morte é uma evolução suprema... lógica pura. Compreende? Vamos supor: Vc ganhou o copo d'água, eu perdi. E ai? o que resta para mim? nada, aceitar a morte. se coloque no meu lugar. Vc é glorioso. Teve sucesso. E eu? eu não mereço a vida. Sou apenas um pedaço de carne que anda...

Existe o bem e o mal SIM. Ora, estamos numa luta pelo copo d'água. Pela sua lógica (que é sua), o seu argumento é que depende da situação e fica subtendido que se vc ganhasse vc beberia a água e me deixaria a mercê da morte. Dawkins radicalizou o darwinismo afirmando que não existem ações altruístas. Ok. Mas e se eu ao ganhar de vc a água, a dividíssemos para nós dois? como vc explicaria? eu poderia ter feito por pura dó (o que a evolução não perdoa) ou mesmo pensando que se nós dois nos uníssemos, seria mais fácil nos manter vivos (o princípio de uma sociedade, uma ação egoísta)para buscar um novo copo d´ água, ou mesmo pq queria abdicar da "luta", morrer ou viver junto com o meu próximo (e isso existiu na história da humanidade). Ora, qual o valor de se manter vivo e ver um "irmão" (todos somos irmãos geneticamente falando, da mesma família) morrer? só para depois termos filhos e depois morrer também? qual o valor nisso tudo? nenhum. só pq somos maquinas frias e cegas guiadas por um gene egoísta? Ora, no fundo isso quer dizer que não temos escolha. Não existe livre arbítrio. Então a coisa mais sensata a se fazer, a atitude mais racional e libertadora é dá um tiro na cabeça. Não é não? só assim seriamos livres. só estou explorando o raciocínio lógico. Aliás, o próprio raciocínio lógico cessa na teoria do gene egoísta.

E nós temos a capacidade de chegar a essa conclusão. Eis o problema: consciencia. A fábula religiosa é forte pq se baseia justamente nesse paradigma. A ciência é produto da consciência, Ou é o contrário? eia a questão.

Vc diz que vê o conceito de mal e bem como algo relativo. nesse ponto vc não esta sendo "relativo". Vc já fez uma escolha. e se me permite dizer vc esta sendo maldoso. Quanto a isso um exemplo: o santo sudário tem sido objeto de um debate acalorado. Os crentes dizem que ele é autentico e prova a ressurreição. Os céticos dizem que é falso. Mas eu lhe garanto que as duas partes já vão para o objeto procurando justificar preconceitos. Os céticos querem provar a qualquer custo que é falso. e os crentes q é autentico. Assim é todo e qualquer estudo. Mesmo os mais criteriosos. A gente vê o que quer. é uma escolha. livre arbítrio. E heisenberg mostrou isso bem: não se pode medir a velocidade e a posição de uma partícula ao mesmo tempo. E depois descobrimos que no íntimo, onde tudo é constituído, os elétrons se comportam de maneira diferente se existir observador. Ora, observador e objeto estão intimamente ligados.

Wallace Paulista disse...

"Criacionistas, ante a total falta de embasamento científico para sustentar suas crenças, apelam para o escárnio e para a ignorância, distorcendo a realidade e taxando aquilo que desconhecem como preconceito. Trazem a desinformação, a superstição, se valendo da leviandade e da desonestidade."

"Gente assim não merece respeito!!! Merece desprezo!!!"


Isso td num blog sobre ciência viu!

Elyson Scafati disse...

Wallace, compo vc se diz um cristão responda:

Vc acha que alguém que mente, distorce, cria falsas ideias, aproveita-se de jovens, crianças e pessoas menos intelectualizadas, de modo a propagar uma ideologia merece respeito?


É isso que sua crença ensina: mentir em prol de seus interesses pessoais para angariar fiei$$$$?

Gente assim não merece apenas o desprezo, mas a CADEIA.

Grande abraço.

Elyson Scafati disse...

Como já lhe disse Antônio: acaso em ciência não existe. Há leis que são seguidas pela natureza, como ocorre na química, na física e na biologia.

Claro que há um tempero de acaso, pois o acaso é aquilo tão difícil de determinar que nos valemos do modelo probabilístico. Ex. se vc jogar um dado, é possivel dizer como ele irá cair; mas quantos cálculos precisamos fazer para ter essa resposta? Eu diria que encheria uns 5 cadernos de 100 folhas frente e verso (força, rotação, momento, velocidade da mão atrito do dado com a mesa, gravidade, tempo de queda, curva em que foi jogado, com que face partiu, enfim...).

Tudo na vida são crenças. Só que há aquelas que têm evidência, aquelas que não as têm e aquelas cujas evidências são altamente improváveis (ex. existir um Corola no Cinturão de Kuiper ou de um tubarão entrar pela sua janela e cair na sua cama - Me lembrei daquele filme da super namorada com a Umma Truman).

Para nós humano, a religião foi uma vantagem numa época de adversidades. Ao cultuar a natureza, nossa mente estabeleceu que ela nos seria generosa.

Depois essa natureza foi transformada em deuses (vento, fogo, água, fertilidade, chuva, rios, montanhas, terremotos, sol, lua, planetas, cometas e vai por ai afora).

Isso foi bom por um lado, pois tornou as pessoas de determinado grupo mais coesas e altruístas. Mas foi ruim por outro, pois quando mal compreendida, a crença religiosa levou as pessoas a guerras e a fanatismos extremos como o dos xiitas e de militantes cristãos anti-evolução.

A natureza é cruel. É lutar, fugir, matar ou morrer. O altruísmo que vc vê em uma colônia de formigas busca um bem maior que é a perpetuação do formigueiro. Quantos morrem para isso?

Morcegos são altruístas, pois visam ao bem do ninho como um todo.

Chimpanzes são altruístas no mesmo grupo, chegam até a cuidar dos feridos em batalha. Porém seguem hierarquias, além de matar seus rivais e filhotes de bandos de fêmeas conquistadas.

Lobos são altruístas pois às vezes tem os caçadores e aqueles que cuidam das crias, sendo que estes não passam fome.

Mas e tigres, ursos, águias, orcas são altruístas até onde? E humanos? Até onde vai nosso altruísmo? Será que se dividirmos o copo de água não estaremos adiando a morte de ambos, sendo que um poderia viver e seguir adiante?

O Katrina responde as questões sobrte valores humanos. Eles vigoram enquanto há regras sociais. Quando estas terminam, impera a lei do mais forte.

Nos e as baratas não temos propósito. Uma barata não se inquire acerca de qual seu propósito no planeta Terra. Ela apenas vive.

Nós criamos nosos propósitos e damos um norte a nossa vida (razão pela qual a maioria de nós não deseja se matar), além de simplesmente viver, como faz a barata.

Livre arbítrio é uma coisa tão besta que podemos dizer que para a maioria de nossas ações ele é um engodo.

Ex. tenho liberdade de comer banana ou melancia no café da manhã. Esse é meu livre arbítrio. Mas se uma delas me fizer mal? Sofrerei consequências, portanto não sou livre para escolher por ex. melancia.

Se eu sair de casa e resolver assaltar o posto de gasolina? posso ser preso ou morto pela polícia. Onde está minha liberdade em fazer isso?

Se eu desejo fumar crack, posso morrer ou me tornar viciado, prejudicar minha família e a mim, ser preso ou ser morto por policiais ou traficantes. Onde está minha liberdade em fazer isso?

Se eu desejo estudar medicina ou engenharia ou direito eu posso fazer isso, basta passar no vestibular. Mas se eu não tenho aptidões para a matemática e a biologia? Me resta o direito.

na religião cristã, se eu creio em Jesus, maravilha, o céu será meu. Mas caso eu não creia, me resta a danação eterna. Onde está minha liberdade?

Ou seja, nossas liberdades são sempre restritas. Daí, livre arbítrio é uma farsa.



Elyson Scafati disse...

Sobre bem e mal, vc consegue definir o que é um e o que é outro sem estabelecer uma "zona cinzenta"? Se sim, eles serão conceitos absolutos. Mas eu prefiro tratá-los sob a ótica do TAO, onde ambos se mesclam. Daí a relatividade dos conceitos.

Quando tratamos da falseabilidade, dentro do seu exemplo, o sudário, basta que testes objetivos sejam feitos nele. Isso pode atestar ou rechaçar sua validade.

Pelo jeito, o que vc colocou aqui sobre o sudário, está apenas no mundo das opiniões, tanto de um lado, quanto de outro. Opiniões estas que não valem nada.

É claro que todo estudo tem sua dose de subjetividade, que pode ser eliminada ou mitigada diante de análises objetivas.

Ex. posso dizer que aves e mosquitos tem um parentesco porque voam.Uso a asa deles para dizer que pertencem ao mesmo tronco evolutivo. Mas isso será rechaçado diante de testes mais apurados.

Ou seja, minhas subjetividades podem ser eliminadas ou mitigadas.

Não é pelo fato de objeto e observador estarem relacionado que posso falar qualquer besteira.

Tenho de ter, no mínimo , um pouco de bom senso no que eu faço, de forma a constituir um raciocínio sólido, com premissas verdadeiras e lógica perfeita.

Ai sim poderemos ter uma linha chamada de raciocínio científico e mesmo o dialético. As coisas tem de ter começo, meio e fim.

Mas, onde mesmo que vc quer chegar?

Antonio de Sousa disse...

A lugar nenhum. Também não se preocupe, não quero torná-lo um fi€l hahaha nem entediá-lo. Quero apenas o debate, aquilo que acrescenta para os dois. Estou aprendendo e suas colocações são muito fortes.


1. Vc diz "acaso em ciência não existe" e depois "claro que há um tempero de acaso". Vc há de convir que está estranho o seu argumento. Como eu disse antes: não pode haver meio termo. Quanto à probabilidade: existe uma chance em um bilionésimo de trilionésimo de bilionésimo... de haver um universo com vida inteligente. Certo. Mas ele existe. E o fato de estarmos aqui debatendo é uma prova. Assim, a probabilidade pode ser ínfima, mas pode também ser de 100%, quem vai saber? estou certo? nós somos eternamente suspeitos para falar pois estamos dentro do universo. Se conhecêssemos um milhão de outros universos com leis diferentes, sem vida, que "não deram certo" ai sim. mas não é o caso. Só podemos falar a partir do nosso. Eis o problema.
Vou explicar de outra forma: se vc chegasse a uma mesa de jogo e visse o dado mostrando o resultado 4 e fosse perguntado quantas vezes ele foi jogado para dar aquele resultado, ou seja, sua probabilidade: vc faria altos cálculos e arriscaria o seu palpite: poderia ser uma relação de 1/6, que seria fraca; poderia ser 1/1.000.000; ou qualquer outra fração. Mas não passaria de um palpite. Pois o universo de resultados possíveis é interminável. Pode ser 1/1.000.000.000, mas pode ser também que o dado seja jogado infinitas vezes e nunca dar o resultado 4. Teoricamente, nada impede que isso aconteça. não é mesmo? Do mesmo modo pode ter sido uma só jogada. Certo? pois bem, com o universo funciona do mesmo modo. Nós falamos a partir de um resultado dado. A probabilidade pode ter sido 1/100000000000000000... mas também pode ter sido 1/1 não é mesmo? quem vai saber? nesse ponto não existe ciência, é palpite, é crença pura. E como disse, se for para crer é melhor crer na eternidade, vida após a morte...


2. Vc diz "livre arbítrio é uma farsa." vou lhe mostrar que não, o problema é que vc se deixou levar pela nuance religiosa do termo. Quando disse livre arbítrio quis me referir a uma capacidade humana que é subproduto da existência de consciência. Vc escolhe entre beber a agua sozinho ou dividi-la comigo; entre ser uma marionete do "gene egoísta" ou se rebelar contra os instintos. Entre continuar vivendo ou dar um tiro na cabeça. Isso é apenas humano. é o que diferencia o homem dos demais animais. Vc sabe de algum suicídio entre animais? a etologia reza que jamais houve. Só homens se suicidam. Alias, esse é o grande problema: evolução = consciência = liberdade de escolha = suicídio. Aí reside um paradoxo: a natureza não beneficia aquilo que atenta contra a vida, portanto, a consciência não pode ser explicada pela evolução. Seria como atravessar o rubicão. Como explicar a consciência pela evolução? qual é o elo? O homem seria diferenciado demais, de uma forma muito perigosa para a própria evolução. Por isso que insisto na questão da consciência. Não se trata de moralismo. Por isso que a religião continua arregimentando fiei$$$, pois se baseia na consciência, base que a ciência nem arranhou até agora.

Antonio de Sousa disse...

Cont.

3. Vc menciona uma "zona cinzenta" para falar em bem e mal. Em outras palavras vc está dizendo que não existe padrão absoluto de definição. Certo. Mas eu vou insistir: se fosse lei entre nós dois na disputa pelo copo d'água não trapacear ou não empurrar ou não usar violência, o bem e o mal seriam definidos por esta lei. Se vc ganhasse me dando um soco, seria injusto certo? pois bem: meu argumento (apenas minha OPINIÃO) é que o padrão é dado pela consciência. O seu exemplo, o TAO (que eu gosto muito) esclarece isso: lembra do simbolo yin yang, preto e branco, não existe "zona cinzenta". E ele fecha com o meu argumento: no preto tem um ponto branco, no branco tem um ponto preto. Ou seja: para fazer um mal, vc deve conhecer a divisão entre, o outro lado, o bem (o ponto branco dentro da área escura) e vice-versa. Compreende?
UM adendo: certa vez caiu R$ 400,00 do meu bolso sem eu perceber. Um cara foi me buscar a mais de 50 metros num lugar movimentado para me entregar o dinheiro. O que explica esse comportamento? a consciência. ele escolheu entre a sensação de que fez um mal para mim ou me entregar o dinheiro e fazer um bem e ficar com a consciência tranquila. Quem define o bem e mal é a consciência. E o homem comeu da arvore do conhecimento. ele sabe que não beber mata e portanto o seu adversário que perdeu o copo dágua vai morrer. Ou seja, ele fez um mal para ele.
Como disse antes a sua relatividade em relação ao bem e mal é uma escolha feita de antemão, é uma questão sua, da sua consciência, da sua natureza.

Bem, eu não estou falando qualquer besteira. E se não existem valores pq vc fala em "bom senso"?
Como combater a subjetividade com a objetividade, se a objetividade depende da subjetividade? Ora, em determinado ponto, tanto faz ser mais ou menos objetivo. Existe uma zona cinzenta do tudo ou nada.

Wallace Paulista disse...

Grande Elyson! De fato, nunca serei a favor de pilantragem, de exploração de ninguém, muito menos fraudes, mentira... Mas meu caro, só pq tem falsos profetas visando lucro com máscara de cristão, ñ quer dizer que TODOS sejam desonestos, alheios a sede de verdade, conhecimento, resposta...
Se td crédulo fosse incapaz, por sua fé, de contribuir com a ciência, então homens como Isaac Newton nunca teriam revolucionado ela, ajudado em nada! Neste post, q vc ataca o tal site criacionista por suas TEORIAS sobre extinção dos dinossauros, ñ dá pra entender, afinal eles só estão usando o mesmo método que muitos cientistas usam! Pq eles ñ tem esse direito?

Com todo teu conhecimento, não consigo imaginar que possa defender evolucionismo, isso ñ é possível, vc ao menos poderia ficar do lado da ciência e combater todas farsas, "heresias" pseudo-científicas, seja do lado dos crentes, ou dos ateus, naturalistas! Aí esse blog seria muito mais digno de confiança e credibilidade, mas enquanto deixar sua crença interferir na tua visão, vai parecer somente mais um cético combatendo criacionistas... Seja imparcial, pelo menos isso, seja científico!

Abraços ;)

Elyson Scafati disse...

Bom Wallace vc ainda insiste nos mesmos erros de criacionistas; vejamos:

Se vc não é a favor de pilantragens, pegue o criacionismo e jogue-o no LIXO, pois esta excrescência religiosa é o supra-sumo da pilantragem, uma vez que visa fazer proselitismo em sala de aula e doutrinar crianças a serem cristãos fundamentalistas de forma a se angariar fiéi$$$.

Vc ainda continua fraquinho em história, dirá história da ciência. Newton, embora tenha contribuído muito para a ciência, era um místico que se prendia à alquimia, que, a seu tempo já estava desacreditada. Tentou unir esta mística com a mistica bíblica de forma a descobrir o fim do mundo e a provar que a bíblia era uma verdade.

Ao longo de sua vida perdeu mais tempo com isso que se dedicando à ciência. Quanta coisa deve ter deixado de descobrir...

Criacionistas não possuem teorias, uma vez que suas alegações não passam de alegações pautadas em pura fé. Até mesmo quando se formulam hipóteses no campo científico elas tem de ter um mínimo de lógica e bom senso.

Ex. não tem como eu dizer que os antepassados de gatos eram batatas doce, só porque ambos possuem uma forma alongada.

Criacionistas não usam a metodologia científica, que é partir do problema para se chegar na resposta. Eles partem da resposta para apontar o problema.

Enquanto a ciência é zetética (uma pergunta puxa a outra ou várias, indefinidamente), o criacionismo parte do dogmatismo, ou seja, há o ponto além do qual os questionamentos estão proibidos.

Essa linha de raciocínio pode ser muito usada em certas escolas filosóficas, como nas matérias de direito e na religião, mas JAMAIS no campo científico.

Vc deve estudar mais filosofia da ciência para entender o que é e o que não é ciência.

Cada um tem o direito de fazer o que quiser de sua vida, mas não o de sair por ai dizendo idiotices como se fossem verdades, principalmente ministrar todo esse lixo em sala de aula.

Isso é violaçào de direito constitucional de liberdade de crença como violação da qualidade de ensino, além de se configurar em estelionato (art. 171 do CP), pois visam auferir vantagem criando falsas ideias e falsos conhecimentos.

Elyson Scafati disse...

Wallace, mais uma vez me permita dizer que vc é fraquinho em história e não conhece sociologia e filosofia para enfrentar um debate.

Nenhum cientista defende evolucionismo. Este é o nome de uma ideologia duifundida por Herbert Spencer de forma a sustentar o ideário capitalista da era vitoriana, como já lhe expliquei e, parece ter entrado por dois olhos e saido pelo outro (o trazeiro).

O que eu me valho aqui é do que existe em ciência. Estou me lixando para ateus ou religiosos. Não me iteressa o que eles pensam.

Como já lhe disse e repito, VOCÊ NÃO É OBRIGADO A LER O QUE POSTO AQUI.

Se o que faço aqui não é ser científico então o que é ser científico: falar sobre a arca de Noé?

Tudo nesse mundo são crenças, como já disse acima:

Só que há aquelas que têm evidências diretas ou indiretas (científicas, teoria do big bang e teoria da evolução), aquelas que não as têm e aquelas cujas evidências (religiosas e superstições ex. existir Ganesh ou ter sido Jesus um deus feito homem ou a lua influenciar no seu corte de cabelo) e as que são altamente improváveis (o que se pauta apenas no testemunho sem qualquer evidenciação real ex. vampiros, lobisomens e pés grandes e ETs).

Minhas crenças estão no primeiro plano. São aquelas onde as evidências, ainda que indiretas existam.

Assim, Wallace o que eu defendo é a ciência e não a superstiçào patrocinada por criacionistas cristãos ou seja a vertente religiosa que forem.

Mas diga-me: qual criacionismo é verdadeiro e por que? Que evidências concretas vc tem dessa sua suposta verdade? o que evidenciaria ser o criacionismo bíblico uma verdade e o indiano ou japonês (por exemplo) não?

Tenha a devida imparcialidade e cientificidade para responder essa questão.

Estou no aguardo.

Elyson Scafati disse...

Antônio, vc é livre para crer no que quiser, mas isso não implica que vc esteja certo. Se há vida ou não após a morte ou se há um ou "n"deuses, isso não é assunto de meu interesse e, tampouco, da seara científica.


aqui vai novamente a minha citação quando me referi a um "tempero de acaso"; leia por inteiro:

[Claro que há um tempero de acaso, pois o acaso é aquilo tão difícil de determinar que nos valemos do modelo probabilístico. Ex. se vc jogar um dado, é possivel dizer como ele irá cair; mas quantos cálculos precisamos fazer para ter essa resposta? Eu diria que encheria uns 5 cadernos de 100 folhas frente e verso (força, rotação, momento, velocidade da mão atrito do dado com a mesa, gravidade, tempo de queda, curva em que foi jogado, com que face partiu, enfim...).]

Ou seja não me referí a um acaso na acepção do senso comum, mas sim como uma forma de resumir algo de extrema complexidade.

Sobre o livre arbítrio, se ajud ar o outro significar morrer ou correr risco de morte, pode ter certeza que isso, na natureza, será muito difícil de ocorrer.

Mesmo se vc se rebela contra o dito gene egoísta, é ele quem está falando com vc, pois vc viu a vantagem para você na sobrevivência do outro. Imagine eu e vc numa savana com leões, Hienas, Leopardos, cães selvagens, babuínos e outras coisas bem atraentes.

É uma vantagem a gente se juntar e lutar pela sobrevivência. Os primatas entenderam isso bem cedo, assim como fizeram os hadrossauros, certos peixes e insetos.

Sim, há suicídio de animais. O escorpião é um deles e se mata quando se vê em perigo extremo.

Sobre a consciência, não é um ser que o manipula. Sào uma série de reações químicas que regem o seu pensamento.

Estas reações existem mesmo no plano de bactérias em ver o claro, o escuro o salino o quente, o frio, etc. Assim, mesmo elas fazem suas escolhas.

Quanto ao nosso escorpião ele faz a escolha entre morrer fritado ou se matar. E daí?

Muitas vezes se matar evitaria um sofrimento maior. Eu preferiria pular de um penhasco a ser devorado vivo por um bando de hienas. Se teria coragem para tal não sei.

dessa forma, reaçoes químicas no cérebro são a sua consciência e tais reaçoes ocorrem em nível celular, em tecidos, em órgãos e em corpos. daí sewrem produto de evolução das espécies e não de algo transcendental.

Nossa inteligência despontou com o uso do fogo, que nos permitiu melhor absorção dos alimentos.

Sobre consciência, procure uns exemplares da Sciam edição especial que falam disso. Já há muitos estudos na área.

Elyson Scafati disse...

O simbolo Yin Yang mostra essa tal linha cinzenta pos eles se interpenetram e mostram um dentro do outro, ou seja um não existe sem o outro, o que desequilibra o universo. As cores até podem ser bem definidas, mas é isso que ele representa, o equilíbrio das forças.

Mas o que define o que Yin do que é Yang? São nossas convenções. O que é bem e mal? R. Nossas convenções. daí o conceito ser algo relativo a cada sistema de convenções e de acordo com a necessidade de cada um.

Ex se vc pede a deus para ganhar na mega-sena e outro cara ganha. deus lhe fez um mal? Digamos que sim. Fez um bem ao outro? Sim.

Por que vc não ganhou? Vc não era merecedor? Por que?

Minha opinião: não era seu dia de sorte.

Matematicamente, até podemos determinar a sequência de números que sairia de aocrdo com a disposição das pedrinhas e com a força da mocinha que gira o bingo.

Melhor lidar com a sorte, por isso é o que se denomina jogo de azar, pois se baseia na probabilidade que é mais fácil de se criar um modelo. Sua chance com um volante: 1/C60,6.

Quanto ao camarada que lhe devolveu a grana, vc deu sorte também. Mas poderiamos levantar todo o histórico da vida dele e dizer se ele devolveria ou não a grana para vc.

Ou seja, estudariamos as convenções em que ele foi
criado e que valores essas convenções lhe passaram para que construísse seu caráter.

A objetividade tem uma metodologia a ser seguida, que é subjetivamente considerada como uma "boa prática", via consenso. Um exemplo é a metodologia científica e todos os seus parâmetros e exigências.

Claro que tudo o que existe hoje, em termos de conhecimento, são criações humanas e portanto, subjetivas. Mas há meios para vc dizer se um método foi bom ou ruim ao avaliar determinada situação.

Métodos são modelos que criamos. Por exemplo Q=mc(t2-t1) é um método de definir caloria, criado empiricamente assim, como F=ma, q = mv, v=lf, calculo de volumes, áreas, calculo integral, derivadas, métodos numéricos, modelos que constróem a biologia, ou seja, são representações da realidade.

Ou usar o método de Black -Scholes para precificar uma opção no mercado.

São situações criadas dentro de uma subjetividade, que levam a uma metodologia objetiva.

É assim que passamos a mitigar o subjetivo, que é deixar tudo ao bel prazer de cada um. Estabeleça um método e assim terá a sua objetividade, ainda que criada na subjetividade.

Dessa forma, até posso definir livre arbítrio como: a atitude que não o violenta e nem a terceiros. Não é uma regra de consciência fundada em bem ou mal, mas na razão natural das coisas.

Tudo é como é porque se fosse diferente não seria como é. E, se vc vivesse nessa realidade diferente, estaria questionando como seria se tudo fosse diferente de sua realidade e qual chance haveria de existir uma realidade diferente.

O propósito está em sua mente e não nas leis naturais. Ele é uma subjetividade sua e não uma objetividade natural, pois seu propósito é diferente do meu ou de um camaleão ou, se existir, de um ser vivo de outro planeta.

Elyson Scafati disse...

francamente Antônio, não estou entendendo o escopo de sua discussão.

Onde vc quer chegar?

seria afirmar que a consciência é algo divino, é rebater meu raciocínio, é mostrar que a evolução está equivocada ou é meramente filosofar sobre as mazelas da vida?

Antonio de Sousa disse...


1. Quando falo em crer em vida após a morte estou apenas seguindo a lógica socrática: siga o argumento aonde quer que ele te leve. No caso, a evolução diz que o sentido da existência é a preservação da vida acima de tudo. Portanto, para um ser consciente esse argumento deve levá-lo à crença de que a vida continuará mesmo após a morte (!). Resumindo: vida após a morte é um subproduto da consciência. E a consciência é um fato. Portanto, um ser humano na vanguarda da evolução deve acreditar que existe vida mesmo após a morte... Não é mesmo? Ou seja, lógica pura.

2. Sinceramente, com todo respeito, mas quando você diz "não me referi a um acaso na acepção do senso comum, mas sim como uma forma de resumir algo de extrema complexidade." você não disse nada. Ou na melhor das hipóteses, usou um argumento de autoridade, o que é reforçado pelo uso temerário do termo “sendo comum”. Você por acaso se acha um ser iluminado, uma pessoa não “comum”? hahaha isso parece uma terminologia dogmática, como se os cientistas fossem profetas... Toda vez que vejo esse tal de “senso comum” como base de argumentos eu fico desconfiado. Isso não é científico. Discursos de autoridade pressupõe que só seres iluminados podem ter acesso ao conhecimento. É o mesmo discurso dogmático da “Revelação”... A pessoa tem que ser "iniciada" como acontecia nas antigas sociedades secretas.

Antonio de Sousa disse...

3. Sobre a consciência você diz: “São uma série de reações químicas que regem o seu pensamento.” Quanto a isso eu quero que reflita sobre uma parábola:
Imagine que um telefone via satélite fosse levado pelo mar até a praia de uma ilha remota habitada por uma tribo que nunca teve contato com a civilização moderna. Os nativos brincam com as teclas e ouvem vozes diferentes quando pressionam os números em certas sequencias. A princípio, eles supõem que é o aparelho que faz aqueles ruídos, e alguns nativos mais inteligentes, os cientistas da tribo, montam uma réplica exata e pressionam os números novamente. Tornam a ouvir as vozes. Então, a conclusão lhes parece óbvia: aquela particular combinação de cristais, metais e substâncias químicas produz o que parece voz humana, e isso significa que as vozes são simplesmente propriedades do aparelho. O sábio da tribo, porém, convoca os cientistas para uma discussão. Pensara muito sobre o assunto e chegara à seguinte conclusão: as vozes que passam através do aparelho só podem estar vindo de pessoas como eles, pessoas vivas e conscientes, embora falando em outra língua. Em vez de concluir que as vozes são simplesmente propriedades do aparelho, eles deviam investigar a possibilidade de estarem entrando em contato com outros humanos através de uma misteriosa rede de comunicação. Talvez um estudo mais profundo pudesse dar-lhes uma compreensão mais ampla do mundo além da ilha. Mas os cientistas riem do sábio e dizem: "Escute, quando danificamos o instrumento, as vozes param de chegar até nós, então, elas não são nada mais que sons produzidos por uma combinação especial de lítio, placas de circuito e diodos emissores de luz".
Os estudos de neurociência sobre a consciência têm demonstrado existe algo alem do que a simples soma das partes.

4. Escorpiões não cometem suicídio. Isso é um grande mito. Vários estudos já demonstraram isso, as experiências são feitas assim: quando o escorpião é acuado num círculo de fogo, parece lançar o ferrão sobre o corpo, num aparente suicídio. Mas não é exatamente isso que ocorre. Nessas situações, o aracnídeo fica agitado com a alta temperatura ao seu redor e perde o controle de sua cauda (Metassoma), dando a impressão de que está tentando se picar. Mas o bicho morre mesmo é de desidratação por causa do calor. Essa é uma lenda grotesca, alis, não esperava que você a mencionasse. Mesmo que quisesse, o escorpião não conseguiria suicidar-se. Seu aguilhão não tem força suficiente para poder perfurar sua carapaça dura, e mesmo que conseguisse isso, seria inútil: o escorpião é naturalmente imune ao seu próprio veneno.
Os etólogos afirmam: não existe nenhuma evidencia de que animais cometam suicídio.

Elyson Scafati disse...

Antônio, seu argumento de Lógica Socrática está completamente furado. Evolução das espécies ou qq outra ciência lida com o material e não com o transcendental.

Se o transcendental se desvendar como algo material, então ele deixará de ser sobrenatural e passará a ser natural.

Suas colocações se assemelham aquelas de mistificação da física quântica.

Veja a sua colocação:

[No caso, a evolução diz que o sentido da existência é a preservação da vida acima de tudo. Portanto, para um ser consciente esse argumento deve levá-lo à crença de que a vida continuará mesmo após a morte]

Falta um pedaço no seu raciocínio: demonstrar a premissa de que a alma ou como queira chamar existe e que esta alma é a consciência.

A consciência existe enquanto seu cérebro funciona. A partir do momento em que ele morre bau bau. Já era. É como vc queimar, sem concerto, no hard disk ou a memória de seu computador.

Antônio, vc se diz cientista. Vc já estudou modelos probabilísticos? Vc sabe o que é um modelo? Pois é ele é uma representação da realidade.

Imagine PV = nrT. Não é só isso, é muito mais. Envolve teoria cinética dos gases (onde entra muito de probabilidade, como movimento browniano, teoria da percolação e gradientes de temperatura) é se torna uma equação dificílima de ser resolvida.

Assim é a probabilidade. Chamamos de acaso aquilo que é complexo ou quase impossivel de ser tratado se olharmos como essa coisa funciona.

O que é acaso para vc?

Para as pessoas é aquilo que acontece sem ter uma causa aparente para tal, isswo é o senso comum. Onde está o argumento de autoridade nisso? Mesmo para vc o acaso é algo largado ao leu...

Noentanto, há razões que precedem o denominado acaso.

O que ocorre na evolução das espécies parece ser um acaso, mas não é.

Suponhamos o evento KT e a extinção dos dinossauros:

Seria um acaso os mamíferos terem chegado onde chegaram? Seria um acaso este corpo celeste ter caido aqui?

Aparentemente, às duas alternativas parecem um acaso, mas houve razões precedentes para tal.

O corpo celeste podem ter sido muitos fatores como a rotação do sistema solar, e sua passagem próxima a alguma estrela, a própria gravitação solar e dos planetas o choque com algum outro corpo celeste, etc.

Já o apogeu dos mamíferos foi uma seleção de genes daqueles melhor adaptados à nova vida e assim por diante.

Elyson Scafati disse...

O que lhe trouxe sobre acaso não são minhas colocações, mas sim colocações da seara científica.

Não sou um biólogo embora entenda um pouco da matéria. Nem sou especialista em bicos de passarinho ou caudas de escorpião.

Meu negócio é física, mais especificamente na área nuclear e quântica que se desdobra em cosmologia e aqui é que se estudam os eventos denominados randômicos.

Se vc é cientista deveria saber o que é senso comum. aqui vai para vc uma definiçào da wiki:

"O senso comum descreve as crenças e proposições que aparecem como normal, sem depender de uma investigação detalhada para alcançar verdades mais profundas como as científicas."

Ou seja, não tem nada de científico, são meras observaçõe e experiências sensíveis, que podem mesmo resultar em um falso conhecimento (ex. práticas de curandeirismo, de astrologia e criacionismo).

É no senso comum que se encontra a má compreensão de acaso.

Cientistas não são deuses. São pessoas que sabem mais que as outras porque decidiram estudar e investigar fenômenos.

Eu não sou médico. Cabe-me aceitar o que meus médicos dizem, se estou com algum problema, pelo simples fato de que sabem mais do que eu, um ignorante no assunto.

Poderia procurar um curandeiro e ele me mandar tomar banho com alfazema e arruda e tomar mel com alho para sanar uma dor de garganta em vez de ingerir antibióticos.

Poderia ir a uma igreja evangélica para tirarem o diabo do meu corpo e rezarem pela minha alma e assim eu ser ungido com a cura.

Quem detém o saber: o médico, o curandeiro ou o pastor?

Garanto que muita gente buscaria as duas alternativas em vez da primeira...


Logo, por analogia quem pode lhe falar melhor sobre o acaso: Um matemático ou um físico ou o seu Zé do bar da esquina? R. Os dois primeiros.

Assim, Antônio, para se aprender alguma coisa temos sim de ser iniciados; nos estudos, que infelizmente não são todos que tem condição para segui-los.

Bom meu caro sobre as vozes, se vc as ouve em sua consciência, procure um psiquiatra, pois vc está com problemas de esquizofrenia.

Uma mente comparada a um telefone se trata de uma falsa analogia como aquela do boeng e o furacão e a confecção de um material genético.

O algo além da soma das partes se chama sinergia. Ou seja, se somarmos todos o que compõe nossa mente o resultado será maior que a soma das partes.

Ex. vitamina D e radiação ultravioleta. Ambos sozinhos não tem qq efeito sob a absorção de cálcio. Mas juntos a potencializam.

Melhor ainda uso tritio e deutério para fazer uma bomba H. ainda uso U235 ou Pu-239 como a fonte que gerará o calor para o trítio e o deutério se fundirem. Só com o materíal físsil teremos uma bomba-A, acrescentando os outros dois teremos uma bomba-H cujo efeito sinérgico é bem maior que o matérial físsil e o de fusão.

Assim é a sua mente. Reações químicas interligadas podem ir muito além do que vc imagina, até mesmo de se revestir de uma alma, que com sua morte, certamente não sai do seu corpo e vai tocar harpa em uma núvem. Mas simplesmente acaba.

Posso estar errado, sim posso. Mas até o momento, o sobrenatural para mim não passa de subjetividades de uma consciência. Não pode ser testado e nem falseado. Pode, no mínimo ser deixado como uma questão aberta.

Suas experiências na igreja, no centro espírita ou na meditação são suas e muita gente pode tê-as. São níveis alterados de consciência e há estudos nessa área com o tal "capacete de deus".

Elyson Scafati disse...

Animais podem não se matar, mas há controvérsias sobre esse tema.

O que etólogos afirmam é haver uma fuga de estresse e mesmo um comportamento auto-destrutivo ligado ao estresse.

Ainda pode ser se colocar em situaçòes de risco para fugir de uma situação que poderia matar o animal.


Não se sabe se isso é parecido com o desejo humano de "perder a razão de viver"ou se é um mero mecanismo de defesa contra o estresse.

Mesmo em humanos, a perda da razão de viver é causada por estresse como a perda de um companheiro, de um filho de uma situação adversa como o desemprego.

Ainda, fatores como o vício em psicotrópicos que agem em nosso cérebro e, durante a síndrome de abstinência podem levar a depressões fazem a pessoa perder o controle e até mesmo se matar.

Há ainda as doenças mentais como depressão e esquizofrenia.

http://www.manualmerck.net/?id=299&cn=1577

http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=40744&op=all

Pode crer, se nascem animais com problemas mentais eles ficam pelo caminho. Não são como nós que cuidamos de nossos doentes.

Assim, os que não suportam a pressão ou os que têm problemas de qq ordem morrem e seus genes não seguem adiante, como ocorre em nossa espécie.

Nascer doente não se trata de uma provação divina ou de um carma de vidas passadas, mas de uma combinação gênica que deu errado (acaso) porém, se verificado a fundo, podemos ter dado chance ao azar ao escolher um parceiro sem pesquisar seu histórico.

Vc se sente atraído por quem tem uma carga de genes bem diferente da sua, pois o cheiro dessas pessoas difere daquele do seio de sua família. Isso é evolução. Fazemos muitas coisas sem saber e quem manda é o nosso gene egoísta.

Não é o amorzinho de vidas passadas ou aquela pessoa sua alma gêmea. É seu parceiro em potencial para ter uma cria saudável.

Infelizmente, para a espécie humana os genes ruins estão se propagando dentro dela (como diabetes, problemas de hemofilia, e doenças que exigem uso contínuo de medicamentos).

Se não repararmos esse problema, isso pode degenerar nossa espécie e extingui-la.

A propósito, não acredito na hipocrisia do princípio da vida.

Acredito no princípio da vida digna.

É aquele de vc poder abortar uma criança se esta nascer com problemas que não a levarão a lugar algum e de uma pessoa decidir morrer se sua condição não mais apresentar qq chance de melhora.

Elyson Scafati disse...

Ainda continuo sem entender o escopo de sua conversa.

Ramon disse...

Eu queria saber sinceramente, o que a religião nos traz de bom. Primeiro para funcionar ela tem que angariar fies e dinheiro, isso tudo além é claro, poder. O que nos leva a raciocinar, porque ela tem que existir. Por quê?
já ouvi respostas sobre o tal, como:
Dar um significado a vida; repreender os maus(castigo, inferno); assegurar a generosidade; fortalecer os laços entre parentes; dar utilidade ao mundo, e etc.
Mas todas essas respostas nos leva a uma conclusão sem ser uma conclusão, por exemplo: a ciência nos mostrou que o universo não tem sentido, e tão pouco a vida(em toda sua complexidade), a vida a que tudo indica é uma singularidade juntamente com o universo. A outra nos revela algo desnecessário, hora já algum tempo existe a justiça(desde o tempo da mesopotâmia). E as outras respostas também nos deixa pensar? Será que não é papel da educação ensinar o bom censo e o altruísmo?
já não chega o atraso que a religião causou. Até na cartografia ela se me teu(idade média), e teve profundo impacto na data das grandes navegações. Sem contar é claro das outras áreas, como medicina(impedimento do estudo de cadáveres, já pensou no número de pessoas que se poderia ajudar, tirar a agonia de muitos doentes.

Wallace Paulista disse...

Elyson, Elyson, adoras generalizar tudo, afirmar que criacionismo é um meio de proselitismo, lavagem cerebral, o que dizer então do evolucionismo? Uma nódoa, veneno no meio da verdadeira ciência, anti-ciência de fato, uma mera superstição, que vc deveria estar combatendo, já que lá encima vc diz que este blog é destinado a isso hehe
Pelo menos enquanto o criacionismo imperava, o mundo era muito menos pior, caótico, depressivo, estressado, abominável!

Deve ser o tédio, enfado de tanto debater com quem é contra essas lorotas pseudo-científicas por tu defendidas, que te tá fazendo apelar pra esse repetido ad hominem sobre eu ser ignorante de história, apesar de que eu sabia desse envolvimento de Isaac Newton com alquimia, e blá-blá-blá! Mas vc nem ao menos tentou conceber se eu sabia disso ou ñ antes de sair atirando :)

Lembrando que eu afirmei que ele era crédulo em Deus, só isso, então não é possível que de todos os criacionistas, nenhum deles seja um sério pesquisador, observador, são na ciência, uma mente pensante, brilhante, como certos religiosos cientistas do passado foram e muito contribuíram com o avanço científico!

"Até mesmo quando se formulam hipóteses no campo científico elas tem de ter um mínimo de lógica e bom senso." hum, queria tanto que me mostrasse onde se encontra isso na evolução, big-bang, teoria das cordas, o único método que as "firmou" foi a repetição, repetição excessiva dos proponentes delas, até quando passaram a ser aceitas e o mundão se habitou com elas, velho método nazista! Ainda mais com a mídia como aliada, fica fácil tornar uma lenda dessas como "fato"!

"Criacionistas não usam a metodologia científica, que é partir do problema para se chegar na resposta. Eles partem da resposta para apontar o problema."
Darwin observou espécies mundo afora, sua variedade, enfim, e dessa "resposta" ele, e Wallace chegaram ao "problema"... Isso td sem conhecer nada de genética, DNA, só de deduzir da observação de diferentes tamanhos de bicos dos tentilhões das ilhas Galápago, cascos de tartarugas, que método empírico! Porém os defensores dessa farsa nunca demonstraram como raios se deu o processo, desde a mitológica origem da primeira "célula primordial" até nós, "descendentes de primatas"...



“Cada um tem o direito de fazer o que quiser de sua vida, mas não o de sair por ai dizendo idiotices como se fossem verdades, principalmente ministrar todo esse lixo em sala de aula ”

E onde eu olho, mesmo canais de “ciência” como Discovery, NatGeo, etc, você vê alguém exclamando algo sobre evolução, uma baboseira sobre big-bang, você pega a porcaria de um livro de biologia, na parte que fala de como as plantas saíram do mar, por exemplo, onde vivem em forma de algas, e ocuparam a terra, nossa, o abismo informativo, argumentativo é tão grande, TUDO se resume a afirmar que se deu o processo evolutivo e pronto, hasta la vista conhecimento, método empírico, se for citar as lacunas educacionais, didáticas, patéticamente preenchidas pela desculpa-padrão pseudo-científica, lá se vai 75% do livro... Tua completa falta de queixa contra tudo isso não condiz com teu perfil de “angariador de conhecimento e desmantelador de superstições” rs

“parece ter entrado por dois olhos e saido pelo outro (o trazeiro).“
SEM COMENTÁRIOS RS
Tudo em nome da ciência... E da civilização! Poxa, te ofendi tanto assim pra usar termos tão baixos? Porque caramba alguém abre um blog de “ciência” x religião, o que já é ilógico por si só, para alguém que não liga pra rivalidade ateus x crentes, e ainda supostamente incita DEBATE aberto, se não possui a menor paciência e tranquilidade, já que está com a razão sempre, estudou muito por isso é superior, e como Antonio citou acima, se tornou um iluminado, um dos pouquíssimos homo sapiens capazes de lógica e entendimento, então leve tudo isso numa boa, não como um fanático que odeia ser contrariado! E você não é isso, é? Rs

Wallace Paulista disse...

Bem, com a teoria da evolução improvável, desmentida, impossível, infundada, ainda tenho de provar o óbvio?

Sabe, reza a lenda que um certo Pasteur, após devidos experimentos CIENTÍFICOS, chegou a óbvia conclusão CIENTÍFICA de que vida só surge de outra vida, isso ninguém contesta, correto? A menos que você me demonstre aqui alguma prova de que tenha surgido do puro inorgânico, sem quaisquer manipulação humana, mesmo uma mera célula isolada com:

-membrana plasmática formadas de fosfolipídios, proteínas, , oligossacarídeos, capaz de selecionar o que entra e sai da célula, entrando coisas boas (água, nutrientes, oxigênio) e deixando sair dejetos inúteis, secreções (aliás como raios uma célula poderia saber o que é bom e ruim?);

-citoesqueleto, com seus filamentos de actina, intermediários e proteínas motoras;

-Complexo de Golgi (como o acaso pode criar algo complexo? Kkk), uma verdadeira central de processamento e distribuição de proteínas ribossômicas;

-Mitocôndrias, essenciais para a respiração celular, uma mini-usina de força;

-Peroxissomos, organelas até pouco tempo consideradas inúteis pelos cientistas, mas essenciais no metabolismo do tóxico peróxido de hidrogênio, quebrando este em moléculas de água e oxigênio... Um verdadeiro laboratório de química dentro de uma mera célula (como foram pras células sobreviverem enquanto essa organela estava ainda por evoluir?);

-lisossomos, responsáveis pela degradação de partículas extra-celulares, digestão intracelular (cataliando macromoléculas com cerca de 50 enzimas diferentes), fagocitose, pinocitose, enfim, com sua membrana única dotada de proteínas transportadoras eficazes;

-Núcleo, a verdadeira central de informações celulares, com o DNA, (a assinatura de Deus na criação!) organizado em forma de cromatina durante a interfase, mas que organiza-se na forma de cromossomos na hora da divisão celular, nucleolo responsável pelas subunidades de ribossomos!

Não sei como conseguem olhar para tamanha complexidade de uma única célula e dar uma origem casual, não-planejada a ela, quanto mais a um complexo ser vivo inteiro, quanto mais ainda um ser humano com capacidade de linguagem, raciocínio, sentimentos, consciência, questionamento...
Dizem que somos parentes dos macacos por termos 98% de semelhança genética, mas eles já pararam pra pensar o tanto de informação genética correta tem de ser adicionada para aumentar esses 2% de genes? Quaisquer miseros erros criariam um monstro, mutante inútil, fadado a morte... 3 bilhões de genes serem corretamente, devidamente adicionados “pela evolução” são de uma improbabilidade exponencialmente maior que qualquer escala universal!



Pra complicar ainda mais as probabilidades já inexistentes, os aminoácidos, proteínas que compõem as células são muito exclusivistas, só vale se for levógiras, de esquerda, como tu bem sabe, o que é intrigante porque dos 20 aminoácidos vitais, os cientistas só conseguiram formar 13, mesmo assim, misturas sujas meio levógiras meio dextrógiras, e ainda mais nunca foi observado mesmo a mais simples proteína (composta de 8 aminoácidos) se formar naturalmente na natureza... Ainda assim, se se formassem no meio natural, e daí? Se pegarmos todas as moléculas que formam uma célula e colocar juntas, numa solução, surgirá uma célula em milhões de anos? Não! Seria o mesmo que juntar cimento, areia, blocos, ferros num canteiro e esperar o tempo fazer levantar uma casinha por si só! A vida é tão complexa, diferente do que os proponentes de “protobiontes” afirmam, pois mesmo um ser vivo quando morre, apesar de estar completamente formado, organizado molecularmente, ele jamais voltará a vida quando sua “faísca de vida” apagar!

Wallace Paulista disse...

Seria anti-científico demais olhar para algo complexo, organizado, eficiente, ordenado e dizer que há um design por detrás disso? Isso é superstição, desonestidade? Ou o seria querer dar uma origem natural a algo que não pode surgir por si só (como o exemplo que citou de um Corolla surgir no cinturão de Orion! O que é um mero carro diante de um ser vivo?)? Se encontram um simples desenho arcaico numa caverna, rabisco, nunca jamais ninguém diria que foi fruto do acaso, da evolução, natureza, mas certamente apontarão para um povo primitivo, homens das cavernas, o que é mais do que esperado... Agora a máquina da vida, o mistério da consciência e o arquitetado Universo, vieram a surgir independente de um criador? What?

Quer dizer que bilhões de anos podem produzir um Universo e organiza-lo, e do nada tirar vida, formar um organismo unicelular que já sabe se alimentar, reproduzir, com todos os códigos genéticos perfeitamente arranjados, organizados e preparados até para ligeiras variações necessárias? Mas e onde entra a entropia, erosão, degradação? Nenhum respeito pelas leis da física rs... E aquele papo de morte térmica do Universo, quando a energia existente se dissipar, cessando qualquer energia mecânica? Ah sim, vão dizer que a solução é o multiverso, ou uma rede de Universos “parindo” um ao outro (como propôs, Lee Smolin...), enfim, tudo isso dando um chute ainda maior no traseiro das probabilidades matemáticas... This is Science!

Adoraria que eles nos explicassem exatamente, como, porque e quando o suposto primeiro organismo a “auto-criar” um sistema de olhos... Quero dizer, o cidadão lá completamente cego, então a evolução, ele mesmo, seu DNA, ou whatever, “observou” que existe luz lá fora, e que poderia capta-las com células fotosensíveis, o que exige um processo químico, uma tecnologia extremamente sofisticada, transformar tudo em impulsos eletricos, enviar ao processador chamado cérebro que então irá decodificar as informações e então poder converter tudo em imagens, nas espécies mais complexas principalmente... EM animais heterotrófos tudo bem, mesmo cego dava pra se virar com os outros sentidos que se criaram sozinhos, MAS e quanto as plantas, algas, que dependem desde o ínicio de fotossíntese para se alimentar, viver, e assim alimentar outros seres da cadeia alimentar? Até seu sistema fotossintetizante se tornar eficiente, não haveria mais erva pra contar a história... ¬¬
E assumir que um sistema altamente complexo desse surgiu de uma vez, já completo, por meios evolutivos, é o cúmulo!


Poderia mergulhar no assunto “planeta privilegiado”, e recordar cada detalhezinho na Terra, na sua atmosfera, as propriedades únicas da água (regulador térmico, ótimo solvente, único elemento que quando sólido se torna menos denso que a própria água em estado líquido, onde flutua, formando então só gelo na superfície, o que é essencial para não matar todos seres vivos áquaticos!) o campo eletromagnético que nos cerca, a Lua, tão essencial (e tão inexplicável sua origem, o seu tamanho em relação a Terra e todas emplicações astrofísicas, matemáticas relacionadas a essa excentricidade), a distância adequada do Sol (e suas características em si), órbita eliptica da Terra e outros planetas do nosso sistema, que são exceção entre todos os outros planetas descobertos até hoje, com suas oscilações orbitais, nos eixos, orbitas bem alongadas, coisinhas que previnem quaisquer gênesis nesses outros, além de mencionar várias singularidades, inexplicaveis fatos com relação a nossos planetas solares, suas luas, se quiser dar uma olhadinha acesse:

http://www.pathlights.com/ce_encyclopedia/sci-ev/sci_vs_ev_2d.htm

De brinde também: http://www.pathlights.com/ce_encyclopedia/sci-ev/sci_vs_ev_18.htm

Wallace Paulista disse...

Intrigante observar todas as leis e forças do Universo tão finamente ajustadas, se a força nuclear forte fosse infimamente mais fraca só haveria hidrogênio no Universo, se fosse um pouquinho mais forte todo hidrogênio teria sido convertido em hélio, e o essencial carbono em oxigênio, enfim, é um balanço em todos os sentidos que estraçalha qualquer possibilidade de ter tudo ocorrido como as pseudo-ciências miticamente vomitam no meio científico, maculando o puro conhecimento, coisa de vigarista mesmo!

E você meu caro, do lado dessa gente, cegamente aceitando tudo que berram por aí, você pode fazer muito melhor, se é que de fato você está totalmente interessado na pura ciência, e é um verdadeiro amante dela, graças a essa política de ovelhinhas impensantes, farsas como Piltdown perduraram 40 longos anos no meio científico, e cá estamos nós presenciando TUDO ISSO NOVAMENTE!

No mais, um abraço, tenha um ótimo fim de semana, e semana, pra sempre e sempre rs

Wallace Paulista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elyson Scafati disse...

Wallace, mais uma vez, vc como todo bom criacionista, insiste em ERRAR.

Isso é algo patológico em vocês, pois foram aliendados da realidade pela lavagem cerebral promovida em seitas cristãs, que não tem um mínimo de compreensào de textos sagrados.

Estas seitas se prendem em literalismos, como se estes fossem a chave para todas as respostas do mundo. Sem falar que tentam, a todo custo fazer prova da existência de seus deuses (HOMENS DE POUCA FÉ)e se esquecem de promover o bem.

mais uma vez Wallace (desculpe mas crentes trabalham por condicionamento): EVOLUCIONISMO É IDEOLOGIA. TEORIA EVOLUTIVA PROCURA EXPLICAR COMO O FATO (SIM FATO) DA EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES OCORREU.

Ha confirmaçoes para o fato da evolução sim literalmente toneladas delas (fósseis) e muitas dentro das suas células.

Olha garoto, pessa a sua mãe para levá-lo a um psicólogo para que ele o desprograme, pois a igreja está lhe fazendo mal. Ela o está deixando alienado da realidade.

A teoria evolutiva é tão superstição quanto a teoria da gravidade, do big bang e da cinética química.

Já o criaburricioinismo e sua versão sua versão subreptícia o design intelijumento...


Wallace, não é ad hominiem vc ser ignorante em história. Isso é fato. Basta ver as idiotices que vc escreve. Dignas de alguém que sequer frequentou corretamente os bancos escolares. E vc ainda se acha capacitado para discutir teoria evolutiva...

Sim, criacionistas podem ser pesquisadores sérios. Gosto muito de Marcos Eberlin quando ele fala de química (sairia no tapa para pegar uma vaga em suas palestras). Mas o odeio quando ele começa a elocubrar sobre criacionismo. Bom, por que será que ele não fala de criacionismo em suas publicações científicas?


Posso sim lhe montar o bom senso na teoria evolutiva e no big bang:

Evolução: fosseis estudados por anatomia comparada, bem como fisiologia comparada, histologia, ecologia e, de quebra a genética e a bioquímica celular comparadas. Ou seja, por estas, vc está mais perto de um sagui que de um rato e este é mais perto de vc que uma formiga e esta é mais perto de vc que uma anêmona e esta é mais perto de vc que uma roseira, que está mais distante de vc que um tricoplax, que está mais perto de vc que uma giardia que está mais perto de vc que uma escherichia coli. Ou seja, vc é parente de tudo que há neste planetinha.

O big bang tem sua maior evidência na radiaçào cósmica de fundo (aquele chiado da TV e do rádio).

A teoria do big bang prediz que o universo em seus primórdios era formado por um plasma quente com o qual os fotons interagiam.

O universo se expande impulsionado pela elergia escura que lhe confere uma pressão negativa.

Assim, à medida que o universo se expande, o desvio para o vermelho o faz esfriar e assim eletrons se combinam com protons e formam núcleos de H e He.

A referida teoria prediz que essa radiaçào preenche todo o espaço e que a maior parte da energia do universo está na radiação cósmica de fundo em micro-ondas.

A teoria do Big Bang ainda prediz o espectro de corpo negro praticamente perfeito do universo e a detalhada ( que absorve toda a radiação eletromagnética que incide nele) anisotropias (variaçào de propriedades físicas com a direção) na radiação cósmica de fundo em micro-ondas.

Dessa expansão unida á radiação cósmica de fundo claramente se verifica que o univeros teve um começo.

Maiores detalhes, busque livros nas áreas, em vez de perder seu tempo aqui.

Elyson Scafati disse...

Wallace vc sabe em que consiste a ciência?

ela consiste em:

Observar as coisas e os fatos que se passam ao nosso redor;

procurar descobris o que significam as coisas e os fatos observados, as regras ou leis segundo as quais eles se comportam;

Aplicar essas descobertas para o nosso uso e bem estar e para a preservaçào de nosso planeta.

Em resumo: OBSERVAÇÃO FAZ PARTE DA CIÊNCIA.OBSERVAÇÃO É EMPIRISMO. OBSERVAÇÃO NÃO VIAJA NA MAIONESE EM SUAS CONCLUSÕES. SUAS CONCLUSÕES DEVEM PERTENCER AO MUNDO SENSÍVEL E NÃO AO SOBRENATURAL.

Wallace e Darwin observaram para inferir e assim tecer um raciocínio sólido (premissas e conclusões verdadeiras com inferência perfeita).


Já qual a solidez do raciocinio criacionista? Até tem lógica mas suas premissas são, no mínimo duvidosas.

Lembre-se que lógica não atesta a verdade. Ela apenas preserva a verdade. Ou seja, algo tem de ser verdadeiro para a lógica se encaixar e tornar sólido o raciocínio.

vc precisa se informar além de buscar um exorcista para livrá-lo do espírito de porco do Lelenézio (tá amarrado em nome do senhor!!!!). Até aprece que vc incorporou esse ser das trevas da ignorância...


Wallace, discorrer sobre teoria evolutiva a fundo em um livro didático para colégio, é o mesmo que vc querer discutir gravidade quântica e relatividade geral quando se estuda a teoria da gravitação. Não dá. Os alunos não tem conhecimento para enfrentar essa questão. É coisa de mestrado, doutorado e PhD.

Wallace eu não tgenho SACO com criacionistas. Pois eles funcionam como vc:

vem, dizem um monte de besteiras sem um mínimo de conhecimento.

levam várias porradas e somem por um tempo;

voltam com as mesmas idiotices já refutadas "n" vezes. Não dá isso torra o saco de qq um!!!

Já lhe disse, vc não é obrigado a vir aqui caramba! Por que vc isiste tanto nas mesmas coisas, nos mesmos erros, na mesma ignorância padrão que assola o mundo do criacionismo?

Vá estudar garoto. Pare de perder seu tempo entre idas à igreja e comentários desprovidos de fundamentos em sites nãqo criacionistas.

Quer defender o criacionismo, consiga uma bolsa e vá estudar na UNASPorcaria ou na Bob Jonnes "fundo de quintal" University. Ou então saia na praça de sua cidade com uma bíblia angarie alguns fiei$$$ e monte uma igreja.

Como já disse ao Antônio. Cientistas sabem mais de sua área que outras pessoas. Não são iluminados como os perdedores natos acham. Apenas se dedicam e se esforçam para entender como as coisas funcionam.

Agora, para que a mídia protegeria a teoria evolutiva? É ódio do cristianismo? É o diabo operando a mídia?

Saiba que o maior temor de um cientista é ele estar errado em suas conclusões. Por esse motivo, se teorias que atentam contra a sua ideologia fossem tão fajutas assim como erroneamente vc foi doutrinado a acreditar, elas, há muito já teriam caído.




Elyson Scafati disse...

Olha ai o erro!!! Vc é mesmo beeeeem fraquinho em história e em ciências!!! Onde foi que vc estudou Wallace na escolinha dominical?

Vc repete exatamente a mesma idiotice que os crias de 5 categoria repetem.

Vamos lá:

1 - ORIGENS DA VIDA NÃO É DISCIPLINA DA TEORIA EVOLUTIVA, MAS DA QUÍMICA GERAL, ORGÂNICA E BIOQUÍMICA.

PASTEUR CORROBOROU A NEGATIVA DA ABIOGÊNESE POR GERAÇÃO ESPONTÂNEA, CONCEITO QUE VINHA DESDE A GRÉCIA ANTIGA, DESENVOLVIDAS POR ANAXIMANDRO E ANAXIMENES.

ANTERIORMENTE A PASTEUR, REDI, EM 1668 DESMENTIRA O FATO MOSTRANDO QUE LARVAS NÃO NASCEM DE CARNE PUTREFATA PROTEGIDA.

NEEDHAM RETORNOU A ABIOGÊNESE POR GERAÇÃO ESPONTÂNEA POIS AO AQUECER FRASCOS COM NUTRIENTES PROLIFERAVAM MICROORGANISMOS.

SPALLANZANI FERVEU OS FRASCOS E, DEPOIS DE DIAS NADA DETECTOU NELES.

Pasteur deu o golpe final na geração espontânea com o experimento do frasco com pescoço de cisne.

HOJE, ACERCA DAS ORIGENS DA VIDA O QUE SE ESTUDA É A ABIOGÊNESE QUÍMICA.

Esta disciplina está assentada nos trabalhos de Oparin-Haldane, S. Fox, Manfred Eigen, Sol Spiegelman, Thomas Gold, A. G. Cairns-Smith, Walter Gilbert, G.Wäschterhäuser dentre outros.

ASSIM , WALLACE, NÃO ERRE MAIS TÁ BOM. FICA FEIO FALAR BOBAGEM ASSIM.

Ao menos se dê ao trabalho de fazer uma consulta em sites sérios se quiser discorrer sobre algo.

Wallace, o fato de não sabermos como algo se desenvolveu, nào nos autoriza a chutar o problema para os deuses.

O que vc pede para eu fazer (provar todos os mecanismos celulares) não passa de uma armadilha para vc tecer um argumento da ignorância (ORA, SE VC NÃO PODE EXPLICAR, ENTÃO EU ESTOU CERTO).

se vc quiser entender a formaçào celular, leia um livro de citologia. Lá tem tudo isso, desde archea até eukarya.

aqui vai para vc um artigo do talk origins que explica como os crias mentem acerca da formaçào de uma célula:

http://www.talkorigins.org/faqs/abioprob/abioprob.html



Elyson Scafati disse...

Quanto ao acaso, leia o que ad nauseam já discuti com o Antônio.

Quanto ao "surgimento" de genes nas células, leia sobre genes ortólogos e parálogos.

ortólogos (genes encontrados em diferentes táxons que, ao serem comparados, são passíveis de rastreamento até os eventos que levaram à especiação);

parálogos (genes em iguais ou diferentes táxons relacionados à ocorrências de duplicação gênica).

Eis o mistério de como chegamos à especiação e de como os genes aparecem nas células, podendo ampliar o número de cromossomos.

Às vezes, nem todo o mutante está fadado a morrer. Vide nós e tudo que está vivo neste planeta.

A vida Wallace, ela ludibria algo chamado entropia. Mas é por pouco tempo, pois um dia nos degradamos e morremos, para depois sermos desmontados. O nascer, envelhecer e o morrer fazem parte deste "braço de ferro" com a entropia. Basta alimentarmos o sistema aberto para ele reduzi-la. Mas um dia ele perde.

Por isso não voltamos a vida quando morremos. Perdemos a guerra contra a entropia, mesmo que tenhamos vencido todas as batalhas contra ela.

Wallace, vc se vale ainda, insistentemente, como todo o criacionista faz do argumento de Palley.

Esse arguemnto é uma falsa analogia.

Um relógio é uma máquina. precisa de um especialista para projetá-lo de forma otimizada e que o faça funcionar de forma também otimizada.

Um ser vivo é apenas funcional. Eles têm inúmeros defeitos que mais se aproximam a um stupid design que a um inteligent design. Já discutimos isso e não retornarei a esta discussão.

Se vc estudasse um mínimo de fisiologia animal e vegetal, entenderia o que estou dizendo.

Além disso, a hipótese de um designer viola o proncípio de Occam (não cie entidades além do necessário), pois se vc criar tal entidade (o designer) vc tem de provar que este ser existe para depois dizer qual a sua influência no meio natural e como ele fez as coisas.

O designer, se for natural, suscita a pergunta quem desenhou o designer; e, se for sobrenatural, viola a primeira lei da termodinâmica (conservação da energia - de onde veio a energia do tal ser?), além de violar a segunda lei (entropia - como este ser a reduz perpetuamente e por que permite que o universo se degrade).

Outro ponto, suscita questões filosóficas de por que este designer fez o universo, por que criou seres imperfeitos, porque fez destruições em massa e por que não se valeu de mecanismos mais inteligentes para fazer o universo.
Com as questões filosóficas para um designer, vc DEVE BUSCAR OS PROPÓSITOS deste ser.

Se é um deus "onifodão" suscita a questão de: PARA QUE precisaria de coisas como nós. Seria um problema de carência afetiva, desejo de amar e ser amado, sadomasoquismo, falta do que fazer, desejo que os outros o temam, desejos de poder, etc..

Outro ponto é de como este ser natural ou sobrenatural estaria fora do tempo, pois tempo e espaço somente valem após o surgimento do universo. Suscitar uma causa primeira para o universo (argumento de Kalam) é tão idiota quanto dizer que vc quer ir ao norte do polo norte. Para que tal argumento valha, temos de ter tempo, pois passado, presente e futuro é que o definem.

Como vê, um designer é a PIOR SOLUÇÃO para o problema das origens. Não faz sentido filosófica ou cientificamente.

Elyson Scafati disse...

Wallace, quando falamos em probabilidade, primeiro temos de conhecer um sistema para depois falarmos do que é ou não provável acontecer com ele.

Se alguém lhe falou de probabilidades para as origens da vida e do universo, esse alguém é um mentiroso.

Não dá para se ter probabilidades de algo que não faço a menor ideia do que seja.

ex. se eu conheço o projeto de uma TV e cada um de seus componentes, posso dizer a probabilidade dela falhar. Mas, se não sei nada acerca de uma resistência de torneira elétrica, nada poderei lhe dizer.

Logo ao falar de probabilidades da vida do universo, etc, vc nada mais faz que repetir um mantra do criacionismo, sem qq fundamento.

Para entender os universos paralelos, leia os posts anteriores a este, em especial a tese de Hugh Everett III.

Os sistemas de sentido Wallace, não se desenvolveram um a um, mas em conjunto. vc somente pode falar em cérebro para insetos e para protocordados. No mais o que vc tem são redes neurais para animais "inferiores" e sistemas foto e termoquímicos para protozoários e bactérias.

Acompanhe os seres vivos e entenderá como se formam os órgãos. Isso se chama FISIOLOGIA.

Os primeiros seres a aparecer eram os heterótrofos, que se alimentavam de resíduos minerais.

Porém a origem de tudo está nos hiperciclos estudados por Manfred Eigen. Estes sào ciclos que se retroalimentam, crescem, e se reproduzem. Parte desse mecanismo já foi desvendada.

Podem ser chamados de vida? Creio que sim, pois têm metabolismo, diferentemente dos vírus.

É a partir deles que podemos falar de evolução.

Os autótrofos'começaram como quimiossintetizantes, i.e. se valiam de sulfeto de hidrogênio (liberado por vulcões) para se alimentarem e liberavam enxofre para o meio. Este enxofre foi depositado em nosso planeta e pelos movimentos orogênicos voltavam a ser expelidos sob a forma de sulfeto alimentando o ciclo.

O enxofre é da mesma família do oxigênio, daí foi fácil utilizar a água e liberar o oxigênio desta na fotossíntese em que a luz ultravioleta acelerava em muito o processo.

Os quimiossintetizantes eram e são bem mais ineficientes que os fotossintetizantes. Daí estes dominarem o mundo.

O oxigênio é muito tóxico. A fotossíntese deve ter causado uma mortandade em massa, tanto que hoje bactérias anaeróbicas estào restritas a meios extremamente peculiares e, que nos são tóxicos.

O oxigênio é o responsável por formar células e tecidos complexos, pois a respiraçào e anos luz mais eficiente que qq mecanismo autótrofo.

Estude cinética das reações químicas e, muita bioquímica para entender isso tudo (leia o Lehninger e não a "briba").

Ramon disse...

E os táquions, é muito complexo. Também tô estudando o assunto, é deveras interessante. Á sobre a fotólise dos isômeros, obrigado! Foi de grande valia compreender este assunto. Realmente juntando a pouca solubilidade dos dextro com a falta de reações fotóticas, é praticamente impossível que existisse seres dextrogiros.
Tenho notado Elyson que vc é um caro muito pop, nos meios de filosofia e ciência, vc é um Kaku brasileiro, um abraço!

Elyson Scafati disse...

O planeta terra deu sorte ou azar, não sei.

Mas pode ficar tranquilo que um dia, quem sabe, teremos uma grande surpresa: Uma vida 2.0.

Tudo o que existe de produto orgânico e inorgânico por aqui existe no espaço.

Assim, vida não precisa ser o que vc conhece (base carbono) mas pode ser base silício, nitrogênio, enxofre, fósforo). Claro que o mais provável é a base carbono, pois este faz moléculas especiais devido a sua tetravalência e facilidade em reagir com hidrogênio, oxigênio, enxofre, nitrogênio.

Esteja certo que se acharmos ainda que um ser mais simples que um archea será um grande achado.

UM planeta não precisa ter as mesmas condições daqui. Basta estar em uma zona goldlocks, ter um fluído solvente universal (água, alcool, cetona, aldeído) e uma temperatura que permita as reações ocorrerem e não degradar os produtos.

Isso tem de monte por ai com as descobertas de exoplanetas.

Não necessariamente campo magnético é algo essencial. O necessário é apresentar movimento de maré ou orogênese (esta ligada ao campo magnético), pois o dinamo interior da terra é quem o gera e isso significa metal líquido em movimento e portanto, orogênese. Ambos reciclam a superfície do mundo em questão.

Marte e Lua esqueça; é muito difícil. mas Europa e Enceladus... prometem.


Quanto aos sites, jogue eles no LIXO, ond é o devido lugar das "fantasticas produções criacionistas". Nada mais são que uma variação esdrúxula do princípio antrópico. Sem falar na lambança que fazem ao misturar evolução com astrofísica, geologia, cosmologia, etc.

Quanto às leis do universo Wallace, elas são como são porque se fossem diferentes não seriam como são. Leia os tópicos sobre universos paralelos.

Eu estou do lado científico e não do lado de superstições da era do bronze, mal interpretadas por pessoas sem um mínimo de preparo filosófico, religioso ou científico (o cristianismo doente ao qual vc presta culto) e vendem e mentem em prol da palavra de deus.

O que eu aceito é o que tem evidências.

Aliás vc como qq criacionista não me respondeu acerca de qual criacionismo é verdadeiro: o cristào, o celta, o egípcio, o maia, o viking, o japones, o africano o esquimó o indígena, o chinês, o aborígene, o indiano, o eslávo, o greco-romano, o babilônico, o acadiano, etc. Por que e faça a devida prova.




Elyson Scafati disse...

mais uma vez olha ai quando eu falei que uma coisa entra por seus dois olhos, não passam pelo cérebro e saem pelo terceiro olho!!!

Vc ao menos leu sobre o post que deixei sobre o homem de piltdown? Claro que não, pois desmente o que diz um dos mantras de sua ideologia doutrinante.

aqui vai novamente (vamos fazer como fazemos com cachorros - condicionamento):

http://ceticismocritico.blogspot.com.br/2012/08/a-farsa-de-piltdown.html

aqui embaixo pontos 8 e 9:

http://ceticismo.net/comportamento/tipicos-erros-criacionistas/parte-07-%e2%80%93-paleontologia-ii/


Assim, Wallace, antes de repetir os mantras sagrados da pseudociência e da religião doente do criacionismo, faça sempre uma pesquisa rápida para não falar idiotices e não pagar king kongs.

Sério cara: vá estudar um pouco de história, ciências, filosofia e religião do ponto de vista saudável.

Entenda que cientistas estão defecando para os deuses, pois estes são a variável que cancela dos dois lados da equação científica.

Entenda que religião não é para vc fazer uma cruzada contra a ciência no que ela atenta contra a doença que os pastores espalham por ai (as trevas da ignorância e o controle social).

Religião é para vc aprender lições para a vida e ser uma pessoa melhoer a cada dia.

Não fazer parte de um secto de idiotas alienados, como são a maioria dos fanáticos, comandados por um salafrário.



Em vez de vc perder seu tempo enchendo o meu saco, porque vc não vai fazer obras de caridade, como ir a um asilo, orfanato, hospital (principalmente os infantis) distribuir sopão nas ruas, ajudar aqueles que não tem nada, buscando melhorar suas vidas frente aos órgãos governanemntais, ir a prosões levar uma palavra amiga aos detentos.

Enfim, tem muita coisa que cristãos deveriam fazer em vez de meter o bedelho no que não fazem a menor ideia.

Vcs, homens de pouca fé, sde esquecem quais são os reais valores cristãos, como de qq outra religião é zelar pelos necessitados e fazer a caridade e não entuchar um monte de asneiras na cabeça das pessoas.

Elyson Scafati disse...

Ramon

[Tenho notado Elyson que vc é um caro muito pop, nos meios de filosofia e ciência, vc é um Kaku brasileiro]

rsssssss - Essa é boa!!! Quem me dera eu ser igual ao japinha!!!

Já alguns(ai em cima) acham que meu tico e meu teco não batem por eu combater o misticismo religioso e a execração definitiva do criacionismo da sala de aula.

Eu ando meio enrolado para falar dos taquions Mudei de casa e tudo está uma ZONA).

É um assunto que demandará uma pesquisa, mas o material já descolei.



Antonio de Sousa disse...

Ei Elyson, eu me acabei de rir pensando aqui num animal se matando. É algo bem inusitado: o animal pensa "bem não tem jeito vou morrer, então, que seja pelo menos algo menos doloroso". hahaha Animal samurai: não darei o gostinho da vitória ao meu algoz...! vc sabia que é costume entre japoneses se matar diante de muita vergonha, ou quando a morte é certa isso vem de uma lenda samurai... Aliás, eu pensava que a consciencia da morte era o que mais demarcava a diferença com os demais animais.

Agora sobre "as vozes", realmente eu consegui controlar a loucura, mas continuo achando que não há um padrão para a normalidade. Existe uma zona muito cinzenta entre as duas hahahah e vc pode ser um louco maior que eu... quem vai saber? tudo é relativo, não é mesmo?

Vc não entendeu a parábola, as vozes na verdade seriam as leis universais, o tal do design, ou afinação dos criacionistas. Entende? a racionalidade do universo, isso para mim é um fato. A gravidade existe hj, amanha e depois, ela é proporcional a isso, á aquilo outro... essas coisas. Pq existem razoes entre grandeza no universo? pq não conhecemos outro universo em que a força forte seja oscilante, ou a gravidade apareça dia sim, dia não...?

Vou lhe provocar agora para mostrar para vc que és um louco e não saiba... (brincadeira, leve tudo na esportiva...):

Nós ainda estamos na infância da ciência. Reviravoltas podem e devem acontecer. Agora eu penso: se levarmos em conta o fato da evolução, a racionalidade da arquitetura do universo e o seu tamanho, logo, DEVE existir no mínimo um bilhão de outros planetas com vida, onde a mesma evolução acontece, em que uma parcela desses planetas a mesma ciência já existe e em nível muito maior que o nosso (pois as leis naturais são universais e racionais), onde seres inteligentes se tornaram conscientes da evolução, sabem do Big Bang, lançam satélites, estudam o espaço, descobrem que energia é igual a massa vezes velocidade da luz ao quadrado. Tudo isso DEVE ser verdadeiro.

Por que se o homem do futuro varrer todo o universo e perceber que está só, ai meu amigo, o bicho pega... hahah todo mundo vai pra igreja "adorar" hahaha e pedir perdão. Por isso que Hawking já deu a opinião dele, pq é matemática pura. Se não for encontrado vida fora da terra ai Deus voltará contudo e o inferno vai ser pequeno hahaha
Ora, o que tem a terra, o sol, a via láctea, os seres humanos, os aminoácidos de tão especial para existir apenas num lugar dentro de um universo tão vasto?? Portanto, quem é ateu deve se alinhar ao Hawking e começar a rezar para que não sejamos destruídos pela própria lei do mais apto, pois existem com toda certeza ET's mais aptos [!]

O que vc acha? qual sua posição? Vc já viu algum OVNI? VC tem medo do primeiro contato?





Antonio de Sousa disse...

Só que existe um dado contra Hawking: a nossa posição no espaço e portanto no tempo, indica que nós somos muito bebes e existe vida inteligente muito experiente por ai, com tecnologia suficiente para viagens a 99,99% da velocidade da luz, talvez até mesmo viagens no tempo, o que seria trágico, o fim. Só que isso até hj não aconteceu. Nunca sequer vimos um sinal e olha que já emitimos sinais bem distantes. Isso é um paradoxo. Ou seja: é mais racional acreditar que Jesus é iluminado pq ressuscitou, que acreditar que somos iluminados pois estamos sós no universo?

Bem, agora a pergunta: é mais lúcido (ou mais alucinado) acreditar em um Deus atemporal que criou o universo e esteve no meio de nós, ou acreditar em ET's? ou pior, acreditar na improbabilidade de que estamos sós num universo gigantesco?
Tome partido, quero respostas.

Elyson Scafati disse...

Antônio, até onde sei nossa espécie não é a única que sabe que irá morrer. Elefantes visitam seus mortos e reviram seus ossoso como em um ritual.

Chimpanzes ajudam seus feridos e lamentam seus mortos (parece coisa de louco!!!).

Cães sabem quando irão morrer e até choram quando um dos seus se vai (Já vi isso. É de cortar o coração).

Sobre nosso universo e sua afinação, repito:

"As coisas sào como sào porque se fossem diferentes não seriam como sào." Certamente, se vc vivesse em outra realidade, estaria se questionando acèrca das particularidades de seu universo.

Leia os posts acerca de universos paralelos. Parece loucura, mas não é. Podem existir realidades bem diferentes da nossa e mesmo assim haver vida.

Quanto ao que é são ou ao que é louco, todo comportamento que foge da normalidade (rasgar dinheiro, comer cocô, sair pela do por ai gritando, dizer que houve vozes em sua cabeça, vere sentir o que não existe), podemos considerar como loucura.

Tudo o que existe aqui na terra de produtos orgânicos existe solto pelo espaço. Principalmente em nebulosas. A radiação ultravioleta é quem catalisa a formação desses produtos. Caso se formem estrelas e planetas a partir dessas nebulosas, poderemos, ter planetas em uma zona goldlocks e, portanto, formarem vida à sua maneira.

Podemos até passar até o fim de nossa exist6encia varrendo o cosmos e não achar nada. Mas isso não evidencia que ETs nào existam.

Podemos mesmo ser os únicos na vastidào do universo. Mesmo assim, isso não é condição necessária e suficiente para que deuses existam.

Por que devemos ter deuses (um único) no formato de um deus bíblico? Não poderia ser um ao estilo aborígene ou indígena sul americano da tribo dos pataxós?

Jamais vi um OVNI, embora acredite que ETs possam existir, embora tudo que digam por aqui considere uma farsa, como a história dos deuses astronautas. Mas outras como vimanas e a roda de Ezekiel me intrigam.

ETs podem ter 4 atitudes:

1 - nos destruir (a mais óbvia).

2 - não se interessarem por nós e cairem fora - vc se interessaria em contatar um ninho de cupins? - (muito provável).

3 - nos trazerem algo de bom.

4 - darmos a eles algo de bom.

Duvido da 3 e da 4...

As distâncias no espaço são tão longas que mesmo a velocidade da luz uma viagem seria muito longa e quase impossível. Teriamos de ter uma tecnologia de "buracos de minhoca" o que demanda energias absurdas para mantê-los abertos.

Mesmo assim, acreditar que um humano possa ressuscitar seria algo nonsense. Mis nonsense ainda seria acreditar em um deus feito homem (Krishna era assim e o imperador amarelo tamném!!!).

Prefiro dar um crédito aos ETs, pois se existirem são naturais. Já um deus (por que UM?) atemporal, é o mesmo que não dizer nada acerca de coisa alguma. É apenas uma fuga para proibir qq questionamento acerca deste ser, sem falr que se trata de uma discussão inútil, pois sequer temos evidências concretas da existência deste ser.

ETs podem sim existir, afinal os produtos para a vida estão por ai. Podemos até cogitar como eles seriam conforme os mundo que vemos por ai. Mas discutur acerca das virtudes morais deles e se são capazes disso e daquilo, é tal como falar sobre deuses. É inútil. Sào discussões que perdem seu objeto.




Antonio de Sousa disse...

1. Sem querer defender os criacionistas, mas apenas apenas lhe contra-argumentando: Deus pode ser tão natural quanto nós. O que você compreende por naturalidade? O que é sobrenaturalidade? o tempo é natural ou sobrenatural? a quinta ou a sexta dimensão que possivelmente existe são naturais ou sobrenaturais? Essa ideia de naturalidade tem a ver com aquela sua reiterada tautologia: "As coisas são como são porque se fossem diferentes não seriam como são."

2. Sobre o velório de chimpanzés: existe um estudo, sobre o qual provavelmente vc está se baseando:
"O estudo descreve as últimas horas e a morte de uma chimpanzé fêmea de idade avançada, que vivia em um pequeno grupo de primatas numa reserva na Escócia. Todos esses momentos foram filmados.

Nos dias que precederam a morte da fêmea, o grupo esteve muito silencioso e com a atenção concentrada nela, afirmou James Anderson. Muito pouco tempo antes de morrer, seus companheiros fizeram muito carinho e a enfeitaram.
Esses gestos nos últimos instantes buscavam determinar se ela ainda estava com vida. Quando chegou a morte, o grupo se afastou do corpo, mas pouco depois, a que seria sua filha mais velha voltou para permanecer próxima à fêmea morta durante toda a noite, afirmam os pesquisadores."
Seja cético, isso não quer dizer muita coisa, quantos outros comportamentos nós atribuímos aos instintos? pq não aproveitamos para atribuir esse tambem?. Agora se eles enterrassem, fizessem missa de corpo presente, ligassem para uma funerária...
Então os gatos são conscientes de que sua merda fede e por isso eles a enterram.... Os elefantes eu não vou nem comentar.

3. Sobre Krishna tem uma estorinha bem legal e muito epistemológica

Em busca da maldade
Khrisna resolveu testar a sabedoria de seus súditos. Convocou Duryodhana, um rei conhecido por sua crueldade, e pediu que encontrasse um homem bom em seu reino. Duryodhana viajou durante um ano, e voltou à presença de Khrisna, dizendo: “Busquei um homem bom, e não encontrei. São todos egoístas e malvados”. Khrisna chamou o rei Dhammaraja, considerado um homem santo. Pediu que percorresse seu reino em busca de um homem malvado. Dhammaraja viajou durante dois anos, e voltou a Khrisna, dizendo: Perdoe-me, mas não encontrei ninguém mau. Todos têm um lado bom, apesar dos defeitos”. Então Khrisna comentou com os outros deuses: “Viram? O mundo é um espelho, e devolve a todos os reflexos do próprio rosto”.

Pois é, se vc tem certo preconceito (oriundo de um sistema de pensamento) sobre chimpanzes que sabem da morte vc vai ver eles fazendo velório. pois “"O mundo é um espelho, e devolve a todos os reflexos do próprio rosto”."

Antonio de Sousa disse...

Agora sobre ET's: eu disse que existe um argumento muito forte quanto a isso: "a nossa posição no espaço e portanto no tempo, indica que nós somos muito bebes e existe vida inteligente muito mais experiente por ai, com tecnologia suficiente para viagens a 99,99% da velocidade da luz, talvez até mesmo viagens no tempo, o que seria trágico, o fim."

Então, o fato de nunca termos encontrado um ovni, (Roswell é verdade?, de ainda não termos sido dizimados é uma forteprova de que estamos sós no universo. Agora eu pessoalmente digo é matematicamente "sobrenatural" que só nós estejamos aqui, pois, ora, o que temos de tão especial? ai nós voltaríamos para o heliocentrismo. .. algo sobrenatural aconteceu... então foi alguém que criou tudo como um big brother, Truman show hahahah

Não que hajam tentativas para provar que existem et (http://www.buckingham.ac.uk/wp-content/uploads/2011/09/Polonnaruwa-meteorite.pdf)o problema é que tudo parece ser ciência do mal, mais conhecida como mentira...

Responda a questão principal: de acordo com nossa posição no espaço-tempo, e a evolção que deve ser válida para todo o universo, e as leis naturais serem universalmente racionais, como ainda não fomos atacados por ets que sabem sair do outro lado do buraco de minhoca? mas sem crendices, pois isto é próprio e exclusivo dos criacionistas, pq se for for para ter fé que então tenhamos fé na vida apos a morte hahaha é legal, seria bonitinho...

Elyson Scafati disse...

Antonio, até agora não entendi onde vc quer chegar com todo esse trolóló.

Quanto ao que é natural, é aquilo que está no mundo sensível, que vc pode ver e sentir, que é objetivo, como o ar, o tempo e tudo que o cerca e que pode ser demonstrado cientificamente, contra ou a favor, que é falseável.

Ora, porque atribuir instintos apenas a animais? Vc quer dizer que apenas humanos são "especiais" é isso? Não seria também nosso comportamento religioso algo ligado a um instinto e, simplesmente dogmatizado em uma crença religiosa como criar deuses e achar que temos um espírito?

Ao que parece a religião foi benéfica à espécie humana quanto a enfrentar as adversidades do meio numa época difícil. Não seia isso uma marca em nosso instinto evolutivo?

Aqueles que criam no sobrenatural tinham mais chances de viver que os outros e assim esse gene da religião se propagou pelos seres humanos? Hoje como não enfrentamos tantas adversidades aprendemos a questionar esses "deuses"e entender o qaue é se comportar de forma religiosa.

aqui por que os gatinhos enterram seu cocô:

http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-os-gatos-enterram-suas-fezes

Ora, se fizermos uma analogia acerca de uma herança genética, podemos responder que o motivo deles enterrarem seu cocô é o mesmo daquele que o faz crer em algo sobrenatural: Nada mais que uma herança genética.

Esta herença foi aprimorada em rituais que nos levaram aà crença religiosa, pois no passado ela era fator de união de uma tribo, um clã ou mesmo uma "nação"( Egito, Israel, Suméria, Acádia), muitas vezes representadas por cidades-estado.

Passamos a achar que sabemos o que querem os deuses e a pedir coisas para eles (antigamente, chuva, boa colheita, caça, sol, vento) e, por essa razão, nomeamos o antigo xamã como sacerdote.

Ou seja, tudo o que vemos nas crenças nada mais são que instintos estereotipados conforme uma sociedade. Animais não precisam disso.

Eles, assim como vc possuem sentimentos, os quais vc denomina de instinto, como se vc, mero humaninho, não os possuisse, ao se achar algo muito especial à semelhança de um deus, criado à sua imagem e semelhança, ou seja, o seu instinto revelado como o espelho de sua sociedade, tal e qual na historinha de Krishna.















Elyson Scafati disse...

Sabe Antônio qual é a razão de nossa existência? Nenhuma. O planeta Terra como a nossa galáxia inteira são simplesmente IRRELEVANTES para o Universo.

Vc se atém a algo denominado princípio antrópico, que, nada mais é que, tentar justificar por que estamos aqui e, assim, atribuir que o universo foi direcionado para nós.

A busca por propósitos é um instinto humano que foi racionalizado. Porém, seus propósitos podem não existir e vc criar um para saciar sua sede deles. Ex. a invenção de um deus que justifique o fato de vc existir ou a vida após a morte para justificar por que vc se ferra tanto.

O universo tem 13,7 bilhões de anos. Pode ser que a vida tenha ocorrido e acabado muitas vezes e que assim aconteça nos próximos bilhões de anos.

A pergunta que vc faz sobre Ets saírem por um buraco de minhoca é irrelevante. Primeiro, temos de demonstrar que tais seres existem, depois temos de conhecer sua tecnologia, para depois responder por que não nos dizimam ou não dizem "olá estamos aqui e queremos conhecê-los".

Voltando aos buracos de minhoca, seria algo tão impossivel abrir um deles e estabilizá-lo que demandaria a energia para fazer um universo. Creio que nenhuma civilização alcançaria este patamar tecnológico, pois energia é um recurso limitado, ainda que no universo (ao menos dentro do nosso).

E, qual seria o interesse em gastar toda essa energia para nos dizimar? É o mesmo que vc fretar um Hercules para destruir um formigueiro no meio da floresta do Congo porque vc quer a terra desse formigueiro para usar como barro para fazer tijolos. Não é racional.

Ou ainda gastar toda essa energia atrás de recursos; para que? Seria inteligente hoje minerarmos a Lua? Por suposto que não, pois gastariamos mais energia que obteríamos.

Se existir vida inteligente ela será racional e saberá dizer o que é o ou não viável executar.

Já, o sobrenatural é aquilo que está fora do mundo sensível que vc não vê, não falseia, mas, que instintivamente, jura de pés juntos que existe.

É nada mais que sua herança genética para sobreviver, como faz o gato em enterrar seu cocô ou deixá-lo exposto, dependendo do "propósito" que se passa em sua mente de gato, não muito diferente da sua de humano.



Wallace Paulista disse...

Kkkkkkkkkkkkkkk não é patologia nenhuma ser contra mentiras infundadas!!

Eu até pouco tempo cria nessa lorota abismal, até que por acaso, comecei a investigar essa bendita TE.. Aí meu filho, fui iluminado com a verdade hehe
Porque, depois conhecer algumas das infindáveis falhas, brechas da evolução, do big-bang tbm, a total falta de evidências mesmo após UM SÉCULO ou mais de estudos, suposições e lenga-lenga, homens de Piltdown e tal, não dá pra aceitar as atitudes religiosas dos proponentes delas! Olha, só pra constar, em mesmo crente, cria de boa em evolução, porque eu nunca tinha parado pra PENSAR no assunto, como o mundo todo faz com relação ao que os cientistas dizem... Tem muitas verdades, fatos científicos, descobertas, mas também tem muita especulação sustentada sem evidências, tapando buracos, aí que mora o perigo! Depois de começar a ler, cada vez mais a ficha caiu, e me vi diante de uma verdadeira seita ”científica”..

Tenho certeza que isso acontece com todos que se propóem a PENSAR, ANALISAR ela, a falta de evidências, probabilidades, como vemos as centenas de cientistas, doutores que colocaram os nomes na lista do site Dissent from Darwin, e uns 500 que assinaram uma declaração contra ela (http://www.wnd.com/2006/02/34901/), e com certeza você vai considerar todos criacionistas fanáticos, sem entendimento algum de nada! Ai ai... Se a pessoa usa o próprio intelecto pra chegar a essa conclusão sobre a TE, correm risco de serem condenados a morte, agora se um ameba concorda cegamente e impensadamente com ela, aí tem status, é aplaudida, já é qualificada como uma lenda do nível de Einstein HAHA

Não é assim que as coisas deveriam funcionar, cientistas sustentando a mentira é dose..

Além do mais não entendo como você, um materialista, ou seja lá qual o nome q se dá, crente só no físico, material, venha a criticar alguém por falta de compreensào dos textos SAGRADOS!

Não precisa repetir a diferença entre abiogênesis e evolução, eu sei mas tanto faz, eu gosto de juntar mitos numa só categoria kkk

Como diria Paul Kurtz: “Scientific hypotheses and theories are fallible; and in principle they are open to question in the light of future discoveries and/or the introduction of more comprehensive theories.”
(Bem, se o homem falou isso, porque eu nem ninguém pode se dar ao direito de duvidar delas? Questionar? Só não se pode jamais duvidar do já desvendado, concreto, lógico, mas hipóteses? Deixemos ver se elas sobrevivem , como verdades, ou caem fora de vez e deixam de ser impedimento científico, pedras no caminho! )

E ele não era nem religioso, ateu convicto até o fim rs não cientista, mas um grande humanista, ele foi o fundador do CSI (Committee for Skeptical Inquiry), cujo objetivo era examinar a luz da ciência fenomênos paranormais, ciência “fringe”, o que me faz pensar o porquê de céticos perderem tempo com coisas meta-físicas! Quem sabe talvez não haja só o natural, material, mas não há maneira de através de métodos empíricos, poder examinar um exorcismo, nem nada paranormal kkk

Wallace Paulista disse...


Bem, se Marcos Eberlin não menciona nada nas suas publicações, deve ser pelo risco iminente que existe, como ocorreu com o jornalista científico Richard Milton, grande defensor de Darwin, até que... Após 20 anos de estudo dogmático da teoria dele, notou então os desconcertante buracos dela... Se tornou um assíduo frequentador do Museu de História Natural de Londres, e pelo que minuciosamente OBSERVOU, chegou a conclusão chocante de a evolução ser uma fábula que não resiste a menor investigação! Lançou um livro: The Facts of Life: Shattering the Myths of Darwinism... Pra que fez isso? Titio Dawkins furiosamente o atacou, chamando de lunático, estúpido, e necessitado de ajuda psiquiatrica (que coincidência!), topeira, etc... Este ainda impediu o escritor de ter seu material piblicado, sua critica ao Darwinismo! Grande Dawkins..

Ou então meu caro, ocorrer o mesmo que em 1996, onde a NBC transmitiu um especial chamado: The Mysterious Origins of Man, baseado no material de Michael Cremo... Olha, que esse especial nem atacava a evolução em si, só apresentava fatos que fogem do padrão pregado pelos acadêmicos, sua concepção da história, da cronologia, enfim... A emissora recebeu uma enxurrada de cartas de irados cientistas, acusando o programa de fraude e etc... E mais do que isso, após ela reprisar o mesmo, apesar das inúmeras tentativas de barrarem ela, aí os fanáticos acadêmicos tomaram a mais extrema medida: apelaram pro governo federal e para o Federal Communications Commission! Olha um pedacinho da carta do então presidente do Instituto para Estudos Cambrianos, Dr.Allison Palmer:

At the very least, NBC should be required to make substantial prime-time apologies to their viewing audience for a sufficient period of time so that the audience clearly gets the message that they were duped. In addition, NBC should perhaps be fined sufficiently so that a major fund for public science education can be established.

E viva a liberdade de expressão! Na TV pode-se passar de TUDO: pornografia, satanismo, violência, sangue, vísceras voando, palavrão, agora só não pode passar um simples programa de arqueologia fora do comumente “pregado”? Na Idade Média tivemos a “santa” inquisição católica, hoje, parece que estamos vivendo uma inquisição “intelectual”, então não é de se admirar que Marcos Eberlin tenha de ocultar tudo que não agrada nossos amigos deturpadores dos fatos!

Hum, eu falo idiotices né, agora se eu fosse mais um crente cego na TE, eu seria um gênio... Vai entender haha

É fato interessante, e deveras lamentável, apesar da maravilhosa descoberta dos genes, DNA, o fato culminante a fechar a tampa do caixão evolucionista, para quem usa de bom senso e quer aceitar a simples lógica de que um sistema irracional (o NADA, o ACASO, o TEMPO) não pode de maneira alguma criar um código, escolher os aminoácidos ideais, ordena-los exatamente, muito menos corrigir, acrescentar INFORMAÇÕES adequadas para um ser evoluir, desenvolver um membro necessário, órgãos, sistemas, tecidos, etc, além do que, qual a UTILIDADE de um órgão INCOMPLETO? Meio-olho, ¼ de coração, rs
Maneira de dizer, lógico, mas de qualquer jeito a lógica vale, até parece que um órgão como um coração possa evoluir do nada, fora que mesmo completo, é inútil sem nosso vasto sistema circulatório, sem um cérebro ordenando que ele bata, e no ritmo necessário, e estes necessitam de oxigênio, trazido pelos pulmões, todos precisam de nutrientes, cuja função cabe ao nosso sistema digestivo, e cada um necessitando de todos os outros, interligados, aí você pergunta a um Dawkins, como se deu TUDO isso? A resposta: para de fazer perguntas infantis kkk
Não vejo nenhum proponente da teoria explicar como raios se deu TODO esse processo, ordem, nem tocam nesses assuntos, só se preocupam em reiterar nossa “semelhança” com primatas, afirmar que qualquer fóssil de macaco já é mais um ancestral nosso!

Wallace Paulista disse...

Origens da vida, ou evolução delas, dá no MESMO, afinal, para existir um processo totalmente natural de evolução, é necessário que tenha ocorrido um processo totalmente natural que tenha trazido à existência, do meio inorgânico, um ser vivo! Ou houve os dois processos, ou NENHUM! Então para mim tanto faz, acho muito inútil querer classificar, postular coisas que nunca ocorreram!

Me diga, se as evidências, os fatos apontam para um Criador onisciente, e não parar o acaso, isso deixaria de ser ciência? Lógica ateísta... Isso tudo é fruto da crendice pessoal dos ditos intelectuais, não todos, muitos só seguem aos primeiros como meras ovelhas, por isso a evolução é soberana :)

E aí, quem pensa por si só, e certamente chega a concepção do DI, é atacado vorazmente pela maioria, sempre assim, em qualquer religião kk

Argumento da ignorância é algo desnecessário, apesar que os teóricos tem o direito de levantar n hipóteses sob algo não-observável e chamarem isso tudo de “fato” (e ai de quem discordar), pois mesmo o que já foi devidamente comprovado, como fato, e não apenar teoria, NADA disso de maneira alguma atesta contra um Criador, a não ser a quem quer porque quer dar méritos ao acaso, mesmo sabendo de cor que este nada pode fazer, criar, organizar, capiche?

Eu sei que a vida ludibria a entropia, mas isso ocorre porque fomos PROGRAMADOS antecipadamente para isso! Nossas celulas, como uma usina, realizam reações químicas, se alimentando com energia convertida dos nutrientes, oxigênio, se renova, se repara, então se replica e as células envelhecidas morrem, então a vida está constantemente apanhando da entropia! Veja que luta mortífera contra essa lei física implacável, e ainda ousam eles nos falar de milhões de anos de alegre e utópica abiogenesis, evolução, como se a física tivesse dando uma trégua as tais teorias!

Não entendo, quando falam do ponto de vista místico evolucionista, TUDO é bonitinho, a TE fez um ótimo trabalho, agora quando se trata do DI, tudo que vocês veem é defeitos, erros, falhas! Uai, que mistério, kkkkk
“Um ser vivo é apenas funcional. Eles têm inúmeros defeitos que mais se aproximam a um stupid design que a um inteligent design.”
Eu não sei de onde você tira essa falácia, mas não se pode esperar muito mesmo.. E eu já mencionei, o porque disso tudo, nós criacionistas sabemos de cor a razão, e a bíblia sabe mais ainda, afinal lá afirma que Deus fará novos céus e terra, e teremos um novo corpo ressureto, porque será hein? Pq será que a bíblia fala que os céus e terra PASSARÃO? Que a criação geme? É porque tá tudo uma perfeição, como no princípio? Certamente que não.

Não me lembro de ter criado nenhum deus :) Occam mesmo defendia que nós homens deveríamos eliminar CONCEITOS SUPÉRFLUOS nas nossas TEORIAS! Mas obviamente sabia que esse conceito não se aplica a Deus.. Mas serve mesmo como dica, não multipliquemos as lorotas de uma teoria afim de torna-la “verdadeira” rs

Walter Chatton afirmou ”se três entes não forem suficientes para verificar uma afirmação, então um quarto deve ser acrescentado, e assim por diante”... Leibniz afirmou que "a variedade de seres não pode ser diminuída". Menger formulou a lei contra a avareza, segundo a qual "as entidades não podem ser reduzidas até ao ponto da inadequação", e "é inútil fazer com pouco o que requer mais"...
Isso só me lembra de uma certa galerinha tentando religiosamente excluir um Criador inteligente da história, e daí, promover a bizarra ideia de que não há planejamento, organização no Universo, na vida, e/ou que tudo se deu automatica e casualmente!

Wallace Paulista disse...

É como falei antes, tanta sabedoria, estudo, conhecimento, mas no quesito Criador, vocês desandam, se esvanecem, a razão se deteriora, enfim, e pior, de maneira voluntária e consciente! Essas perguntas estão todas respondidas na bíblia, que Ele inspirou Seus servos a escrever.-la..
Uma pergunta... Pensamentos, lógica, consciência, sentimentos, coisas subjetivas assim, são sujeitas ao efeito da entropia? Certamente que não né, então porque Deus seria, afinal espíritos estão alheios as leis naturais? Querendo vocês ou não, os fatos exclamam a necessidade de um Criador, as evidências de que é IMPOSSÍVEL TUDO ISSO ter surgido por si só! Mas vamos lá, rebata isso, aniquila a razão, a lógica, teóricos são mestres nisso :)

Hiperciclos? Mais uma teoria \o/

Vejamos:
“É interessante como laços fechados de realimentação (ou hiperciclos) têm grande capacidade de evolução. Eles são capazes de realizar autorreplicação e de transmitir informações complexas. Hiperciclos evoluem passando por instabilidades e tornando-se mais sofisticados, com mais diversidade e riqueza de componentes e estruturas. É quando o sistema se encontra fora de equilíbrio, instável, que se dá a criação de novas formas de organização
A interferência interativa de um elemento externo ao laço causa uma instabilidade que obriga o hiperciclo a entrar em equilíbrio novamente, ou seja, absorver a interferência e lidar com ela. Vemos com isso a capacidade do hiperciclo de adaptar-se ao meio, recebendo e resolvendo as interferências.
Hiperciclos se auto-organizam e se autorreproduzem. São sistemas criativos que evoluem com base na instabilidade. Hiperciclos são o equilíbrio do desequilíbrio.”(http://hiperciclo.wordpress.com/o-que-e-hiperciclo/)


Perguntas! O que isso tem haver com a origem da vida exatamente, e onde entra a nossa amiguinha entropia aqui? Pelo que vejo aqui no site http://pespmc1.vub.ac.be/HYPERC.html, hiperciclos funcionam de fato no “mundo” do RNA e enzimas (dentros de um ser vivo, que novidade...), e este termina lindamente:

“Conclusion. Developing the hypercycle model, M. Eigen and P. Schuster discussed a very profound and difficult problem: how could the real very complex translation mechanism and unique genetic code be created during macromolecular self-organizing process?“

No site NASA astrobiology, lemos:

“While the hypercycle is a powerful idea, it has not been yet empirically observed in a molecular system composed solely of nucleic acids. “

Quais serão as próximas invenções desesparadas afim de sustentar esse lixo todo? Occam se debate no túmulo kkkk

Wallace Paulista disse...

Legalzinho esse link do Talk origins hehe

“They calculate the probability of the formation of a "modern" protein, or even a complete bacterium with all "modern" proteins, by random events. This is not the abiogenesis theory at all. “

“They assume that there is a fixed number of, with fixed sequences for each protein, that are required for life. “

“the entire premise (dos criacionistas) is incorrect to start off with, because in modern abiogenesis theories the first "living things" would be much simpler, not even a protobacteria, or a preprotobacteria (what Oparin called a protobiont and Woese calls a progenote), but one or more simple molecules probably not more than 30-40 subunits long. These simple molecules then slowly evolved into more cooperative self-replicating systems, then finally into simple organisms “


Como de costume, defensores da TE, abiogênesis, procuram ignorar a tal da complexidade irredutível (como se qualquer agrupamentozinho infímo de moléculas pudesse ser um ser vivo..), afirmam que os calcúlos criacionistas são errados por serem feitos com células e proteínas “modernas”, mas vejamos, o ser vivo mais simples é a bactéria do tipo mycoplasma genitalum, com apenas 482 genes, tão simples que nem parece celular possui, o que a torna incapaz de sobreviver na ausência de um hospedeiro, isso é FATO, agora imaginar algo mais simples ainda que essa bactéria perambulando por aí.. Bem, só lembremos que mesmo o carbono, tem um limite de auto-organização fora dos organismos vivos, e também, quanto maior e mais complexa a molécula, mais INSTÁVEL ela se torna...

Leiamos este trecho do site Creation.com, refutando uma premissa sobre a probabilidade da origem abiogênica da vida:

“The origin of life remains very much a mystery, but biochemists have learned about how primitive nucleic acids, amino acids, and other building blocks of life could have formed …
Actually, they have found out how some major building blocks cannot be formed, e.g., cytosine. The proposed ‘prebiotic’ conditions that biochemists attempt to recreate in the laboratory are unrealistic because it is highly unlikely that the alleged ‘precursor chemicals’ could ever have concentrated sufficiently, and these chemicals would have undergone side reactions with other organic compounds. Cytosine is far too unstable, anyway, to have accumulated over ‘deep time’ because its half life is only 340 years at 25° C.1
… and organized themselves into self-replicating, self-sustaining units …

This is just bluff, since spontaneous polymerization is a major hurdle for non-living chemicals to overcome. So is producing molecules all of one handedness. Chemical evolutionists have yet to solve these problems, let alone produce any self-replicating system which has any relevance to cells.”


Sobre o big-bang, só deixo esse link aqui, http://metaresearch.org/cosmology/BB-top-30.asp, um de tantos sites contra a teoria, que parece ser bem menos aceita que a evolução, mesmo entre não-criacionistas! Também: http://www.angelfire.com/az/BIGBANGisWRONG/index.html

Mutações: http://www.angelfire.com/mi/dinosaurs/mutations.html , http://creationanswers.net/biology/mutationscr.htm

Boa-tarde!!!!!!!!!!!!!!!

Elyson Scafati disse...

Wallace, COMPLEXIDAXDE IRREDUTÍVEL NÃO EXISTE; ela é um argumento da ignorância que nem os crias de 5 categoria não usam mais. O próprio Behe se desmentiu no Julgamento de Dover!!!

Os corpos mais simples que se reproduzem não são bactérias ou vírus. São os príons. Eles existem e são bem estáveis e causam estragos terríveis.

Não pense em proteínas complexas numa terra pré-biótica ou em DNA pronto para fazer uma bactéria. Certamente que havia algo bem simples por aqui, atém mesmo mais simplório que prions ou viris e que RNA.

Há proteinoides bem simples formados por cerca de alguns aminoácidos e estes não se desestabilizam assim tão fácil.

O artigo do Talk Origins explica bem o erro que os "crias" cometem. Se vc acha que o artigo está errado, escreva para que o fez. Apónte suas críticas e aponha seu diploma em biologia, física, química, bioquímica, etc.

Meu caro, não vou perder tempo lendo copia e cola de suites criacionistas. Não gasto tempo com lixo.

Wallace, a sua falta de cuidado é digna de um principiante... Se vc olhar as datas das bibliografias acerca do site de por que o big bang está errado, a mais nova parece ser de 2002. Muito já se mudou acerca da concepção do universo e o big bang se firma como a teoria predominante para explicar a origem do universo, sendo que a WMAP foi quem trouxe as provas cabais para firmá-lo.

Estude mais... Procure material novo. A wiki é bem melhor que as porcariadas que vc traz. Ao menos alguém a atualiza e eu sou um deles nas áreas de cosmologia, astrofísica e astronomia. Para tal, uso livros de ponta, com edição de, no máximo, 2 anos de idade e não com material de 10 ou 30 anos atrás.




Elyson Scafati disse...

Wallace, deuses não são matérias de estudo das ciências, mas das teologias respectivas de cada sistema religioso.

A função das religiões não é dizer como o mundo surgiu, mas o que se deve fazer para se chegar ao paraíso, ao samsara, aos campos elíseos ao valhala, etc.

Para mim Wallace a bíblia não responde nada se eu nela buscar saber sobre ciências. A bíblia não se trata de um compêndio científico e nem de uma enciclopédia que responde tudo com verbetes.

Ela nada mais é que um livro confeccionado com mitos da idade do bronze que chegam até o ano de 70 a 90 d.C, falando de roma e sua perseguição contra cristãos e para por ai.

Seus pensamentos e tudo mais que seu cérebro produz se sujeitam sim à entropia. Quando seu cérebro se deteriorar, ele não será mais capaz de fazer as devidas conexões para vc pensar.


[Certamente que não né, então porque Deus seria, afinal espíritos estão alheios as leis naturais? Querendo vocês ou não, os fatos exclamam a necessidade de um Criador, as evidências de que é IMPOSSÍVEL TUDO ISSO ter surgido por si só! Mas vamos lá, rebata isso, aniquila a razão, a lógica, teóricos são mestres nisso :)]


Faça prova. Vc faz a alegação fantástica. Portanto o ônus da prova é seu.

Sim, é ilógico criar entidades para responder alguma coisa.

Em ciência natural a lógica usada difere da lógica da religião. Esta e DIALÉTICA aquela é FORMAL.

Lógica formal demanda premissas verdadeiras, com silogismo adequado para se chegar a uma conclusão verdadeira e se ter um raciocínio sólido.

Lógica dialética parte de petições de princípios (premissas fora de qq falseabilidade). Cria-se a lógica adequada, para se chegar a uma conclusão adequada ás premissas. Tomás Aquino e Agostinho fizeram bem isso, mas as provas de deus que eles fazem não passam de falácias.

Mas uma vez, as coisas entraram pelos seus dois olhos e saíram pelo terceiro sem passar pelo cérebro...

Sim Hiperciclos é uma teoria:

Condicionando o cachorrinho!!!


TEORIA É A INSTÂNCIA MAIS NOBRE QUE UMA FORMA DE CONHECIMENTO ATINGE. QUANDO AS HIPÓTESES SÃO TESTADAS E SE PASSAM PELOS REFERIDOS TESTES É QUE TEMOS A FORMAÇÃO DE UMA TEORIA.

Os hiperciclos são um ramo da bioquímica aliado à cinética química e os trabalhos de Manfred Eigens têm desvendado muito sobre a natureza deles e sua capacidade de autoformarem-se, reproduzirem-se e se retroalimentarem.


Eles tem tudo a ver com origem da vida. saem do menos e se encaminham para o mais complexo. exatamente no rumo que a vida tomou aqui na Terra.

A entropia aqui simplesmente é ludibriada, pois em sua retroalimentação, tiram energia do meio e a usam em seu "protometabolismo".

Podem funcionar e mesmo criarem membranas, o que seria uma proto-célula - coacervado.

Parece que vc nâo leu direito o site que vc citou... Como todo criacionista desonesto e ordinário, vc passou a se valer do quote mining...

Faça a lição de casa direito e leia os sites por completo:

http://pespmc1.vub.ac.be/HYPERC.html


https://astrobiology.nasa.gov/astep/projects/nnh09zda001n-exob/empirical-examination-of-hypercycles-in-the-rna-wo/

A teoria dos hiperciclos é um novo estudo da bioquímica que será bem promissor em esclarecer como a vida pode se originar.

Mas e deus .... cada vez mais sendo desalojado de suas lacunas...


Lição de casa: fale sobre o pricípio de Occam e a criação de entidades na respoista de questões:


Se vc acha ciência um lixo e criacionismo a resposta para tudo calcada em um deus que vc não tem a menor ideia de onde veio, sinto muito; vc é um coitado de dar dó!!!


Elyson Scafati disse...

[Origens da vida, ou evolução delas, dá no MESMO, afinal, para existir um processo totalmente natural de evolução, é necessário que tenha ocorrido um processo totalmente natural que tenha trazido à existência, do meio inorgânico, um ser vivo!]

Cara, vc além de burro e desinformado é teimoso.

Há quatro tipos de pessoas:


O ignorante que sabe que é ignorante.

O sábio que sabe que é sábio.

O sábio que se faz de ignorante.


E o ignorante que se faz de sábio (essa é a sua categoria).

Não são a mesma coisa. Repetindo para condicionar o animalzinho:

ABIOG~ENSE QUÍMICA É UM RAMO DA BIOQUÍMICA E DA QUÍMICA ORGÂNICA. NÃO É MATÉRIA DE ESTUDO DA BIOLOGIA OU DE QQ DE SEUS RAMS, INCLUÍNDO A TEORIA EVOLUTIVA.

VC APENAS PODE FALAR DE EVOLUÇÃO NO MOMENTO EM QUE A VIDA OU ALGO QUE SE ASSEMELHE A ELA PASSE A EXISTIR.

Se deus criou a vida, pode te-la largado para que evoluísse. E, se a vida se fez por si, deus pode ter interferido no curso da evolução. Assim, se raciocínio é uma falácia non sequitur.

No mais, vc pode crer até na fada do dente. Mas se vc disser que é ela quem substitui seu dente de leite por um permanente, cabe a vc o ônus da prova. Assim, prove suas alegações.

Elyson Scafati disse...

Sobre a teoria evolutiva, já lhedisse: O relojoeiro é cego. Ela não tem projeto. Não existe "vou sair daqui para chegar ali".


Seres vivos não são ótimos. São meramente funcionais (o que dirá daquele nervo no pescoço da girafa que dá voltas para chegar num ponto bem próximo de sua saída...). Isso não é uma falácia é um fato. Estude anatomia e fisiologia. Na "briba" vc não vai encontrar respostas para isso.

Mais uma vez prove as suas alegações em:

[E eu já mencionei, o porque disso tudo, nós criacionistas sabemos de cor a razão, e a bíblia sabe mais ainda, afinal lá afirma que Deus fará novos céus e terra, e teremos um novo corpo ressureto, porque será hein? Pq será que a bíblia fala que os céus e terra PASSARÃO? Que a criação geme? É porque tá tudo uma perfeição, como no princípio? Certamente que não.]


Seu burrinho!!!! O que Occam diz é "NÃO MULTIPLIQUE AS ENTIDADES ALÉM DO NECESSÁRIO". E Einstein complementou: "NÃO MAIS QUE O NECESSÁRIO". Isso se chama LEX PARSIMONIAE.

Se vc diz que o designer, deus, o monstro do espaguete fez isso ou aquilo, primeir vc tem de provar que tal ser existe, para depois provar que ele fez isso ou aquilo. Do contrário sua discussão perde o objeto.

Faça prova de que seu deus fez tudo e de que ele existe e é o mais verdadeiro dentre oos demais deuses. Depois discutiremos as prorpiedades exóticas dele. No mais o que vc faz é repetir a mesma conversa fiada de criacionistas desinformados e desonestos.

Elyson Scafati disse...

Ou seja, seu deus nâo passa do supérfluo quando tratamos de ciências naturais. Ele é a variável que se cancela dos dois lados da equação.

Francamente!!! ir atrás de Richard Milton, Cremo... Sem comentários!!!

Vc é daqueles caras que acredita em qq porcaria que lê na internet, desde que seja favorável a sua ideologia. Ou seja, uma coisa é boa ou ruim pelo tanto que ela favoreça ou desfavoreça suas crendices pessoais.


Wallace, pontos de vista devem ser ouvidos, mas quando esses pontos de vista se tratam de ignorância devem ser postos de lado. Imagine eu publicar um livro de matemática que teima em dizer que um quadrado é uma figura de dez lados.

Esse é o equivalente ao livro ne Milton. Cadê o diploma dele de biologia? Que eu saiba ele é um jornalista bem chulé.


Já o que Cremo faz é o mesmo que alienígenas do passado. Puro nonsense. Saiba que a maioria das alegações não fazem o menor sentido. Baixe o facho!!! Ele é um criacionista Hindu o que ele quer é provar pela arqueologia que os vedas são verdadeiros....E ai como é que fica ein cristãozinho?

Sobre:

[É fato interessante, e deveras lamentável, apesar da maravilhosa descoberta dos genes, DNA, o fato culminante a fechar a tampa do caixão evolucionista, para quem usa de bom senso e quer aceitar a simples lógica de que um sistema irracional (o NADA, o ACASO, o TEMPO) não pode de maneira alguma criar um código, escolher os aminoácidos ideais, ordena-los exatamente, muito menos corrigir, acrescentar INFORMAÇÕES adequadas para um ser evoluir, desenvolver um membro necessário, órgãos, sistemas, tecidos, etc, além do que, qual a UTILIDADE de um órgão INCOMPLETO? Meio-olho, ¼ de coração, rs]

Mais uma vez: estude anatomia e fisiologia comparadas e muita, mas muita química e vc começará a entender essas cisas.

Vc repeten incessantemente as mesmas coisas como se o repetir as tornassem verdades.

Estude meu caro... Estude, pois a pá de cal sobre o criacionismo já caiu faz tempo e o esquife se fechou. Mas este zumbi insiste em sair do caixão e reviver.






Elyson Scafati disse...

Sobre lógica, mais umma vez burrinho:

Lógica apenas preserva a verdade. Ela não atesta a verdade. Ou seja, ela é condição necessária mas não suficiente para algo ser verdadeiro.

Mais uma vez para saber sobre o coração ou qq órgão: estude anatomia e fisiologia comparadas em vez de clamar por deus. A pergunta quem surgiu primeiro o coração ou o sistema circulatório é sim uma pergunta idiota. Pois sistemas como já lhe disse se desenvolvem em paralelo. Por isso vc acha que em tudo há complexidade irredutível. E, ela é um argumento da ignorância pois ignora o que existia antes de tudo isso.

Fósseis para serem ancestrais de determinado grupo possuem relações anatômicas com esse grupo. Assim, não é qq fóssil de primata que é nosso ancestral (e.g. o ramapitecus - ancestral de Orangotangos).

vc é bem desinformado mesmo.

Vc me lembra um cara chamado Cícero; um cristão desonesto que adora trolar sites científicos com as idiotíces idênticas que vc traz aqui.

Elyson Scafati disse...

PQP que grande iluminação!!! De novo animalzinho o Homem de Piltdown (vc é retardado ou é desatento?)

Vc ao menos leu sobre o post que deixei sobre o homem de piltdown? Claro que não, pois desmente o que diz um dos mantras de sua ideologia doutrinante.

aqui vai novamente (vamos fazer como fazemos com cachorros - condicionamento):

http://ceticismocritico.blogspot.com.br/2012/08/a-farsa-de-piltdown.html

aqui embaixo pontos 8 e 9:

http://ceticismo.net/comportamento/tipicos-erros-criacionistas/parte-07-%e2%80%93-paleontologia-ii/


Assim, Wallace, antes de repetir os mantras sagrados da pseudociência e da religião doente do criacionismo, faça sempre uma pesquisa rápida para não falar idiotices e não pagar king kongs.


O discent from darwin... estava demorando... Temos a favor da TE o Project Steve:


http://ncse.com/taking-action/project-steve


Lista por lista é daí? posso discordar que o ceu é azul e um monte de caras assinar minha lista. No que isso muda o fato do ceu ser azul?


O que menos cientistas gstam é de mentiras. Preferimos estar errados a vivermos em mentiras.

O criacionismo Wallace deseja se validar automaticamente. Não uma sequer evidência de que seja algo que mereça crédito.

O criacionismo toma carona em lacunas teóricas e tenta se firmar como uma verdade. Isso é o argumento da ignorância.


Por isso a hipótese do criacionismo já, há muito caiu fora.

Ache uma e apenas uma evidência concreta do criacionismo.

Prove que seu deus existe e que fez tudo o que há aqui e que é mais verdade que o deus que Cremo presta culto.

Até que vc não traga isso, seus posts serão crtados.

Passar bem.

Wallace Paulista disse...

Kkkkk num resisto, eu gosto do carinha de Piltdown, fico tentando imaginar a cara da comunidade evolucionista quando foi revelada a fraude, após 4 décadas... Tsc.. Fora as dezenas de fósseis q ja afirmaram ser o elo perdido.. Tenha dó, há milênios a humanidade saber de cor que TUDO foi criado, quem quis inventar uma teoria ilógica onde o nada é o criador, que prove ela primeiro!
Eu disse PROVAS, ok?

Sustentar sua tese religiosamente, rebater tds argumentos contra sem comprovação de nada que afirma e ainda se achar o certo nao é nada científico! Protobionte, atmosfera primitiva, hiperciclo superando a entropia natural, o DNA se auto codificando, milhões de espécies "evoluidas" sem nem um fóssil intermediario de verdade encontrado a não ser forjadamente, e vc quer pedir prova ainda? Tenso..

Imagina a cena.. Não há Criador, nada absolutamente, nenhuma força nem matéria, energia, só o vácuo, o nada.. E aí meu caro? Onde entram tuas teorias, se a primeira lei da termodinâmica afirma que matéria e energia não se criam nem se destroem? Vc ja viu matéria surgir do nada? Alguém já? Mas elas estão aqui, por todo lado, será que ela se criou? Impossível, pq para x criar a x, é necessária a pré-existência de x! Olhando do ponto de vista naturalista, como fica o dilema da primeira causa hein??
Afinal, a I lei de titio Newton atesta que:

"Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças aplicadas sobre ele"

Vamos Elyson, concilia a tua fé materialista com o princípio da inércia,assim como fazem com a entropia!

Wallace Paulista disse...

Nada a ver hein rs, eu só citei os caras pra mostrar o que a "policia acadêmica" é capaz de fazer em prol da defesa da evolução, e depois vc vem se gabar q o criacionismo já era! Não se dão nem ao livre arbítrio de permitir o DI ser ensinado de igual pra igual, aí é fácil fazer lavagem cerebral desde criança e a daí a maioria ser crente nela kkkk

Sabia que ia dizer que a entropia afeta o cérebro afim de afirmar que consciência e CIA são afetados por ela kkk

E quem disse q eu odeio ciências? Q se deve buscar ciências acadêmicas na bíblia?? Tenha dó! Ter fé em Deus, orar, enfim, é uma área, conhecimento matemático, cientifico, é outra, a não ser, claro, para quem tenta ver na ciência um argumento para rejeitar, negar a Deus né meu caro? Criar um blog de "ciência" x religião já deixa essa suspeita no ar! Ainda mais quando o outro blog se trata de heavy metal hehe
nada contra, mas... Não vejo muita relação entre ciência e este.. Mas os dois não se atrapalham né, dá pra se conciliar.. Pq acha q o mesmo não ocorre com os crentes? Sim, sim, esse papo de criacionismo, teologia, DI, dilúvio, mas foi o jeito, afinal os naturalistas sem infiltraram na ciência querendo impôr sua aversão a Deus, isso é tão fato quanto a própria ciência!

Vamos ficar calados? Enquanto o mundo é ferrado por conta desses ideias materialistas? Ainda mais sustentados essas piadas capengas cheias de falhas?

"If your theory is found to be against the second law of thermodynamics, I can give you no hope; there is nothing for [your theory] but to collapse in the deepest humiliation.” [Arthur S. Eddington, The Nature of the Physical World (1930), p. 74.]

Isso q é ciência kkkk não essa porcaria atual desesperada Dawkiniana que distorce TD, quer dar um jeitinho em todo e qualquer ponto, da-lhe Occam! Não sei quais suas motivações pessoais, mas comete um grande erro ao ficar contra Deus e contra a ciência!

Wallace Paulista disse...

“There is thus no justification for the view, often glibly repeated, that the Second Law of Thermodynamics is only statistically true, in the sense that microscopic violations repeatedly occur, but never violations of any serious magnitude. On the contrary, no evidence has ever been presented that the Second Law breaks down under any circumstances.” [A.B. Pippard, Elements of Chemical Thermodynamics for Advanced Students of Physics (1966), p. 100.]

“...there are no known violations of the second law of thermodynamics. Ordinarily the second law is stated for isolated [closed] systems, but the second law applies equally well to open systems ... there is somehow associated with the field of far-from equilibrium phenomena the notion that the second law of thermodynamics fails for such systems. It is important to make sure that this error does not perpetuate itself.” [Dr. John Ross, Harvard scientist (evolutionist), Chemical and Engineering News, vol. 58, July 7, 1980, p. 40]

E o DI é o anti-cientifico da conversa né? Ok, mas vejamos aqui, quem surge primeiro no embrião, músculos, ou ossos?

"De pele e carne me vestiste, e de ossos e nervos me teceste." (Jó 10:11)

segundo a bíblia (e diferente do senso comum), sãos os músculos (carne)! Hum, ciência antecipada num livro de "fábulas"? Num é possível rs

"O vento vai para o sul, e faz o seu giro vai para o norte; volve-se e revolve-se na sua carreira, e retoma os seus circuitos." (Eclesiastes 1:6).

Alguém mais leu a palavra circuito aqui? Kkkk não é possível q o velho Salomão já conhecia sobre as correntes de vento, movimentação atmosférica! Foi sorte foi sorte rs

"Fala aos filhos de Israel, dizendo: Nenhuma gordura de boi, nem de carneiro, nem de cabra comereis." (Levitico 7:23)

Poxa, pq ninguém avisou isso aos egípcios? Pq seus deuses não os proibiram tbm? Salvaria muitas vidas de doenças cardíacas, como foi constatado em análises de diversas múmias.. Deuses burros, num sabem q gordura animal é altamente prejudicial? Aff


"Porque assim diz o Senhor, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e a estabeleceu, não a criando para ser um caos, MAS PARA SER HABITADA: Eu sou o Senhor e não há outro." (Isaias 45:18)

Imagina se existiria qualquer singularidade na Terra q indicasse ter sido planejada pra ser habitada... Ela é igual a qualquer planeta, só, tem um tamanho ideal, movimento de rotação ideal,magnetosfera, água abundante, oxigênio, distância do Sol ideal, uma Lua q colabora e muito, orbita perfeita, inclinação do eixo fundamental, camada de ozônio, etc, etc.. Coincidência rs

"Ele estende o norte sobre o vazio; suspende a terra sobre o nada." (Jo 26:7)

Hebreus burros, não sabem q a Terra está nas costas de um gigante? Perguntem aos gregos! Ou melhor, nas costas de uma tartaruga? Elefantes? Como dizem os hindus? É impossível a Terra ficar suspensa no nada.. A não ser se for sustentada por uma força.. Invisivel... Q começa com G kk

"e de um só sangue fez todas as raças dos homens, para habitarem sobre toda a face da terra, determinando-lhes os tempos já dantes ordenados e os limites da sua habitação;" (Atos 17:26)

Como ele sabia da origem comum dos humanos sem saber de genoma?? Mistério! Engraçado q a humanidade passou séculos crendo em raças, até Thomas Jefferson q assinou a constituição q dizia q tds homems eram iguais, ao mesmo tempo achava que os negros eram originalmente um raça distinta! Outros, q eles eram fruto de uma criação separada..

Wallace Paulista disse...

"Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela palavra de Deus; de modo que o visível foi feito daquilo que não se vê" (Hebreus 11:3)

Do que será que foram feitos os "mundos" , algo que a gnt nao pode VER??? Qualquer semelhança com átomos é mera coincidência kkkk

Engraçado notar, na "lenda" do dilúvio, que as proporções da arca de Noé dadas por Deus, se mostrou ser as mais exatas para uma embarcação ter segurança, estabilidade,diferente de descrições de arcas de outros contos de um dilúvio GLOBAL (que existem em povos de TODOS OS CONTINENTES!!) como o de Gilgamesh, por exemplo, foi até testado num instituto especializado em transatlanticos da Coréia do Sul, vários modelos, e qual se saiu melhor? 1x0 Noé!

Pra encerrar, um clássico!

"E ele o que está assentado sobre o CÍRCULO da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e o desenrola como tenda para nela habitar." (Isaias 40:22)

Nunca esqueça, no hebraico num existe ou existia palavra pra GLOBO, ESFERA, entao nao se desespere!
Só pra confirmar, veja só:

"Digo-vos: Naquela NOITE estarão dois numa cama; um será tomado, e o outro será deixado. Duas mulheres estarão juntas moendo; uma será tomada, e a outra será deixada. [Dois homens estarão no campo; um será tomado, e o outro será deixado.]" (Lucas 17:34-36)

Me explica como na MESMA NOITE, terá gnt ninando, e gnt moendo, gnt no campo, numa época sem energia elétrica pra alumiar??? Só se for do ponto de vista terrestre né, se de um lado do globo é noite, no outro é dia..

Pq a bíblia fala que somos feitos do pó da terra, se nós somos feitos é de 28 minerais... Que se encontram na terra! Hehe
gosto do mito chinês de Pan'ku, um gigante q nasceu do ovo cósmico, viveu uns 10 mil anos, morreu, e das PULGAS de seus cabelos surgiram os humanos kkkkkkk
Já pros gregos,nós somos resultado, dependendo da versão, de pedras atiradas por dois dos deuses lá! Mito é dose hein...

Boa-noite, espero que se acalme um dia rsrs

Elyson Scafati disse...

Wallace, mais uma vez vc erra:

Aqui vai o Piltdown novamente:

Vc leu o artigo do Piltdown? Se leu entendeu?

http://ceticismocritico.blogspot.com.br/2012/08/a-farsa-de-piltdown.html

aqui embaixo pontos 8 e 9:

http://ceticismo.net/comportamento/tipicos-erros-criacionistas/parte-07-%e2%80%93-paleontologia-ii/

Foi apenas um fóssil. Leia aqui na wiki:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Homem_de_Piltdown

Antes de falar besteira, ao menos procure ir além da besteira que lhe disseram no lixo que vc lê.

Elo perdido em linguagem científica não existe. O que se diz é fóssil de transição eestes existem às toneladas. Estude mais...

Pois é prove que seu deus existe. Do contrário qq discussão em torno dete ser perde o objeto.

Quanto as hipóteses que cito para vc acerrca das origens da vida, elas são bem mais plausíveis que um deus que está no além e que um designer que ninguém sabe ninguem viu.

No mais aplique a primeira lei a seu criador. Será que ele passa no teste?

O universo hj é entendido como um ciclo de criação e destruição. Indo mais além, temos os universos paralelos que são uma consequência da teoria quântica e confirmada pela teoria das cordas.

Eles são eternos se criando e se destruíndo infinitamente, sendo eles em número infinito, no tempo de Planck.

Assim, não há qq furo na primeira lei. Mesmo se vc entender um univeros se fazendo e se destruindo, pois a energia está toda ali. Só que degradada em calor. Basta uma flutuação quântica para esta energia se converter em matéria e "BANG!!!", surge um novo universo.

Mesmo que nosso universo seja único, nada poderia tê-lo criado, pois para haver uma causa primeira ela necessita de um tempo. E somente podemos falar de tempo quand surge o universo. Nesses termos argumento de Kalam falha.

Falar do que havia antes do universo é como querer achar o canto de um círculo ou o quinto lado de um quadrado. É sem sentido.

Wallace, vc é tão burro que me surpreende!!!

O princípio da inércia se dá apenas em condições ideais. Ou seja ele é um modelo apenas. Este modelo diz que se o somatório dos vetores das forças que atuam em um corpo é nulo este corpo tende a permanecer estático ou em movimento retilíneo uniforme.

Ou seja: em nosso corpinho podem estar atuando forças, mas seu somatório é nulo. Ou seja esta lei postula um referencial inercial onde nosso corpinho se encontra.

Ou seja. O model é um postulado que se trata de um pricípio.


Lição de casa: O que é princípio?


Já entropia é uma grandeza que mede a energia que não pode mais ser convertida em trabalho, quando das transformações.

Ou seja burrinho: VC MISTUROU LARANJA COM BANANA.

Seu comparativo, portanto, não faz sentido.








Elyson Scafati disse...

Wallace, eu já lhe disse, vc não é obrigado a vir aqui dar palpites sem fundamento. Arrume uma namorada e vá se divertir. Ou isso é pecado? Ou então vá estudar coisas sérias em vez de perder seu tempo com trollagem.

Criacionismo Wallace, é uma farsa ensina errado, sua base não se sustenta e o raciocínio é falacioso.

Se vc sabia o que eu ia dizer sobre entropia e cérebro por que perguntou? Vc é idiota? Ou gosta de testar as pessoas?

A resposta que lhe dei é o óbvio. Consciência existe enquanto seu cérebro funciona. Quand vc perder o braço de ferro com a entropia vc morre e ela se vai. Simples assim!!!

Wallace meu gosto musical não é de sua conta. É problema meu assim como vc querer acreditar em mitos da idade do bronze é um problema seu.

[Tenha dó! Ter fé em Deus, orar, enfim, é uma área, conhecimento matemático, cientifico, é outra, a não ser, claro, para quem tenta ver na ciência um argumento para rejeitar, negar a Deus né meu caro?]

Cara, vc é deprimente!!! Quer dizer que orar é conhecimento científico-matemático!!! Francamente!!! Para mim deus não é nada. Não tenho nada contra em quem acredita em religiões. Só tenho contra quando esta quer se meter em assuntos que não são de sua alçada.

Qual foi sua boa ação de hj além de encher o meu saco? Rezar em casa e pedir a deus para arrebatá-lo não o faz um cristão. Principalmente quando vd defende mentiras.

Vá ao hospital do cancer, a um asilo, orfanato. Faça um trabalho voluntário em vez de perder seu tempo com criacionismo e com refutações infundadas. Garanto que se deus existir ele considerará muito mais a primeira opção.

Agora cientistas querem o fim de deus!!!! Cientistas estão C.A.G.A.N.D.O. para deus, pois este ser nada responde. Não serve para a ciência assim como um absorvente não tem utilidades para vc.

Wallace, mais uma vez, se vc acha que teoria evolutiva não serve para nada:


Se vc odeia tanto a evolução, não vá ao médico, não se medique mais quando adoecer, não coma, não se vista, não vá ao dentista.

Toda a biociência (medicina e todos os seus ramos, farmacologia, engenharia de alimentos, engenharia textil, odontologia, genética, e toda a biologia) é assentada nela.


Quando a sua saúde se comprometer, apenas reze e faça uma sessão de curandeirismo.

Sobre Eddington, quando ele trata de entropia é aquela relacionada à seta do tempo:

http://henry.pha.jhu.edu/Physworld.pdf

MAIS UMA VEZ:

A SEGUNDA LEI DA TERMODINÂMICA, MAIS CONHECIDA POR LEI DA ENTROPIA, SOMENTE FUNCIONA PARA SISTEMAS FECHADOS, OU SEJA, AQUELES QUE NÃO TROCAM NADA, ABSOLUTAMENTA NADA COM O MEIO EXTERNO.

Seres vivos, planetas, galáxias e tudo tudo mesmo que há no universo são sistemas abertos. Logo, ao se adicionar energia a estes sistemas, a entropia pode ser ludibriada por um tempo.

Ex. a vida. O fato de vc se formar da transada de seu pai com sua mãe, crescer no ventre dela, nascer se tornar adulto, ficar velho e morrer é um exermplo de ludibrio da segunda lei. Mas vc perderá a guerra, pois morrerá um dia.

Uma geladeira reduz sua entropia, pois o motor dela trabalha para esfriá-la internamente. Todavia, o balanço dela com o meio externos é sempre maior que zero, assim como o fato de vc formar seu corpo seu balanço com o meio é sempre maior que zero, uma vez que vc transforma alimentos em energia pelo seu metabolismo celular.

Portanto, entropia e evolução não se correlacionam. A entropia é dentro de um indivíduo. A evolução se dá na espécie.

Ou seja, Eddington fala exatamente o que a entropia faz com tudo nesse mundo. Por isso viajar no tempo é algo impossível. O universo não deixa e, se deixar, vc cairá em um outro universo nada a ver.

Leia aqui e seja menos burro:

http://cienciaxreligiao.blogspot.com.br/2010/07/explicando-o-universo-parte-vii.html

http://cienciaxreligiao.blogspot.com.br/2007/02/entropia-e-evoluo-confuso.html

http://cienciaxreligiao.blogspot.com.br/2009/03/introducao-desfazer-o-mal-que.html

No acima ler os 9 tópicos.

Quem sabe assim vc parará de insistir no erro. Saiva Wallace que insistir em erros deixa de ser ignorância e passa a ser burrice!!!





Elyson Scafati disse...

No mais, onde foi que eu disse que há violação da segunda lei?

O que eu disse é que ela apenas é ludibriada por um tempo, mas ela sempre vence.

Bariogênese, abiogênese e evolução das espécies de forma alguma violam essa lei.

A bariogênese é a formação de energia em matéria (ambas são lados distintos da mesma moeda).

A abiogênese química pode ter usado a própria energia da terra para organizar estruturas complexas.

A evolução das espécies permite que indivíduos mais aptos vivam e se reproduzam, passando seus caractéres genéticos adiante. Se são mais aptos suas chances de vida e de reprodução são maiores. Mas um dia perecerão. Perdem a guerra contra a entropia. Mas a espécie sobrevive até que não mais se adapte.

Genes podem se fundir e se multiplicar e mesmo se conservar em diversos genomas (ortologia e paralogia). Se vc tem indivíduos que fazem isso, podemos, sem qq problema, sair de uma bactéria e depois de alguns bilhões de anos termos associações delas, protozoários, um metazoário simples até os mais complexos como plantas e animais com tecidos especializados.

A energia no meio existe na forma de alimento que hj nada mais é que energia solar, em sua maioria, que suplantou a quimiossíntese.

Assim, podemos ludibriar a entropia, sem jamais vencê-la. A ideia que vc tem de entropia é uma ideia errada.

Pensar do jeito que vc pensa, o universo nem nada existiria.

Mais uma vez: EVOLUÇÃO E ENTROPIA NADA TEM A VER UMA COM A OUTRA. Metabolismo dos animais e plantas, formação de matéria bariônica, de estrelas, de sistemas solares, planetas, rochas, reações químicas e geração de vida, tem tudo a ver com entropia. Basta dar energia e a coisa andará bem por um tempo.

Mas sempre, sempre, o balanço entre o sistema no qual se fornece energia para exercer trabalho e o meio a entropia será maior que zero.

Ex. a geladeira. O motor trabalha para reduzir sua temperatura interna bixando a entropia.

Porem temos:

energia sonora da queda d´água e do motor, energia dissipada nas linhas de transmissão e parte elétrica do motor, atritos no motor e calor dissipado pelos trocadores de calor. Resumindo a entropia no sistema geladeira/meio é sempre maior que zero.

Não existem sistemas fechados. Até mesmo o universo não se pode considerar como tal.

Mesmo reações endotérmicas, que absorvem calor do meio, tem entropia positiva se medida com o sistema.

Mesmo flocos de neve e cristais violam a entropia em suas maravilhosas formações, com um nível mínimo de energia para cada arranjo. Mas até eles perdem essa luta. Mesmo o universo a perderá.

Pelas cordas o choque entre branas é o que fornece a energia necessária para um novo universo. E talvez suas leis se definam por esse teorid e energia produzida.

Mas e deus viola ou não a segunda lei?

Elyson Scafati disse...

Quanto ao seu último comentário, é patético!!!

Wallace, quando vc cita um versículo bíblico vc tem de entender o contexto da coisa e não descontextualizá-lo. em Jó 10:11 todo mundo já sabia naquela época, desde os sumerianos o que era pele, músculo, osso e tendão Sua versão da bíblia deve ser aquela produzida pelo lixo cristão (os fanáticos protestantes). Em hebraico é tendão e não nervo!!!

O caso não é uma ciência antecipada mas uma lamúria de Jó contra a severidade divina.

Lição de casa fale sobre o mito de Jó o que ele quer dizer?

Em eclesiastes 1:6 o que vc tem é a mesmice. Em hebraico não é cirquito é ciclo. E todos já sabiiam disso. Até mesmo paleoíndios, sem jamais menosprezá-los.

Sobre Levítico 7:23 a gordura era para aquecer as fogueiras e passar no corpo para não ressecar a pele. Isso era típico dentre povos da antiguidade. As normas no levítico tem suas raízes na Suméria, Acadia, no Egito e Mesopotâmia.

Naquela época vc não precisava se preocupar com doenças cardíacas e circulatórias. Morria-se em média entre os 30 e 35 anos se vc não fosse um nobre.

Sangue é proibido comer porque coagula e pode fazer muito mal. E gordura era combustível e cosmético.

Isaías 45:18 é um dos livros ditos proféticos e o texto do versículo se chama O Senhor criador. O que parece é uma afirmação do autor do livro, que não faz nada além de clamar por um deus postulando-o como criador, como faz, fez e fará qq outra religião do planeta. Leia os vedas são bem legais e vc encontrará nele um deus criador de nome Shiva e muitas máquinas voadoras.

No que seu deus é mais ou menos verdade que Shiva. Faça prova.

Elyson Scafati disse...

Jó 26:7é Jó falando da soberania de deus. Isso não significa que hebreus conheciam astronomia. Para eles além do mar, era o vazio. Essa é a interpretação do além, onde os mortos estão. O cunho disso é espiritual e não material, pois para o além a terra seria um nada. Terra aqui não é o planeta, mas as cercanias de um local. A visão de mundo há 3 mil anos era restrita. Era o local e as cercanias de onde se vivia. Mesmo em Isaías 40:22 não se fala do planeta Terra.
Sobre o versículo de Isaías há um equívoco: "Ele é o que está assentado sobre a redondeza da terra cujos moradores são como gafanhotos..."

A redondeza (chuwch em hebraico) significa o raio de distância de um local a outro, realmente é círculo, pois se refere a um plano, não esfera.

Duwr (דור) é o que denotaria a esfericidade da Terra.

Ora, hebreus sabiam muito bem o que era uma figura plana (2 dimensões) e o que era uma figura espacial (3 dimensões).

Tanto que até o mesmo Isaías diz: Isaías 22:18 — Certamente te enrolará como uma BOLA, e te lançará para um país espaçoso...

Também, devemos lembrar que o nome de Terra ao nosso planeta veio do grego Gaia.

Numa versão moderna, Eretz (em hebraico) pode ser denominado como o Planeta Terra.




Elyson Scafati disse...

Mas o vocábulo eretz, à época, assim como hoje, se referia às terras nas cercanias de um local ou a terras estrangeiras, não ao planeta em si, pois tal concepção para hebreus era algo que não existia.

Hebreus não se tratavam de um povo ligado à pesquisa, à época, denominada astrológica (estudo dos astros e de sua influência em nossas vidas) ou astronômica (a ciência respostas aos fenômenos físicos que ocorrem dentro e fora da Terra).

Dessa forma, cada local estrangeiro era denominado de terra (eretz), genericamente, como também, fazemos hoje.

Ao que cabe à mitologia hebraica, o mundo acabava em um limite traçado por Deus quando este fizera a Terra a qual está sobre o abismo, ou seja, sobre o nada, onde “nada” é adaptação de "ló" (אֹל), que quer dizer não, ou seja, é a negação de qualquer coisa JÓ [26: 7;10].

Há menções sobre a abóbada do céu, como em JÓ [22:14] e AMÓS [9:6].

Há que se lembrar que a visão de mundo antiga era algo restrito a novas localidades e povos. Assim, pela limitação de contato com outros grupos humanos da época, hebreus, hititas e egípcios não faziam a menor idéia que existiam celtas, indígenas ou chineses e, vice-versa.

Embora a bíblia não declare o geocentrismo, suas explicações sobre a relação da Terra com o Cosmo parecem adotá-lo, assim como não há declarações bíblicas sobre a Terra plana, sendo que as explicações sobre a forma da Terra também indicam tal idéia.

Lembramos também que o sistema heliocêntrico fora proposto por Aristarco de Samos, por volta do se. III a.C na obra Arenarius referida por Arquimedes. A teoria heliocêntrica somente ganharia reconhecimento e validade mais de mil anos depois, com Copérnico.

Dessa forma, atribuir que hebreus detinham o conhecimento de uma Terra esférica e de um sistema solar heliocêntrico, não é apenas ignorar o contexto histórico - antropológico- sócio-cultural em que o Tanakh (bíblia) foi escrito e também quanto à especificidade de determinadas palavras pertencentes à língua hebraica e seu real significado.

Também é ignorância histórica e filosófica, além de ser haver muita má fé, pois passa uma falsa idéia dos escritos e do povo hebreu antigo.

Elyson Scafati disse...

Atos 17:26. É uma alusão ao mito de Adão e Eva e não ao DNA mitocondrial ou ao cromossomo Y.

A razão aqui é mais de pregar a igualdade entre os homens que tratar de genética humana.

Quando em biologia falamos que o ser humano descende de um único casal, isso não significa falar de Adão e Eva, mas de DNA mitocondrial.

Este DNA somente vem de linhagens femininas, ou seja meu DNA mitocondrial é o de minha mãe e de um filho meu será o da linhagem de minha esposa.

O DNA mitocondrial é muito estável. Sofre cerca de uma mutação a cada 20 000 anos.

Assim seu código genético é propagado quase sem alterações.

Mas há diferenças significativas entre o mtDNA dos europeus, dos africanos, dos nativos americanos, dos siberianos e dos sub-saharianos (Bryan Sykes - As Sete filhas de Eva).


Quanto ao cromossomo Y, este é de linhagem masculina e só aparece em homens (XY). Já as mulheres são XX.

Mas por que falamos em Eva?

Para que a humanidade assim como qualquer espécie tenha um pool genético a fim de que não se degenere, há a necessidade de haver pelo menos 50 casais distintos.

Nos primórdios da humanidade, ao que parece havia cerca de uns 2000 indivíduos (isso é dado pela variabilidade genética humana).

Já, a nossa Eva (como foi batizada pela ciência) foi a única que manteve uma linhagem feminina viva até hoje. Esta Eva deixou 18 filhas as quais colonizaram o mundo.

As sete Evas serão descendentes de um clã comum ainda existente na África, denominado “clã de Lara”.

Esta teoria foi criada nos anos 80, sendo conhecida como a teoria da Eva africana.

Há que considerar que somente é possível recorrer a indivíduos do sexo feminino para este estudo, considerando-se que há mulheres que somente deixaram descendentes masculinos ou que sequer tiveram filhos.

Calcula-se que existam, em todo o mundo, 36 femininos clãs atualmente.

Elyson Scafati disse...

Quanto ao nosso Adão, parece ter vivido na mesma época de Eva, sendo o único a deixar uma linhagem masculina, sendo que deixou cerca de dez filhos (Peter Underhill).

Para que possamos entender os estudos filogeográficos usando o cromossomo Y, temos de voltar a 130.000 anos atrás, quando emergiu a espécie humana na África.

Naquele tempo a população dos primeiros Homo sapiens provavelmente não excedia uns poucos milhares de indivíduos, com uma variabilidade discreta do cromossomo Y.

Há evidências de que apenas uma linhagem de cromossomos Y sobreviveu e deu origem a todos os cromossomos Y da humanidade atual.

Quando todos os marcadores de cromossomo Y conhecidos são tipados, este haplogrupo ancestral ainda pode ser visto na Etiópia e em alguns bosquímanos (Kung), vivendo hoje principalmente em Botsuana.

À medida que os homens foram migrando para novas regiões geográficas, este haplogrupo ancestral único foi sofreu mutações, estabelecendo novos haplogrupos, cada um deles passando a se comportar como uma linhagem evolutiva independente.

Geralmente, quanto mais antigo o haplogrupo, maior a sua distribuição geográfica. Por exemplo, um dos eventos mais precoces conhecidos na evolução do cromossomo Y foi aparentemente uma mutação A à G na posição 10831 do gene SRY. I

sto modificou o haplogrupo ancestral (denominado haplogrupo A) e criou um novo haplogrupo que se distribuiu em todos os continentes.

Quando fazemos a tipagem dos cromossomos Y humanos, nós estudamos hierarquicamente os vários polimorfismos de acordo com as freqüências dos haplogrupos e com a ordem de ocorrência dos eventos mutacionais.

A maioria dos haplogrupos tem uma distribuição geográfica restrita, o que permite a atribuição de sua origem. (Laboratório GENE)

Como no caso das meninas, há meninos que deram origem a linhagens femininas e portanto seus Y sumiram.

Não é possível cruzarem-se informações do DNA mitocondrial com as do cromossomo Y e comprovar a existência de linhagens comuns aos dois.

Ou seja, mesmo que "Adão" e "Eva" fossem contemporâneos nada indica que teriam acasalado.

Elyson Scafati disse...

Quanto aos demais relatos de Adão e Eva, isso se chama processo de bricolagem de mitos.

Adamu e Adapa têm sua origem nos mitos do Crescente fértil.

Quando Adamu dá as caras por aqui, os homens já existiam, segundo o mito sumeriano.

O deus sumério Enki, o senhor da Terra e da sabedoria, filho de Anu, era seu protetor.

Um dos simbolos de Enki também era a serpente devido a sua partição na criação de Adamu entrelaçando as duas essências, dos Deuses e do homens.

Assim, interpreta-se que este Deus seria também a serpente do Éden.

Adapa, segundo os Sumérios nasce a partir de Adamu. De Adapa e nascem K-in e Abaael (Caim e Abel) que eram irmãos gêmeos. Como Adapa era um sábio, ensinou aos homens a escrita, a ciência, a agricultura e o hábito de se morar em cidades.

O mito de Adão saiu apartir da mitologia sumeriana, enraizada na Babilônia. sendo que o tanak foi reescrito quando do período do cativeiro.

Assim, não é a bíblia que veio antes, mas sim os mitos sumerianos de Adão e do dilúvio (bem detalhado na Epopeia de Gilgamesh - detalhe forma só 7 dias e não 40).

Há 2 vias para a catastrofe natural do dilúvio:

Em 1998, os geólogos da Universidade de Columbia William Ryan e Walter Pittman elaboraram a teoria de que o Dilúvio na verdade seria um mito derivado de uma fantástica catástrofe natural, ocorrida por volta do ano 5600 a.C., nas margens do atual Mar Negro.

Segundo as proposições dos dois pesquisadores, o evento regional teria provocado a migração de diversos grupos sobreviventes – o que explicaria o caráter dito universal (que se encontra em várias culturas) do Dilúvio.

Para os geólogos, o evento foi provocado pelo degelo ocorrido ao final da última glaciação.

a outra se trata de um asteróide que caiu no Oceâno Indico.

Segundo Dallas Abbott, perto de Madagascar, na África, foram encontrados indícios de uma catástrofe bíblica. Há 4,8 mil anos um objeto de mais de três quilômetros de diâmetro teria gerado uma tsunami de quase 200 metros de altura.

Na região há rocha esmagada semelhante a de um choque por asteróide. Imagine o que aconteceu com o clima global e quanta água se evaporou e caiu como chuva.

Assim, para o dilúvio existem fatos relacionados a mitos. Basta saber o que é um e o que é o outro.

Elyson Scafati disse...

Quanto a Hebreus 11:3, se refere à natureza da fé ou seja deus pode tudo. Mesmo criar o mundo pelo nada. Não se trata aqui de um tratado de cosmologia ou de atomística. NADA TEM A VER COM ÁTOMOS, mas com o poder divino.

Lucas 17: 34-36 se trata da vida no reino de deus e não da esfericidade da Terra. Ou seja é a vinda do reino de deus em que poucos se salvarão e não indivíduos que vivem em fusos horários distintos.

O pó daterra é o que um osso vira quando se deteriora. QQ um sabe e sabia disso.

Não há só 28 minerais na terra. há milhares deles. Somos formados de elementos químicos que são em número de uns 90 ou 91 naturais.

Pois é quanto a Panku e quanto aos gregos, são tão verdadeiros quanto seu deus fazer um ser do barro e dar um peido na cara dele para sair andando. Tem até uma tribo aqui do Brasil que diz que foram cagados pelo seu deus...


Vamos lá, faça prova de que seu mito de criação é a verdade acima desses mitos.

No m,ais o que vc se valeu foi de uma PÉSSIMA COMPREENSÃO DE TEXTOS BÍBLICOS, ALIADA AO RACIOCÍNIO CORCULAR (deus é verdade proque está na bíblia e a bíblia e verdade proque foi inspirada por deus).

Vá estudar hermenêutica bíblica antes de falar tanta asneira!!!


Realmente, vc é deprimente, seja como cristão, seja como um estudante.

Wallace Paulista disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Wallace Paulista disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Elyson Scafati disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elyson Scafati disse...

Ps Wallace: vá estudar teologia, hermenêutica bíblica, história das religiões, filosofia, sociologia, física, química, biologia, bioquímica, astronomia, cosmologia, física, etc.


Ou então arrume um baile de carnaval, e vá pegar umas cachorras, se vc curtir a coisa, ou pegue aquilo que melhor lhe aprouver.

Ou então vá a igreja se redimir de seus pecados (o da ignorância e da mentira)e pedir adeus que salve o seu rabo.

Grande abraço

Elyson Scafati disse...

Wallace, seus comentários perderam o objeto, pois vc insiste em permanecer no erro, fazer proselitismo infundado, sem trazer nada de útil ou de novo que contribua a um debate sadio.

Seu objetivo é a trollagem e aqui é o lugar errado para tal.

Daqui para frente seus comentários não mais serão publicados.


Escolha outro lugar para trollar, poias aqui vc saiu catando os seus cacos.


Passar bem.

Elyson Scafati disse...

Wallace, sobre a Arca idiota singrando pelos mares sei lá de quando, ela não se sustentaria. Colapsaria sobre seu peso.

Hj navios high tech tem dois cascos de aço e não de madeira, cuja resistência à flexão é bem menor. Estude a teoria do maior menos resistente (campo da resistência dos materiais)e resistência ao cisalhamento de materiais (interdisciplinariedade entre resistência dos materiais e ciência dos materiais).


Também não me ative à arca nenhuma pelo simples fato de o dilúvio de Noé não passar de um mito oriundo do dilúvio de 7 dias e noites da epopéia de Gilgamesh.

Resumindo: NÃO EXISTIU NAS PROPORÇÕES BÍBLICAS, sendo apenas uma bricolagem de mitos referentes ao degelo do pleistoceno, da inundação do mar negro e da queda de asteróide no meio do Indico, que futuramente recebeu um "moral da história, que vc não entendeu sequer uma linha.



Anônimo disse...

Você anuncia que não admitirá ofensas em seu blog, mas começa seu post chamando os criacionistas de canalhas?

Elyson Scafati disse...

Anônimo, a vc abro uma exceção:


Se vc leu o texto (duvido que tenha lido e aprendido alguma coisa), eu encerrei dizendo que as atuitudes dos criacionistas são dignas de um canalha, por que?

Criacionistas mentem, omitem, distorcem, criam falsas ideias, se aproveitam de jovens e crianças que ainda não possuem a bagagem suficiente de conhecimento para refutá-los, bem como se aproveitam de pessoas menos favorecidas intelectualmente, ensinam errado em salas de aula, subvertem a religião em prol de seus interesses excusos, denigrem outras crenças, ridicularizam a ciência, se valem de falácias e sofismas contra tudo que se opõem as suas ideologias.

Isso é atitude digna de uma pessoa honesta?

Se for, os seus conceitos de honestidade, ética e moral devem ser revistos.

Grande abraço.

Anônimo disse...

Você não precisa aprovar meu comentário...

Sabe eu não acredito que os dinossauros tenham cabido na Arca de Noé !

O -
.
.
.
. E eu não acredito que . . você coube na barriga de sua . mãe
. O
. .
. .

Se você não entendeu eis uma explicação:

um homem disse a outro:
Sabe eu não acredito que os dinossauros tenham cabido na Arca de Noé !

e o outro respondeu:
E eu não acredito que você coube na barriga de sua mãe.

Então, todo animal já foi pequeno um dia, não digo que os dinossauros tenham sio colocados como ovos na arca, mas sim jovens e não tão grandes. E o numero aproximado de espécies de dinossauros eram 50.
muitos dos ossos e registros fósseis são incompletos, e existem muitas fraudes.

Desculpe-me mas:

Elyson Scafati disse...

Anônimo, vá estudar antes de dizer tanta idiotice...


A maior fraude já vista em termos de paleontologia ou qq ramo da ciência se chama CRIACIONISMO.

As fraudes que vc cita devem ser o Homem de Piltdown e o Homem de Nebraska. Advinha quem as desmascarou?

a) criacionistas;

b) os pastores das igrejas pentecostais;

c) Adauto "anta" Lourenço, LelEnézio e Naor "quadrúpede" Neves;

d)os extraterrestres;

e) os cientistas paleontólogos;


Os precursosres dos dinossauros e dos mamíferos morreram há 250 milhões de anos;

Dinossauros morreram há 65 milhões de anos;

Humanos têm 200 mil anos, sendo que seu ancestral mais antigo conhecido tem 7 milhões de anos.

Arca de Noé é uma metáfora sobre o que a ira pode causar, mesclada a dois eventos do passado: a enchente da planície do mar Negro (há uns 12 mil anos) e a queda de um asteróide no meio do Índico (mais ou menos em 3500 a.C.

Ou seja, ela não existiu.


quanto às espécies de dinossauros eis quantas foram catalogadas:

http://pubs.usgs.gov/gip/dinosaurs/types.html


Site do US Geological Survey.

Se vc acha que um T-Rex e um nanotiranus eram a mesma espécie, conte a idade dos bichinhos nos aneis formados em ossos.

A teoria de que 1/3 dos dinossauros não existiram é muito controversa.

http://noticias.terra.com.br/ciencia/pesquisa/um-terco-das-especies-de-dinossauros-nunca-existiu-diz-teoria,e4282bb2957ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

e, mesmo que isso acontecesse, nada apoiaria o evento arca de Noé.

Já, para vc entender como um cara do seu dtamanho saiu da barriga da sua mãe, estude uma coisa chamada embriologia. Essa disciplina tem em qq livro do nível médio.

Desculpe, mas... Menos bíblia, aliada a pastor ignorante dirigente de igreja cuja teologia é doente e mais estudo.


Passe urgente em uma livraria e compre alguns livros de biologia tá legal? Comece por aqueles do fundamental, passe para o nível médio e depois tente algo mais sofisticado como um lívro de anatomia comparada para o nível superior.

Grande abraço

Anônimo disse...

voce disse que o fato da terra não existir a milhoes de anos e bobagem né.Eu queria saber entao como vc esplica certas coisas como :os dinossauros e plantas não minerizados que foram encontrados em varia partes do mundo, se vc entende algo sobre geologia vai saber que a uma contradiçao ai.Ou os anéis de saturno que ainda são estaveis indicando que o decaimento ainda não esta completo.A questao do níquel existente nos oceanos isto so pra citar alguns.Espero que esteja por dentro destes asuntos.

Elyson Scafati disse...

Anônimo, ao que parece vc deve ser mais um daqueles seguidores das "Idiotices de Morris".

Ou talvez as idiotices tenham vindo daqui:

http://cve.acordem.com/menu/1/36794//

Mas lhe abro uma exceção já que não curto responder nada a anônimos.

Vamos lá:

Nenhuma planta ou dinossauro foi até hj encontrado desmineralizado.

Quando se fala em tecidos moles de dinossauros, estes estão sim fossilizados. o que aparece é a pele deles impressa em rochas, como aparecem as penas ou ainda determinadas folhas de plantas e o corpo de peixes.

O trabalho que a Dra. Schweitzer fez em desmineralizar um osso de dinossauro, que recuperou um tecido mole como uma cartilagem de dinossauro (um T-rex).

http://web.archive.org/web/20070222105935/http://www.discover.com/issues/oct-05/features/paleontology/


http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1685849/pdf/rspb20063705.pdf


http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2483347/

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3110760/

Quanto ao teor de níquel, por que níquel? Por que não a prata, que dá uma idade de 2,1 milhões de anos, ou o sódio, que dá uma idade de 260 milhões?

Metais possuem uma proporção no planeta Terra, bem como em todo o universo. Quanto mais pesado, mais difícil de existir, o que não vem ao caso aqui.

http://www.oocities.org/gilson_medufpr/ocean.html


Também depende de onde passam os rios e que minerais eles decompõem e arrastam com suas águas.

Metais e água são arrastados para zonas de subducção nos oceanos e também ficam abaixo do leito oceânico devido à deposição. Por isso somem dos mares.

Assim, deposição de metais em oceanos não são indicativos para as idades dos mares ou do planeta.

Quanto ao resto do que está escrito no site criacionista, é pura balela.

Aliás, cadê as bibliografias? fora aquela do Gentry (mais do que desmascarado) e do Paul Taylor (um criacionista)?

Seria o Scientific Creationism de Henry Morris também uma bibliografia do besteirol?

Saiba que tais livros não possuem um mínimo de credibilidade, simplesmente pelo fato de que mentem de forma descarada.

Use-os como papel higiênico, se as folhas forem absorventes. Se não forem, use-os como suporte de mesa ou cadeira bamba ou então jogue-os no lixo.

Leia algo com credibilidade:

http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=30638&op=all

http://www2.uol.com.br/sciam/noticias/falta_de_niquel_nos_oceanos_produziu_oxigenio_da_atmosfera.html


Assim é com a nossa lua, que se afasta de nós e como são os dois satélites de Marte, sendo que um está caindo no planeta e outro está indo embora e como são as órbitas de Urano e Netuno, que vivem em um "mano a mano", devido a briga entre Saturno e Júpiter.

Quanto aos anéis de Saturno, é claro que eles são instáveis eles estão caindo em Saturno. Jamais formarão nada pois estão no limite de Roche. Eis um estudo sobre eles:

http://eternosaprendizes.com/2009/08/28/qual-a-origem-dos-aneis-de-saturno/

e um filme (assistir se divertir e aprender)

http://www.youtube.com/watch?v=tjMXKcd7a6k

No mais o resto das idiotices desbanco aqui em meu blog e aqui:


http://criacionistaconsciente.blogspot.com.br/2010/11/serie-criacionismo-introducao.html

http://criacionistaconsciente.blogspot.com.br/2010/11/serie-criacionismo-luz-das-galaxias-e.html

http://criacionistaconsciente.blogspot.com.br/2010/11/serie-criacionismo-o-campo-magnetico-da.html

http://criacionistaconsciente.blogspot.com.br/2010/11/serie-criacionismo-o-gas-helio-e.html

http://criacionistaconsciente.blogspot.com.br/2010/11/serie-criacionismo-fosseis-v.html

http://criacionistaconsciente.blogspot.com.br/2010/11/serie-criacionismo-longas-eras.html

http://criacionistaconsciente.blogspot.com.br/2010/11/serie-criacionismo-abiogenese-vii.html

http://criacionistaconsciente.blogspot.com.br/2010/11/serie-criacionismo-evolucao-humana-viii.html

Conselho de amigo:


Procure material sério e estude se quiser aprender algo realmente científico.

Wallace BS disse...

http://cosmologystatement.org/

Elyson Scafati disse...

Pois É Wallace, 9 anos depois, os trabalhos com a WMAP e com o desenvolvimento da teoria das cordas e do campo inflacionário, o big bang é a alternativa mais viável para tratar do surgimento do universo.

Também, em momento algum a tal carta diz nada acerca de uma criação metafísica por deuses ou por um deus. Resumindo, em nada ela apoia ideias criacionistas.

Acho que o tiro saiu pela culatra...

Davilson Silva disse...

Ao responsável por "Ciência X Religião", congratulo-o pela iniciativa da criação deste blog, e aproveito para aqui deixar registrado parte de um texto em resposta a um criacionista que postou um vídeo no "You Tube",afirmando que teriam encontrado a suposta Arca de Noé. Eis a nossa resposta:

(...) Como puderam colocar dentro dela “casais de todos os animais da terra” (Gen. 6: 19) numa embarcação de 300 côvados, ou cerca de 135 metros? Como Noé e sua turma puderam apanhar, convencer uma infinidade de espécie de animais a entrar na “arca”? “Até um casal de dengue?”, perguntara-me uma criança. Como conseguiram apanhar tantos e variados alimentos e de que modo foram acomodadas as oito pessoas a bordo da embarcação (Gen. 7: 13), aliás bem menor que um transatlântico?
E as fezes e urinas da bicharada? Como conseguiram dar conta da limpeza de tantos excrementos durante mais de um ano? Note-se que o suposto “dilúvio” começou a 17 do segundo mês (Gen. 7: 11) e os que haviam entrado na suposta arca sete dias antes (Gen. 7: 10) só saíram de lá a 27 do segundo mês (do ano seguinte, é claro) (Gen. 8:14). Poderia refutar muito mais coisas, mas por ora, basta.
Considerar o que a Bíblia é irrefutável, é pretender achar que todo mundo é um tolo que se pode manipular e engrupir. O Deus que concebo não é definitivamente o dos cristãos nem dos judeus, tampouco o dos muçulmanos e de nenhuma religião criacionista. Se ser “ateu” é achar aquilo que consideram a “palavra de Deus” uma balela, eu o sou; por isso, considero-me “ateu graças a Deus”; mas, graças ao deus antropomorfo forjado, da Bíblia.

Marcus Vinicius S. Oliveira disse...


Olá Elyson,

Li comentário postado acima pelo colega Davilson Silva, então resolvi aproveitar a oportunidade para expressar aqui o que penso acerca desse assunto também. De antemão, já ressalto que posso estar falando nada mais que um monte de "abobrinhas" (afinal, não sou expert no assunto); mas, enfim, é só uma opinião minha, resultado de algumas horas de reflexão. Aliás, se você quiser avaliá-la, ou mesmo se tiver algo a acrescentar ou a corrigir, então, por favor, faça-o.

Vamos lá, então. Eu, pessoalmente, não consigo conceber a ideia de que a história do dilúvio tenha surgido assim, do nada, como mero produto da imaginação de povos babilônicos, ou então de hebreus entediados que não tivessem mais nada para fazer no deserto, a não ser inventar histórias esdrúxulas “da carochinha” para se entreterem uns aos outros. Acredito, sim, na hipótese real do dilúvio, mas no seguinte sentido: Provavelmente, deve ter ocorrido no passado algum cataclisma de proporções gigantescas (mas que, talvez, não chegou a cobrir toda a extensão do globo terrestre), um evento deveras "traumatizante" que marcou profundamente a vida, a história e a memória das gerações antigas; e que acabou chegando até nós pela tradição e pela transmissão oral de relatos, conforme os que estão registrados na bíblia.

[continua...]

Marcus Vinicius S. Oliveira disse...


[continuação]

Já toda essa problemática e discussão acerca de bichos, dinossauros, arca de Noé, e o extermínio por afogamento de praticamente toda uma geração, só tenho a dizer o seguinte: Putz grila! Faça-me o favor, hein?! Não sei como a ideia teria surgido ou sido introduzida na história, mas parece-me algo simplesmente inacreditável... e não é nem por causa das implicações científicas (sendo onipotente, deus poderia perfeitamente burlá-las) que não deveríamos aceitar o texto a sério em sua literalidade. Confesso que demorei um pouco para perceber isso (acho que sou meio lerdo mesmo), mas o fato é que histórias como a do dilúvio e a destruição de Sodoma e Gomorra, bem como a crença no inferno de fogo, entre outras histórias bíblicas do tipo (quando levadas ao pé da letra), simplesmente transformam o deus da bíblia num verdadeiro monstro moral, e também num ser absolutamente ilógico, auto-contradizente e irracional. O próprio ato, em si, de matar milhões de pessoas e animais por afogamento parece-me, sinceramente, uma punição fútil, gratuita, vingativa, absolutamente vazia de qualquer propósito ou significado mais profundo. Ora, se não for para disciplinar, corrigir e educar; se não houver expectativa de melhoria e crescimento à vista (uma vez que, terminado o suplício, a pessoa morre), então para que castigar?

Com vistas a vindicar justiça e bondade plenas como atributos de seu caráter, um deus perfeito deveria pautar-se numa conduta de ética, coerência e imparcialidade absolutamente irretocáveis. Mas o que significa isso? Explico-lhe (sei que você já sabe, mas alguns dos seus leitores talvez ainda não): Um deus ético, coerente e imparcial é alguém que, por um lado, seja capaz de mobilizar sua infinita misericórdia e poder para salvar os indignos pecadores que aceitarem seu perdão; mas que, por outro lado, também seja capaz de usar essa mesma infinita misericórdia e poder em prol daqueles que o rejeitarem - o que poderia ser feito, por exemplo, destruindo-os sem submetê-los a sofrimentos físicos que, além de extremos e agonizantes, são completamente inúteis. Isto seria o mínimo requerido. Agir tendenciosa e parcialmente, manifestando intenso amor para com alguns até ao ponto de sacrificar-se por eles; porém, ao mesmo tempo, sendo um carrasco cruel, tirano e insensível para com outros, é um comportamento tipicamente humano. Falho. Contraditório. Um deus com tais características torna-se alguém incompatível com o “deus tudo de bom” que o cristão alega ser o senhor de sua vida.

Sei que, muito provavelmente, não chegarei a me tornar um cientista de renome (não é todo mundo tem talento para isso, rsrs), mas gostaria que você soubesse que somente a experiência de ter essas conversas francas com você e ler as postagens em seu blog, já me ajudou bastante a abrir a mente e o coração para pensar um pouco mais claramente sobre a natureza de tais coisas. Essa, sem dúvida alguma, foi uma contribuição de valor inestimável, pela qual muito lhe agradeço.

Um abração.

Elyson Scafati disse...

O evento traumatizante foi a cheia da bacia do mar negro, antes de uns 12 mil anos atrás um lago de água doce.

A causa foi o fim da última era glacial e a coisa foi bem ligeira.

Isso aocnteceu na Europa,´América e Ásia, elevando o nível dos mares e inundando regiões costeiras como a bacia do mar vermelho.

Houve ainda um segundo evento: a queda de um asteróide no meio do índico por volta de 3,5 ac e parece que a coisa tinha uns 3 km de diâmetro. Imagine o que isso evaporou de água...

Pode ser que dai (uma bricolagem dos dois mitos)resida a lenda de Gilgamesh, que originou a lenda do dilúvio e de todos os demais dilúvios.

Wilnan Custódio disse...

mais no final e tudo teoria ! quem garante que e verdade !?

Elyson Scafati disse...

Winlan Custódio: Para não pagar mais nenhum mico acerca do tema teoria, O que é teoria para vc?

R. A definição de teoria é a instância mais nobre que um conhecimento atinge após ser testado e falseado.

Quando um conhecimento tem um corpo de evidências sólido ele pode ser chamado de teoria.

TUDO dentro do conhecimento científico é teoria tal como:


Teoria de Newton, Teoria hidrostática, teoria dos ecossistemas, teoria do orbital químico, teoria do big bang, teoria da abiogênese química, teoria da evolução, teoria da relatividade, teoria cinética dos gases, teoria celular, teoria da embriologia, teoria eletromagnética, etc.

Assim, estude antes de dar palpites sobre o que não faz a menor ideia.

Davilson Silva disse...

Muito bom este site, congratulo-me com o seu autor, Elyson Scafati. Só lhe peço, amigo, que tenha cuidado com o português dos textos; pense numa revisão estilístico-gramatical mais acurada; isso dá mais dignidade às ideias aqui expostas. Por outro lado, criacionistas quando escrevem é uma vergonha, além das vergonhosas ideias absurdas que passam como verdade absoluta. Todavia, reitero os parabéns por este site utilíssimo, e aproveito para visitar o blog:

Elyson Scafati disse...

Davilson, eu não tenho muito estilo em escrita, mas estou tentando...